11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Fique de olho na saúde das unhas!

A grande maioria das mulheres gosta de manter as unhas impecáveis, com as cutículas removidas, bem lixadas e com um tom vibrante que esteja na moda. É uma atitude muito comum, claro, mas esse tratamento não as fazem imunes de reunir bactérias ou indicar problemas com relação à saúde. Lesões e a coloração das unhas podem indicar que algo está errado e que o organismo está deficiente de determinadas vitaminas para funcionar bem. A ausência de vitamina A, por exemplo, pode deixar a unha esbranquiçada e enrugada.

As unhas agem como um espelho com relação a nossa saúde. Se o organismo não recebe os nutrientes necessários para lhe proteger contra doenças, elas denunciarão. Não é à toa que muitos médicos pedem as mãos do paciente para fazer uma breve análise, pois elas podem indicar de imediato qual é o impasse. Caso você não esteja saudável, as unhas ficarão fracas, quebradiças, ressecadas, com um formato irregular, etc. Todo esse combo as tornam mais sensíveis quanto à presença de fungos.

A queratina está presente nas unhas e também indica se você está saudável ou não. Até mesmo a textura delas pode indicar que há algo errado. A alimentação é um influenciador direto na saúde das unhas e existem alimentos que ajudam a fortalecê-las, como os ricos em ferro e cálcio, contidos em peixes, carne e iogurtes, e zinco, que pode ser encontrado em furtos do mar, linhaça e gergelim. Algumas mulheres se preocupam com as manchas brancas, que podem ser resultado de alguma batida leve em uma região ausente de queratina.

Muito se pergunta se deve ou não retirar as cutículas. A resposta é que elas devem ser mantidas por agirem como uma barreira protetora contra infecções. Se você tem muitas, retire apenas o excesso. Aquelas que têm poucas, basta empurrá-las com a espátula, mas com muito cuidado. O excesso de esmalte também pode ser um inimigo, pois causa o enfraquecimento da unha por conter produtos químicos que causam o desgaste. Se você pinta as unhas toda semana, deixe-as “respirar” um dia antes de aplicar o esmalte de novo.

O recomendado também, se for possível, é deixar as unhas sem esmalte por uma semana, uma vez por mês, pois ajuda a devolver o brilho e evita que elas se quebrem com facilidade. Ao contrário do que dizem, lixá-las as mantêm mais fortes. Junto a este item, leve em consideração a compra de uma escova preparada para limpar embaixo das unhas. Se você perceber que há algo de errado com elas, não hesite em consultar um médico.

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. karina disse:

    tenho problema serio cõ as unhas dos pés elas doem eas mindinho estam escuras

  2. Ja aconteceu comigo,usei hipoalergênico melhorou,mas agora não pinto mais,so quando tenho festa ou viajem.