Indicações para cirurgia plástica reparadora

Indicações para cirurgia plástica reparadora

Procedimentos reparadores ajudam na autoestima de pacientes, influenciando recuperação

A cirurgia plástica reparadora é aquela que é visa corrigir deformidades congênitas ou adquiridas recuperando ou aprimorando as plenas funções do indivíduo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) cerca de 40% dos procedimentos realizados no Brasil são reparadores. Outro dado relevante é que, entre 2014 e 2016, houve um crescimento de 23% nesse tipo de cirurgia.

No mesmo período, as cirurgias plásticas estéticas apresentaram um crescimento de 8%.

A seguir conheça as principais indicações dos procedimentos e quais benefícios eles pode proporcionar aos pacientes.

Quando a cirurgia plástica reparadora é recomendada?

A recomendação da cirurgia plástica reparadora, em geral, ocorre quando alguma situação que compromete estruturas físicas, demandando um procedimento cirúrgico para recuperar características perdidas.

As cirurgias reparadoras visam auxiliar no processo de recuperação de pacientes que perderam alguma função ou parte do corpo em decorrência de doenças, mudanças físicas severas, acidentes ou violência.

A seguir conheça as principais cirurgias plásticas reparadoras e quais técnicas são recomendadas em cada um desses casos.

Reconstrução mamária

A reconstrução mamária é uma das cirurgias reparadoras mais conhecidas. O procedimento é recomendado para pacientes que foram submetidas à mastectomia – remoção parcial ou total das mamas.

A cirurgia é indicada como parte do tratamento de câncer de mama e pode envolver uma ou ambas as mamas, além de poder incluir a remoção do mamilo.

O procedimento consiste na colocação de prótese de silicone para restaurar o volume dos seios. Além disso, podem ser usadas técnicas de micropigmentação ou transplante de tecidos para desenho da aréola.

Cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica é recomendada como um tratamento da obesidade, viabilizando a perda de peso para pacientes que não alcançam resultados satisfatórios com práticas não invasivas, como dieta, exercícios ou terapia.

Quando a perda de peso é significativa ocorre o acúmulo de pele, resultando em insatisfações físicas e emocionais ao paciente.

A perda de peso sem eliminação dos depósitos de pele pode resultar em infecções cutâneas recorrentes, infecções fúngicas e bacterianas, dificuldades motoras e outras complicações.

Nesses casos, pode ser realizada a abdominoplastia após cirurgia bariátrica. A cirurgia visa a remoção do excesso de pele da região abdominal e sutura da musculatura reto-abdominal.

Também pode ser indicada a remoção do excesso de pele no braço e nas coxas, consistindo em uma cirurgia reparadora mais ampla.

Dicas e indicações para cirurgia plástica reparadora

Queimaduras

Poucas pessoas associam o tratamento de queimaduras a uma cirurgia plástica reparadora, mas ela pode ser necessária em casos mais graves.

As queimaduras leves são tratadas clinicamente e com medicamentos, não comprometendo criticamente a estética, psicológico ou funcionamento dos tecidos.

No entanto, queimaduras mais graves podem tornar a pele excessivamente sensível, com perda de elasticidade, redução motora e comprometimento estético.

Nesses casos, a cirurgia plástica visa reparar os tecidos comprometidos, fazendo a reconstrução da pele lesionada e a reabilitação do paciente para que ele possa retomar suas funções normais.

Câncer de pele

Um diagnóstico de câncer é sempre difícil ao paciente, de forma que a minimização dos traumas relacionados ao tratamento é considerada conduta adequada para dar suporte físico e emocional ao paciente oncológico.

No caso de câncer de pele, a remoção de tumores pode resultar em cicatrizes ou na desfiguração de determinada área do corpo.

Nesses casos, a cirurgia plástica reparadora pode ser realizada posteriormente, quando o paciente apresenta alguma insatisfação física com o local no qual foi realizada a cirurgia.

Também é possível que o cirurgião plástico se envolva no tratamento para a remoção do tumor, visando preservar aparência do paciente e a integridade da pele desde o procedimento inicial.

Esse profissional pode garantir que a remoção do tumor ocorra com menor comprometimento estético e também atuar na reconstrução imediata da área usando tecido saudável do próprio paciente.

Quais os benefícios da cirurgia reparadora?

Não é incomum que pessoas minimizem a importância das questões estéticas, principalmente quando o paciente é diagnosticado com uma patologia mais grave, como o câncer.

Ainda que entendemos que a saúde é a prioridade, a cirurgia plástica reparadora permite alinhar ambos os objetivos, o que pode ser determinante na autoestima e satisfação pessoal de um paciente que já está emocionalmente mais vulnerável.

Um estudo da University of Toronto, no Canadá, e do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, nos Estados Unidos, avaliou as consequências da reconstrução mamária em 51 pacientes que foram submetidas à mastectomia.

A pesquisa conclui que as pacientes tiveram benefícios em amplos aspectos da vida como psicológico, social e sexual em cerca de três semanas depois da mamoplastia.

No caso do paciente que perde peso após uma cirurgia bariátrica, por exemplo, a plástica reparadora impacta à saúde física, mas também às expectativas emocionais e sociais, que são fundamentais para que ele tenha autoestima e incentivo para a manutenção dos resultados.

A autoestima é um aspecto relevante – e cada vez mais valorizado – na recuperação de diversas condições, seja em decorrência de uma doença, transformação de vida ou acidente.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).

Deixe aqui seu comentário

*

WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp