11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como resolver problemas de suor excessivo?

Saiba quais são os tratamentos mais indicados para quem sofre com a condição

 

Principalmente nos dias mais quentes, transpirar é algo normal que acontece quando estamos nos movimentando, fazendo algum esforço ou ainda quando nos encontramos em alguma situação embaraçosa ou estressante. 

No entanto, há pessoas que sofrem com problemas de suor excessivo e que transpiram mesmo quando não estão realizando nenhuma atividade, o que acaba se tornando um incômodo e até mesmo uma motivação para baixa autoestima. 

Neste sentido, a busca por encontrar uma solução para acabar de vez com a sudorese excessiva se torna o principal objetivo de quem aflige-se com a condição. 

Mas afinal, o que causa o suor excessivo?

Antes de mais nada, para encontrar o melhor tratamento é preciso conhecer a fundo as causas para a condição. 

Naturalmente, todas as pessoas suam e isso não indica necessariamente um problema. O suor, nada mais é do que uma resposta do nosso organismo para equilibrar a temperatura corporal. 

Essa liberação acontece em áreas em que a concentração de glândulas sudoríparas é maior, como é o caso das axilas, tórax, costas e até mesmo no rosto. 

Quando somos expostos à altas temperaturas, como no verão, ou aumentamos o fluxo sanguíneo durante uma corrida, por exemplo, o nosso corpo tende a produzir o suor como uma forma de esfriar o corpo. 

No entanto, para quem sofre de sudorese, nem sempre essas causas estão atreladas à isso e diversos fatores podem desencadear o problema: desequilíbrio hormonal, ansiedade e até mesmo a presença de substâncias e alimentos termogênicos no organismo. 

Quais são os tratamentos indicados nestes casos?

Embora a condição não seja considerada algo grave perante a medicina, muitas pessoas se incomodam e desejam tratá-la para se libertar do problema. 

Para que isso seja feito, existem uma série de tratamentos que variam desde remédios até cirurgias, e o ideal é que um profissional seja consultado a fim de identificar qual a melhor solução para o seu caso. 

Conheça a seguir algumas das soluções mais comuns para tratar suor excessivo:

Uso de desodorantes específicos

Alguns desodorantes possuem maior concentração de cloreto de alumínio em sua formulação, o que é capaz de controlar a sudorese em casos mais leves da condição. 

Medicamentos via oral 

Algumas combinações de medicamentos também são capazes de frear a sudorese, agindo como uma espécie de corte na produção das glândulas que causam o suor.

Contudo, por ter baixa eficácia, não são recomendados para todos os tipos de pacientes, além de provocar alguns efeitos colaterais indesejados.

Aplicação de toxina botulínica 

Outro potente aliado, o botox – como é conhecido – age bloqueando e paralisando as glândulas sudoríparas, fazendo com que elas parem de produzir o suor em excesso. 

No entanto, para este tratamento o recomendado é que seja feita uma avaliação com um profissional qualificado e de confiança. 

Remoção das glândulas

Para os casos em que a condição se apresenta de forma mais ‘grave’, também há a possibilidade de realizar a remoção das glândulas por meio de uma cirurgia, que se mostra eficaz para resolver de uma vez por todas o suor excessivo. 

Vale lembrar que todos os procedimentos precisam de indicação médica e não devem ser realizados sem uma análise minuciosa do caso do paciente.

 

Faça parte do nosso grupo no Telegram e fique por dentro do dia a dia da clínica, além de informações exclusivas sobre beleza, bem-estar e eventos que só vão acontecer para este canal.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).