Dormir? Só se for com qualidade de sono!

Um estudo realizado pelo Instituto do Sono avaliou grupos etários de 20 a 30 anos, de 60 a 70 anos e pessoas acima dos 85. O resultado foi que nas três faixas de idade, houve uma relação com o sono profundo. Nesses indivíduos, esse estágio de sono não variou muito, o que revela que ele é essencial para os seres humanos, uma vez que regula importantes funções do organismo e da vida.

O sono é relevante para o bem-estar das pessoas, porque quando aliado a uma boa alimentação e à prática de exercícios físicos pode garantir uma longevidade mais saudável. Só para que você entenda, o sono é composto de dois estados: o mais lento (conhecido como não REM) e o mais profundo (o REM). O primeiro é composto por três níveis que variam de acordo com a profundidade. Já o REM é caracterizado pelo movimento dos olhos, pela atividade cerebral de baixa amplitude, pelo relaxamento total dos músculos e período em que ocorrem os sonhos.

Todo o indivíduo normal tem os dois estados intercalados durante a noite. No entanto, de acordo a Associação Brasileira do Sono, existem 90 tipos de distúrbios, entre eles, o sonambulismo, insônia, pesadelos, terror noturno (gritos e sensações de terror) e apneia (pausas respiratórias que impedem a passagem do ar pela garganta).

Confira os “10 mandamentos para uma boa noite de sono”, sugerido pela Associação Brasileira do Sono:

1. Mantenha um horário fixo para dormir e acordar;
2.
Procure dormir na hora certa de deitar, sem tirar cochilos ou umas horas de sono, durante o dia;
3.
Um lugar tranquilo, limpo e escuro é ideal para uma noite mais confortável;
4.
Não consuma álcool próximo ao horário de dormir;
5.
Não use remédios, se não for orientado por um médico;
6.
Evite exageros ao tomar café, chá ou refrigerante;
7.
Pratique exercícios físicos, mas nunca perto da hora de dormir;
8.
Jante moderadamente, em um horário adequado e regular;
9.
Evite levar o estresse e as preocupações para o travesseiro;
10.
Após o jantar, faça atividades relaxantes.

Curtiu? Siga as dicas e tenha uma noite mais relaxante. Mas, não se esqueça: se você apresentar qualquer distúrbio de sono, procure a ajuda de um profissional, afinal não adianta boas orientações, se a saúde não está legal, não é mesmo?

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Amei essa matéria, eu estava precisando obrigada.
    Muito boa