É permitido ingerir líquidos durante a refeição?

Desmistifique esse hábito que, em excesso, pode comprometer a digestão e a mastigação

Às vezes, quando fazemos uma refeição fica realmente difícil não beber alguma coisa para acompanhar o alimento. Entre sucos de variados sabores e bebidas gasosas, muito se pergunta se faz bem ou não ingerir líquidos durante as refeições. Na verdade, esse detalhe não faz parte de uma proibição no quesito alimentar, mas, em excesso, pode não fazer muito bem ao estômago, além de atrapalhar a mastigação e comprometer a digestão. Você deve se perguntar o por quê disso acontecer, certo?

Antes de tudo, ingerir líquidos durante as refeições não engorda e nem aumenta a barriga. O excesso de líquido consumido dilata o estômago e dá a impressão de inchaço. Dessa forma, o líquido dilui o sólido durante a mastigação e o cérebro não compreende a quantidade de comida que uma pessoa ingeriu. Sendo assim, é o alimento e não a bebida que dá de brinde alguns quilinhos, pois o líquido faz você comer mais que o necessário, pois as enzimas da saciedade são ativadas muito tempo depois.

A média de tempo para uma pessoa fazer a digestão é de duas a três horas, quando o estômago volta a ficar vazio e, o ideal, é sempre ingerir líquidos antes de comer. É uma tarefa difícil, ainda mais quando se come uma variação de alimentos que se dividem entre salgados e doces. Não dá para recusar à garganta seca uma bebida. Contudo, se você for daqueles que não consegue sair do hábito de beber ao mesmo tempo em que come, o ideal é ingerir apenas um copo, aqueles de tamanho requeijão.

Dessa forma, você consegue saborear a comida, sem se sentir estufado antes do tempo. Algumas pessoas acreditam que bebidas gasosas trazem benefícios durante a refeição, por dizer que o líquido ajuda a “empurrar o alimento”. Não é verdade. Os refrigerantes são os favoritos nesse quesito, mas ninguém sabe que eles, além de serem muito calóricos, dilatam o estômago. Daí entra em cena a água com gás, na crença de que é mais saudável, mas ela também é responsável em trazer desconfortos estomacais como azia, queimação e gastrite.

Os sucos também precisam de cautela na hora de serem ingeridos, mas não trazem tantos danos à alimentação quanto os refrigerantes. Porém, eles também atrasam a digestão. As bebidas alcoólicas são vistas como as inimigas de qualquer refeição, então, tome cuidado, pois elas engordam. Mesmo que seja até sem graça, o conselho é consumir um copo de água, mas outras bebidas não são proibidas, desde que esteja consciente da quantidade.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).