Cirurgia Plástica Após A Gestação: Descubra o Momento Certo

Cirurgia Plástica após a gestação: descubra o momento certo

A gravidez é um momento mágico para muitas mulheres – mas que traz consigo uma série de questões, como ganho e perda de peso rápidos, expansão da pele e distensão dos músculos abdominais. E tudo isso gera muito fascínio e dúvidas sobre a cirurgia plástica após a gestação.

A boa notícia é que todas essas questões têm solução. E com as novas tecnologias e tratamentos, todo esse processo para resgatar a autoestima e a forma física de outrora está se tornando mais fácil e rápido.

Se você chegou até aqui buscando respostas sobre o tema, é só seguir na leitura!

O melhor momento para fazer sua cirurgia plástica após a gestação

A maioria dos especialistas afirma que o ideal é que a cirurgia seja realizada em um período de pelo menos 6 a 12 meses após o nascimento do bebê. Para ter certeza sobre o melhor momento para você, vale agendar uma consulta com um cirurgião plástico qualificado.

Para garantir os melhores resultados, o ideal é que a paciente esteja em uma faixa de peso mais próxima da considerada ideal para seu perfil físico.

A razão para isso é que nenhuma cirurgia plástica tem como objetivo o emagrecimento, mas sim o aprimoramento dos contornos corporais.

Outra questão que deve ser considerada ao planejar sua cirurgia plástica após a gestação é o tipo de arranjo necessário em sua rotina para garantir uma recuperação tranquila.

O melhor momento envolve também a logística durante a recuperação, já que determinados procedimentos possuem restrições de movimentação – como levantar os braços, pegar peso ou fazer muito esforço.

Então é fundamental contar com o suporte – seja do companheiro, amigos ou familiares – para tomar conta do bebê, dirigir e cuidar da rotina da casa. Ou a paciente corre o risco de comprometer os resultados dos procedimentos.

Outro ponto importante é que a motivação deve vir da própria mulher – nunca do companheiro, amigas, membros da família ou devido à pressão da sociedade.

A pessoa mais importante em todo esse processo é a própria paciente. Então seu bem-estar vem acima de tudo.

Preocupação com gravidezes futuras

Próxima gravidez

Muitas mulheres se perguntam se uma cirurgia plástica após a gestação pode prejudicar uma próxima gravidez.

A resposta é não – as cirurgias não geram nenhum impeditivo para quem planeja ter filhos futuramente.

A paciente precisa apenas estar preparada para sacrificar alguns dos progressos, já que uma nova gravidez pode trazer de volta problemas que foram corrigidos após a primeira.

Se você planeja ter mais filhos, talvez seja melhor aguardar para fazer qualquer cirurgia plástica. Assim você garante que seu investimento financeiro e no tempo de recuperação valerão mesmo a pena.

Conheça os tipos de cirurgia plástica após a gestação mais procurados

As pacientes que passaram por uma gestação podem apresentar um ou mais dos problemas que relacionamos acima.

Com isso, é possível optar por fazer um ou vários procedimentos – alguns deles inclusive simultaneamente.

Saiba mais sobre alguns deles a seguir:

Abdominoplastia

Forma física antes da gravidez

Este é um dos procedimentos mais procurados por mamães que buscam a forma física de antes da gravidez.

Através da abdominoplastia é possível remover o excesso de pele e gordura do abdômen, além de reposicionar os músculos da região.

Após o nascimento do bebê, é comum que eles permaneçam um pouco separados, apresentando o que os médicos chamam de diástase. A solução para isso envolve o uso de alguns pontos internos que ajudam a recuperar o posicionamento original da musculatura abdominal.

O excesso de pele é esticado na direção da região pubiana – e qualquer excesso é retirado. A sutura é realizada na região que fica escondida pelo biquíni e o umbigo é refeito.

Mastopexia ou Mamoplastia de Aumento

A gravidez pode alterar radicalmente a região das mamas – fazendo com que os procedimentos para elevar ou aumentar as mamas estejam entre as mais procuradas pelas pacientes. Especialmente porque este tipo de procedimento pode ser associado às outras técnicas – como a abdominoplastia, por exemplo.

A mastopexia envolve a remoção do excesso de pele para suavizar, remodelar e levantar os seios. E também pode incluir o deslocamento do mamilo e da aréola para um visual mais natural.

Já a mamoplastia de aumento envolve a inserção de um implante mamário para remodelar e ampliar as mamas. Ambos podem ajudar a restaurar a aparência anterior dos contornos do decote.

Lipoaspiração

Este é um procedimento eficaz para redimensionar e remodelar o corpo. Ele é frequentemente associado à abdominoplastia para dar forma ao abdômen.

A lipoaspiração também pode ser realizada em diversas outras partes do corpo que apresentem um excesso de gordura resistente aos exercícios e dieta, como as coxas, braços, costas, papada ou nádegas.

Ninfoplastia

As mudanças hormonais durante a gravidez podem afetar a região íntima, fazendo com que as mulheres experimentem algumas alterações no tamanho dos grandes lábios.

Isso é facilmente contornável com uma Ninfoplastia, que pode devolver à vagina a aparência anterior à gestação.

Algumas mulheres afirmam que a questão vai além da aparência, já que o procedimento pode também pode tornar o uso de biquínis, jeans e roupas justas mais confortável.

Esperamos que este artigo tenha solucionado suas dúvidas sobre cirurgia plástica após a gestação. Caso a sua pergunta não tenha sido respondida aqui, clique e fale com a Dra. Luciana.

CTA Ainda tem duvidas