Cuidados no tempo seco

O inverno já está bem pertinho e com ele a estação mais seca do ano. Quem acha o friozinho uma delícia depois do calor abrasador do verão e gosta mais ainda de sair sem sombrinha, deve comemorar a chegada a época de estiagem tomando alguns cuidados com o corpo, porque é justamente agora que a pele sofre um bocado. O que acontece é que quando o nível de umidade relativa do ar fica muito baixo, as mucosas do organismo também ficam muito secas: o próprio ar acaba retirando a umidade dessas estruturas, causando irritação. Como resultado, além das alergias respiratórias, a pele fica ressecada, sem brilho, e mais propensa ao aparecimento de rugas e linhas de expressão. Sem chuva, há mais poeira e microorganismos no ar, o que, aliado à falta de hidratação da pele, tem um efeito danoso principalmente nos olhos e nas mucosas da boca e do nariz, onde a perda de água é maior.

 

Mantenha sua pele hidratada

 

Desidratada, a pele fica com pouca elasticidade e com aquela sensação de repuxamento que é um perigo para quem já tem propensão a rugas. A aparência também fica mais cansada, opaca e sem viço. Pronto, é mais do que hora de tomar alguns cuidados para reverter o quadro. Se a sua pele ainda não está assim, prepare-se para evitar esses efeitos. Algumas dicas ajudam bastante em ambos os casos, são fáceis e devem passar a fazer parte da sua rotina. Afinal, a pele boa hidratação da pele forma uma espécie de película protetora que ameniza as dermatites típicas dessa época do ano. Mas não é só no rosto, não: algumas regiões, como cotovelos e joelhos, também precisam de cuidados especiais por ficarem muito expostos.

 

Alimentação correta é essencial

 

Também nessa hora, portanto, a água é a sua melhor amiga. Dois litros de água por dia, ajudam a manter o corpo hidratado como um todo, mas pode não ser o suficiente no tempo seco. Então alguns produtos são essenciais, como as lágrimas artificiais, por exemplo, principalmente para quem usa lentes de contato – sim, porque as lágrimas também diminuem com o tempo seco, aumentando o risco de conjuntivite e até de ulcerações na córnea. A alimentação também conta, claro. Procure comer mais tomate, alface, abóbora, melão, melancia, morango, abacaxi, kiwi e mexerica, além de alimentos que contem ômegas 3, 6 e 9, como peixes e linhaças.

 

Cremes ajudam a reduzir o estrago do tempo seco

Mas não adianta, no tempo seco é difícil fugir dos cremes, e na maioria das vezes as receitas caseiras não conseguem repetir os resultados dos produtos industrializados. Então o ideal é dar preferência aos feitos à base de aquaporinas e ácido hialurônico. Os lábios também ficam especialmente sensíveis, então para evitar que fiquem mais grossos, ressequem e até descasquem, use hidratantes próprios – os lip palms – com proteção solar ou produtos que contenham óleos naturais ou manteiga de cacau. O protetor solar, aliás, deve ser usado mesmo em dias nublados. No restante do corpo, os hidratantes à base de lactato de amônia, óleo de semente de uva, ureia e antioxodantes em geral são os mais indicados. E não esqueça das mãos: elas também sofrem com o tempo seco e merecem cremes hidratantes pelo menos três vezes por dia ou sempre que usar produtos abrasivos, como detergentes e artigos de limpeza.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp