Menu

Henna indiana, uma opção natural para tingir os cabelos

Muitas mulheres tingem o cabelo em casa, sem ir ao salão de beleza. Isso não é ruim, mas algumas tintas possuem compostos que não são bons para o corpo, por isso muita gente já aderiu a henna, conheça mais sobre.

A henna é um corante vegetal natural, extraída da árvore Lawsonia inermis linné, originárias da África e Ásia. Entre outros extratos está o pó de henna, já usado pela humanidade há milhares de anos e que se tornou muito conhecida na Índia. Entre as aplicações estão corante de cabelos, unhas, tecidos, como calmante, relaxante, perfumes e outros. Não é de hoje que as características da henna são aproveitadas na estética, sendo usadas para tingir os cabelos.

A henna auxilia no tratamento dos fios danificados por agentes químicos, comuns em tinturas e demais tratamentos, como o alisamento,  e esse é um de seus principais diferenciais. Vale ressaltar que por ser um produto natural, não são feitos testes em animais.

A henna pura é vermelha e proporciona reflexos avermelhados nos cabelos escuros, entretanto quem possui cabelos mais claros pode ficar com reflexos mais intensos. O brilho também aumenta e isso vale para qualquer tipo de cabelo, até mesmo os brancos, que escurecem mais, conforme seu tom. Dependendo da cor o cabelo, a henna pode variar a coloração entre o vinho e o dourado, conforme a coloração, o tempo de ação e outros compostos adicionais. Só não pode deixar por muito tempo, pois o resultado pode não ser o esperado.

É possível encontrar a henna em formato de pó ou creme, que facilita ainda mais a aplicação, entretanto é importante ficar atento à composição, pois se a intenção é se livrar dos químicos, leia sempre com atenção quais os compostos e se eles podem prejudicar a saúde. Há outras tonalidades de henna, das quais se destacam as cores pretas, castanhas ou incolores, que recebem outros aditivos. Nesses casos, sempre avalie quais os compostos e se eles são prejudicais. A principal vantagem da henna é que ela trata o cabelo enquanto o colore, mesmo se tiver outro aditivo. Ela não penetra na estrutura do fio, podendo ser removida com lavagens, dessa forma é possível manter a integridade e saúde das madeixas. O uso contínuo oferece um resultado melhor e duradouro.

Para usar a henna em pó é preciso adicionar água quente ou chá verde (ou outro tipo) até ficar com uma consistência semelhante a de um mingau. Depois basta adicionar suco de limão, cuja a acidez permite o fechamento das escamas dos fios. Óleo de amêndoas ou azeite extra virgem também pode ser adicionado para não ressecar o cabelo, além deles, creme para cabelos oleosos também pode ser usados. Depois de misturar, coloque tudo em um recipiente, cubra – o com papel filme e deixe descansar. Antes de usar a henna lave bem os cabelos, aplique usando sempre luvas e proteja sempre as laterais do rosto com hidratante para evitar manchá-los.

  • 15
    Shares

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).