(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar

Como usar: Chapéu

Conheça os melhores chapéus para incrementar o seu visual em diversos lugares

Acessório famoso entre as mulheres, o chapéu era bastante usado pelas brasileiras no início do século XX, mas começou a ser deixado de lado. Porém, atualmente – e principalmente no verão – a moda está voltando ao cenário nacional. Isso porque, além de ser um adorno, é um importante item protetor da pele contra a ação dos raios solares. Portanto, é muito mais comum e recomendado usar o chapéu em ambientes abertos.

Tipos de chapéus

Floppy
Se você assiste filmes antigos, muito provavelmente já o viu. Comum nas décadas 60 e 70, esse chapéu tem abas grandes e arredondadas podendo ser encontrado em várias cores e materiais. Devido ao seu tamanho, é perfeito para mulheres altas, com cabelos longos ou acima do peso, além de ser comumente combinado com vestidos, saias, e macaquinhos. No entanto, não se desespere caso você não esteja em nenhum desses padrões e queira usá-lo. Afinal, é possível encontrá-lo em menores dimensões.

Panama
Dentro do estilo casual ou esportista, é o mais comum podendo ser utilizado por todas as mulheres. Ele vem do Equador – sim, não é do Panamá! -, é feito de palha e geralmente tem cores neutras como bege ou branco. Sendo assim, são inúmeras as suas possibilidades de combinações. Um look com short ou calça jeans e camisa fina funcionam bastante e uma sapatilha sempre cai bem.

Coco
Esse é um chapéu criado no final do século XIX e é muito popular entre o público masculino, embora mulheres também o usem. É recomendado para causar um look mais ousado ou despojado e em locais como passeios ou shows. Roupas escuras deixam o visual bem carregado, já peças mais leves ou com estampa causam o efeito contrário. Tudo depende do seu gosto!

Fedora
O último tipo de chapéu da nossa lista surgiu no início do último século e também era mais usado por homens, mas atualmente é considerado um acessório unissex. Seu material é mais pesado e geralmente é feito em cores escuras, tendo uma grande influência no visual. Portanto, as roupas devem ser mais simples, como um vestido casual ou shorts e calça jeans junto de uma camisa casual.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.