Cirurgias íntimas: o guia definitivo

Toda mulher deseja sentir-se bem com o que vê no espelho, seja usando a última tendência da moda ou um corte de cabelo que favoreça o visual ou aquele tratamento que dê um up na pele. É por isso que as cirurgias íntimas estão se tornando cada vez mais populares em todo o mundo.

Acredite ou não, este tipo de procedimento pode mudar a vida de muitas mulheres – que sequer sabiam que esta solução estava disponível. Depois de anos sendo tratadas como tabu ou futilidade, as cirurgias íntimas ganham espaço na mídia e na sociedade.

Mas ainda há muito sobre o tema que precisa ser esclarecido – e a leitura desse artigo pode ser de grande utilidade para mulheres em busca de mais informações. Siga conosco na leitura.

Motivos que fazem a mulher buscar pelas cirurgias íntimas

O descontentamento com a autoimagem vai além de questões estéticas e pode ser fonte de dificuldades no dia a dia e até impactar no aspecto psicológico da mulher.

É por isso que muitas têm optado pelas cirurgias íntimas. Os motivos vão desde mais segurança ao usar roupas mais justas ou de banho, uma melhoria física na hora do sexo, fim das dores ou do desconforto na região íntima.

Mas uma coisa é certa: o resultado final é sempre uma mulher mais autoconfiante e feliz.

Cuidados no pré e pós-operatório em cirurgias íntimas

O pré-operatório nestes casos não exige nenhuma preparação especial – apenas a bateria de exames solicitadas pelo cirurgião responsável durante as consultas que antecedem o procedimento.

Todas as cirurgias íntimas costumam ser realizadas sob anestesia local com sedação ou raqui – essa decisão é tomada com base na extensão da cirurgia e se ela é ou não associada com outras técnicas.

Já o pós-operatório geralmente é tranquilo, sendo possível retomar a rotina habitual dentro de alguns dias – ou até horas, dependendo do procedimento realizado.

Para isso, é importante observar as recomendações médicas: evitar esforço e exercícios físicos, atrito na região, esperar por volta de 20 a 45 dias para retomar a rotina sexual.

Outra dica para garantir um bom ciclo de cicatrização envolve usar roupas mais largas e de fibras naturais, além de manter a área o mais livre de umidade possível pelo período prescrito.

Conheça as cirurgias íntimas mais populares

Com o avanço da medicina, as mulheres dispõem hoje de muitas técnicas voltadas exclusivamente para solucionar problemas ou melhorar o aspecto da região íntima.

Veja algumas delas a seguir:

Perineoplastia

Depois do parto, é comum que algumas mulheres apresentem algum excesso de pele ou relaxamento na região do períneo.

O procedimento pode então restaurar a região, contribuindo para o resgate da aparência física, da autoestima e da qualidade de vida sexual da paciente.

O procedimento – sozinho ou associado à ninfoplastia  – repara os danos da região, remove o tecido cicatricial, aperta os músculos, resultando em uma melhora geral do quadro.

Himenoplastia

Esta cirurgia tem como objetivo a reconstrução cirúrgica do hímen (a membrana que cobre parcialmente a abertura vaginal).

O procedimento costuma ser rápido e envolve a sutura dos excessos de pele da própria membrana. As mulheres geralmente optam pela himenoplastia por razões culturais, pessoais ou específicas. A técnica pode ou não ser associada à ninfoplastia.

Lipoaspiração do Monte de Vênus

Este procedimento envolve o uso de lipoaspiração para remover os depósitos de gordura da região do Monte de Vênus (a almofada de tecido adiposo geralmente coberta por pelos pubianos logo acima da vagina).

É indicado para mulheres que apresentaram uma perda grande de peso que gerou o acúmulo de gordura na região. O resultado é uma aparência mais enxuta e menos proeminente, fazendo com que a paciente se sinta mais confortável usando roupas de banho, de ginástica ou peças mais justas.

Preenchimentos

Este procedimento costuma ser procurado por mulheres mais maduras, preocupadas com a aparência mais flácida da região vaginal. O procedimento envolve enxertos da própria gordura da paciente ou de biomateriais para recuperar o volume dos lábios vaginais.

Clareamento na região anal e vaginal

Com o passar dos anos, alterações hormonais e fatores hereditários, a área genital pode ficar mais escurecida e manchada.

Nestes casos é possível fazer tratamentos à base de laser ou peelings químicos mais diluídos, aplicados na região e retirados após alguns minutos.

Cerca de três dias depois, a região descama e é possível notar o surgimento de uma pele mais clara e renovada.

Ninfoplastia

O procedimento tem como objetivo a redução dos pequenos lábios. Dessa forma é possível eliminar a flacidez que surge por conta do excesso de pele, além de melhorar a cor deles pela remoção do tecido marginal mais escurecido.

Existe uma variedade de técnicas disponíveis – o seu cirurgião irá escolher a melhor opção com base no seu caso e em suas expectativas.

A Ninfoplastia é uma das cirurgias íntimas mais populares no momento – e você pode saber mais sobre a cirurgia: é só clicar para baixar nosso e-book grátis sobre o tema!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).