Menu

Lipoaspiração De Papada: Dê Adeus às Gordurinhas no Pescoço!

Lipoaspiração de papada: dê adeus às gordurinhas no pescoço!

A gordurinha no pescoço está te incomodando? Saiba como acabar com este problema

A face é, de longe, a parte do corpo responsável pela primeira impressão que passamos ao conhecer alguém. É por meio dela que se vê, não apenas aparência, mas também expressão, sentimentos, o olhar, o sorriso. O contorno do rosto faz parte dessa aparência global e o que tem grande influência sobre ele é a famosa “papada”.

Com o passar do tempo, naturalmente, a pele sofre alterações. Seja por fatores ambientais, genéticos, envelhecimento ou uma soma de todos, a rede de sustentação própria desse tecido, formada por fibras colágenas e elastina, vai se perdendo, culminando na frouxidão da pele. Além disso, a musculatura vai progressivamente se tornando mais enfraquecida, agravando o aspecto de “duplo queixo”.

Muitas vezes, a própria genética também auxilia no acúmulo de gordura nessa área, conflitando ainda mais com o contorno da face.

  • Como funciona o procedimento?

Normalmente o procedimento é feito em ambiente hospitalar, com anestesia local e sedação, mas em casos excepcionais, anestesia geral pode ser utilizada.

O planejamento cirúrgico depende das características individuais de cada paciente, podendo ser realizado apenas a lipoaspiração (para retirada da camada de gordura), apenas o lifting (para tracionar a pele flácida) ou uma abordagem conjunta com os dois procedimentos.

O lifting cervical é o responsável pela suspensão da musculatura do pescoço, o platisma, e pela tração da pele. Em alguns casos, o pescoço aparenta ter duas pregas na vertical logo abaixo do queixo, isso ocorre porque as bandas do platisma estão separadas devido à flacidez. Nessa situação, pode ser feito a sutura dessa musculatura para juntar as bandas. A incisão fica localizada logo abaixo do queixo e, com isso, é possível melhorar o ângulo do pescoço do paciente.

A lipoaspiração cervical pode ser realizada como próximo passo, para uma otimização dos resultados. Ela é realizada através da inserção de cânulas finas, que chegam ao local através de 3 pequenas incisões de aproximadamente 3 milímetros, 2 atrás dos lóbulos das orelhas e uma abaixo do queixo. São essas cânulas que irão aspirar o excesso de gordura na região.

O tempo da cirurgia costuma ser de aproximadamente duas horas e as cicatrizes ficam em locais estratégicos e não visíveis no dia-a-dia.

  • A recuperação pós-operatória

É importante que nas primeiras 24 horas a cabeça se mantenha minimamente elevada, portanto, ao dormir, recomenda-se que a cabeceira da cama seja elevada 30o . Orienta-se, também, que sejam realizadas compressas frias sobre a face e pescoço nas primeiras 48 horas, para a prevenção e redução do inchaço.

Repouso relativo deve ser realizado nos primeiros oito dias, evitando-se esforço físico e movimentos bruscos. O exercício físico em si, contudo, só pode ser iniciado após 30 dias.

O curativo feito logo após a cirurgia, com algodão, gaze e faixa, serve para manter os tecidos protegidos e aquecidos e já pode ser retirado no dia seguinte à cirurgia, sendo trocado por outro menor. Dependendo do tipo de abordagem, pode ser necessária a utilização de drenos, que normalmente são também retirados no primeiro dia pós operatório.

A exposição solar deve ser evitada por pelo menos 60 dias após a cirurgia, retornando-se gradativamente e sempre com uso de protetor solar.

Os pontos são retirados por volta do 6ao 14o dia, e cremes específicos indicados pelo seu cirurgião poderão ser aplicados na cicatriz.

É comum que o inchaço aumente até o segundo dia, quando começa então a regredir. Procedimentos adicionais como drenagem linfática, realizada por profissional qualificado, poderão ser indicados para uma otimização e maior rapidez do processo.

  • O que esperar dos resultados?

Primeiramente é preciso saber que o edema/inchaço demora a desaparecer por completo, e o resultado definitivo da cirurgia pode aparecer de 6 meses a um ano após o procedimento.

As novas técnicas em cirurgia plástica evitam o tracionamento excessivo da pele, fugindo do estigma da “pele esticada” e conferindo um aspecto o mais natural possível para o resultado final. O reposicionamento correto das estruturas do pescoço (músculo, pele e gordura) são a chave para um bom resultado.

O lifting cervical com lipoaspiração local promete equilibrar os contornos da face, trazendo mais harmonia e suavidade para essa região tão importante do corpo.

É importante que o paciente siga todas as recomendações dadas por seu médico para que tanto a recuperação quanto o resultado atinjam sua melhor forma.

 

Se interessou pelo procedimento? Agende já uma avaliação conosco!

  • 13
    Shares