11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Quem pode fazer Hidrolipo?

Saiba quando é melhor fazer Hidrolipo e conheça suas contraindicações.

Antes de descobrir se você está ou não no melhor momento para passar por esse procedimento de lipoaspiração explicaremos brevemente o que exatamente é a técnica. A hidrolipo – ou hidrolipoaspiração – é uma técnica de aspiração da gordura que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado e uma das razões disso é que trata-se de uma técnica semelhante a lipoaspiração, sem internação hospitalar e com preços, por isso, mais acessíveis, podendo ser aplicada em papadas, braços, flancos, abdômen, culotes, axilas, joelhos, tornozelos, costas e região da coxa.

O procedimento tem o mesmo objetivo que a lipoaspiração convencional, mas utiliza a anestesia local: na hidrolipo é injetada uma solução anestésica na área que será aspirada (adrenalina, lidocaína e soro fisiológico), que tem como finalidade inflar as células de gordura e também anestesiá-las. Desta forma o cirurgião introduz uma cânula e com movimento de vai e vem aspira a gordura para dentro de um aparelho (lipoaspirador). Diferente do que muita gente pensa, não são todos os médicos que podem aplicar a técnica e, sim, aqueles com especialização cirúrgica, seguindo as normas do Conselho Federal de Medicina.

 

Quem pode fazer Hidrolipo?

Pacientes que estejam com boa saúde e dentro do peso;

Pacientes que tenham pele mais firme e elástica;

Pacientes que apresentam pequenas áreas com gordura localizada;

Pacientes que já tiveram alguma tentativa malsucedida de eliminação de gordura por meio de dietas ou exercícios físicos.

Contraindicações?

Mulheres que estiverem grávidas;

Portadores de doenças crônicas (como hipertensão e diabetes);

Pacientes alérgicas à anestesia.

 

Quando a hidrolipo é recomendada?

A hidrolipo é uma técnica de lipoaspiração de pequenas áreas, portanto, pode ser indicada a pessoas que estiverem dentro do peso e insatisfeitas com o algum grau de acúmulo de gordura em determinada região. Apesar da lipoaspiração ainda ser o método mais efetivo, já que ela consegue retirar gordura em várias regiões de uma só vez , a hidrolipo mostra-se eficaz na eliminação de gorduras, principalmente daquelas gordurinhas que insistem em permanecer após dietas e exercícios, em pequenas áreas.

Possíveis complicações da hidrolipo

Primeiramente, é necessário reiterar o que já dissemos no texto anterior: cada corpo reage de forma diferente e, portanto, não podemos definir ao certo como a cirurgia da hidrolipo irá agir em seu organismo, bem como seus efeitos colaterais ou demais complicações. Cerca de 90% dos pacientes obtém resultados positivos, mas para algumas pessoas os resultados podem ser negativos, o que não irá depender só da qualidade do procedimento médico, mas, sim, do organismo e da saúde do indivíduo.

Na hidrolipo, algumas das complicações possíveis (e bastante raras) são idênticas as da lipoaspiração: irregularidade ou necrose na pele (por deficiência circulatória – causada na maioria dos casos pelo tabagismo), perfuração das vísceras, embolia pulmonar gordurosa e flacidez da pele da região onde a técnica tenha sido aplicada.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).