11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como é o pós-operatório da cirurgia de correção de umbigo?

Dicas para cirurgia de correção de umbigo

Entenda como acontece a onfaloplastia e as indicações para o pós-operatório

A cirurgia plástica chamada de onfaloplastia é aquela que tem como principal objetivo realizar correções estéticas no umbigo

A principal indicação e motivação para a realização desta cirurgia é o excesso de pele e/ou gordura na região. Este excesso pode ser uma consequência de inúmeras condições como, por exemplo, a gravidez, o efeito sanfona ou a saída recente de um quadro de obesidade. 

Quando pensamos na saúde dos pacientes que optam pela intervenção cirúrgica da região, temos que considerar aqueles que são portadores de hérnia umbilical ou má formação do umbigo. 

Não existe uma idade pré-determinada para a realização da onfaloplastia. Sua recomendação fica a critério dos médicos ou do próprio paciente incomodado com a sua aparência estética.

Como é feita a onfaloplastia?

Quando a cirurgia de correção de umbigo é indicada

 

Com duração média de 2 horas, no caso de cirurgias que sejam focadas apenas no umbigo e não em uma abdominoplastia geral. 

A anestesia também dependerá do tipo de interferência a ser realizada na mesa de cirurgia, podendo ser geral, peridural ou local, dependendo de cada caso. É necessário primeiro ter uma visão geral do que será feito nestes casos antes de indicar a anestesia adequada.

As técnicas também dependem do que o paciente planejou para a onfaloplastia, se será apenas uma correção de umbigo ou se aproveitará para retirar o excesso de gordura, por exemplo. 

O procedimento mais comum, contudo, é o de realizar uma incisão cutânea no fundo do umbigo, removendo os excessos e remodelando seu formato. É possível corrigir a ausência de umbigo, um umbigo fechado, hérnias e diversos outros problemas.

O pós-operatório da cirurgia

Pequenas dores, hematomas e edemas são comuns na região, ok? Justamente por isso, uma das principais indicações do pós-operatório está relacionada à compressas de solução fisiológica fria, evitar exposição direta ao sol por três meses e impedir que qualquer tipo de trauma aconteça na região. 

Além disso, atividades rotineiras só podem voltar a ser realizadas após uma semana da cirurgia.

É imprescindível o uso de faixa ou cinta modeladora e ficar longe de exercícios físicos por ao menos um mês. 

Dessa forma, é importante não movimentar muito a região abdominal nestas primeiras semanas. Afinal, os pontos só serão retirados após 15 dias e as indicações valem até os primeiros meses do pós-cirúrgico. 

Fique de olho em todas as recomendações da cirurgiã escolhida para a realização da onfaloplastia e siga todos os processos indicados. 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).