Menu

Os benefícios do Pilates para o corpo

 

Saiba mais sobre o método que melhora a sua qualidade de vida enquanto você reduz suas medidas sem perceber

 

Os movimentos suaves e fluentes mexem com o corpo e a mente, trabalhando a musculatura de dentro para fora. Ao invés da exaustão, a aula termina e você nem sentiu o tempo passar. Ao longo do tempo, a barriga vai ficando lisinha, o corpo mais definido, a flexibilidade aumenta, o estresse vai desaparecendo e a sua concentração está bem melhor. Você anda mais ereta e chama mais a atenção por onde passa. A rotina continua a mesma correria de sempre, mas não é que você nem fica mais tão cansada? Parece que até respirar ficou mais fácil. De repente você olha para trás e não reconhece mais aquela pessoa que ficou lá, antes das aulas de Pilates. É mesmo, o Pilates. Sua vida era bem diferente antes dele.

 

Benefícios abrangem vários aspectos do organismo

 

Desde que o Pilates chegou ao Brasil, no início da década de 90, cada vez mais benefícios têm sido descobertos para o corpo e a mente. O método inventado por Joseph Hubertus Pilates tem milhares de adeptos em todo o mundo de todas as faixas etárias, e não é para menos: a lista de melhorias só aumenta a cada ano, quando mais um fator positivo é contabilizado. Ele alivia o estresse, propicia correção postural, complementa fisioterapias, ajuda a perder peso, modela o corpo, reduz os desconfortos menstruais, aumenta a flexibilidade, exercita a musculatura pélvica melhorando a vida sexual, melhora a coordenação neuromuscular, colabora com a recuperação pós-cirúrgica, reforça os músculos responsáveis pela sustentação do corpo e uma série de outros itens que aparecem dia após dia.

 

Controle da respiração ajuda a reduzir o estresse

 

Para os idosos, ele é particularmente indicado por melhorar a coordenação e o equilíbrio, além de aliviar sintomas de fibromialgia, artrite e atrose. Como o Pilates não isola grupos de músculos para serem trabalhados, mas os exercita como um todo, promove a consciência do próprio corpo mudando a postura ao andar e sentar. Como método, o Pilates usa uma ordem específica de exercícios que exigem concentração e controle do ritmo respiratório, o que colabora com a redução do estresse e maior controle em situações de ansiedade. Explica-se: como durante situações de estresse a pessoa gera um bloqueio no músculo do diafragma, interrompendo a respiração normal, com o Pilates o aluno “aprende” a respirar novamente.

 

Resposta do organismo costuma ser rápida

O ideal é que ele seja realizado de duas a três vezes por semana, e, como esporte terapêutico, não tem contraindicação. A resposta do organismo costuma ser rápida, mas depende do metabolismo de cada um. O interessante é que os exercícios são adaptáveis a cada um, seja idoso, criança ou mulheres grávidas. A maioria deles é feita na horizontal, com ou sem aparelhos ou com a combinação de ambas as formas, a escolha depende apenas do gosto pessoal, porque os resultados são equiparados. Para quem quer reduzir medidas, o método é bastante eficaz, colaborando também na eliminação da flacidez – e quem já é magrinho apenas troca a massa gorda, ou gordura ruim, pela massa magra, firmando e definindo a musculatura. Uma forma tranquila e suave de melhorar a sua qualidade de vida.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).