Lama negra do Mar Morto e os benefícios à pele

Lama negra do Mar Morto

Trata-se de um cosmético natural que tem poder esfoliante e grande influência no rejuvenescimento

Além de procedimentos estéticos, a lama negra do Mar Morto entrou em cena como um dos métodos estéticos que contribuem para o rejuvenescimento da pele. Localizado entre Israel e a Jordânia, ele atrai muitos turistas todos os anos que usufruem dos benefícios dos sais provenientes da lama, independente se for em um confortável hotel ou nas praias. Além de contar com um roteiro de beleza, quem chega lá tem a grande oportunidade de conhecer lugares históricos e, claro, exóticos.

A lama negra do Mar Morto tem uma fama com relação à beleza que vem desde a época da Cleópatra. Ela é composta por argila, responsável em sugar as toxinas e por devolver o brilho dela, e por enxofre que é o segredinho para o rejuvenescimento. Ao aplicá-la, a lama age como se fosse um esfoliante, uma ação muito similar aos cremes destinados à manutenção da saúde da pele. Ela limpa, purifica e hidrata tanto o rosto como o restante do corpo, deixando um aspecto saudável e macio, do jeito que toda mulher adora.

Os benefícios da lama negra do Mar Morto

 

Dentre muitas vantagens, a lama do Mar Morto contribui na elasticidade e na tonalidade da pele. As células também são renovadas, o que acarreta em melhorias na textura dela, com uma boa coloração. Para quem tem alguma cicatriz indesejada, saiba que a lama negra tem ação antisséptica. Para valer ainda mais a pena o uso dela, a matéria-prima que a compõe ajuda a minimizar as linhas de expressão e a oleosidade dos poros. Todo esse combo faz com que a pele ganhe um aspecto mais jovem.

Além de ser usada no processo de rejuvenescimento da pele, a lama negra do Mar Morto também é bastante útil para quem está muito estressado e sente os músculos contraídos demais, pois traz a sensação de relaxamento. Por se tratar de um produto natural, ela está presente em muitas clínicas estéticas e spas de qualquer parte do mundo, o que facilita o acesso das pessoas, especialmente para quem não pode ir até o Mar Morto desfrutar dos resultados incríveis.

Porém, se você realmente tem o intuito de viajar para o Mar Morto, mergulhe nas águas e deixe o corpo boiar na superfície por um longo período, pois ela também possui sais que beneficiam a pele. Isso favorece quem tem problemas com a oleosidade, pois há uma redução das espinhas. Só tome muito cuidado com o contato nos olhos, pois a água é muito salgada e pode causar ardência.

Atualmente, a lama negra pode ser encontrada na forma de cosméticos, tais como cremes e esfoliantes rejuvenescedores. A aplicação tem, em média, uma duração de 40 minutos e deve ser repetida toda semana para ter melhores resultados. A parte boa é que pessoas com tipos de pele diferentes podem aderi-la. Porém, quem tem alergia ou problemas um pouco mais sérios como acne, recomenda-se uma consulta ao dermatologista.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).