Menu

As Tendências da Cirurgia Plástica em 2017

Tendências da cirurgia plástica em 2017

Veja abaixo quais são as Cirurgias Plásticas tendência ainda para 2017!

O conceito de beleza muda de acordo com a época. Enquanto, na Antiguidade, mulheres com corpos mais cheios e curvilíneos eram as mais bonitas, hoje em dia as silhuetas mais esguias e magras são consideradas mais belas.

Por isso, não é de se estranhar que as tendências na cirurgia plástica, assim como na moda, mudem de tempos em tempos.

Quando as cirurgias plásticas chegaram ao Brasil, por exemplo, era muito comum ouvir falar de pacientes colocando silicone para aumentar os glúteos.

Depois de um tempo, era mais comum ouvir falar do implante nos seios. E as pacientes que colocavam próteses de silicone usavam tamanhos exagerados, que muitas vezes não tinham a ver com seu corpo – algo que também mudou com o tempo.

Quais sãos as tendências das cirurgias plásticas para 2017? Veja o que será mais pedido nos consultórios nesse ano!

Próteses de silicone menores

Há alguns anos, era comum que as mulheres desejassem colocar próteses de silicone grandes, muitas vezes grandes demais para seus biótipos.

Era possível ver na televisão atrizes e cantoras famosas falando de suas cirurgias e exibindo resultados com seios muito maiores do que seus naturais.

No entanto, agora a tendência é o contrário. Cada vez mais pacientes preferem ter seios menores. As mulheres que estão trocando de prótese – ou seja, que as colocaram há mais de 10 anos – agora preferem os implantes menores. Antes, elas optavam por próteses de silicone de, em média, 350 a 400 ml. Agora, esse volume varia entre 250 a 300 ml.

Tudo isso acompanha a tendência de preferir as silhuetas mais atléticas, naturais e longilíneas que vemos nos meios de comunicação hoje em dia.

Glúteos maiores

Em contraste com os seios pequenos, as pacientes estão preferindo um volume maior na parte de baixo. As formas brasileiras clássicas, com o bumbum grande e levantado, voltaram a fazer sucesso nas clínicas de cirurgia plástica.

Para alcançar o visual desejado, as mulheres se submetem à lipoaspiração e aumento dos glúteos. Enxertos de gordura nessa área são recorrentes há muitos anos no Brasil e agora a procura é ainda maior fora do país.

O motivo da tendência, além da explosão da moda fitness – que valoriza os glúteos grandes e fortes –, é o sucesso das celebridades mais curvilíneas nos últimos anos. Quem não deseja um corpo como o de Beyoncé ou como os das irmãs Kardashian?

Procedimentos rápidos

As técnicas de cirurgias plásticas evoluíram muito nos últimos anos e, hoje em dia, é plenamente possível fazer um procedimento e não precisar ficar em observação na clínica por muito tempo. Ou seja, melhorar sua aparência pode ser rápido e não exigir cuidados complicados posteriormente.

Os procedimentos rápidos estarão entre os preferidos das pacientes em 2017. Segundo especialistas, apenas uma em cada 10 pacientes optou por fazer a cirurgia sob anestesia geral em 2016 – nos casos em que era possível escolher.

Entre as pessoas que realizaram facelifts, nove em cada 10 preferiu anestesia local. Esse tipo de sedação é o preferido mesmo em alguns tipos de aumento de mamas.

Essa mudança tem mostrado benefícios em termos de segurança, conforto e recuperação do paciente.

Estimuladores de colágeno

Cuidar da aparência da pele é um jeito rápido de ficar sempre mais bonita. Os procedimentos estéticos para tratar celulites, estrias, rugas e marcas de expressão são uma tendência comum da área de cirurgias plásticas há algum tempo.

E o tratamento escolhido pelas pacientes em 2017 é o uso de estimuladores de colágeno, tanto para a face quanto para o corpo.

O colágeno é fundamental para manter a juventude da pele. A partir dos 30 anos, o organismo vai perdendo essa substância. Como mulheres têm menos colágeno do que homens na pele, elas sofrem mais com as consequências do tempo e, por isso, são as que mais procuram procedimentos estéticos.

Os estimuladores de colágeno são compostos de ácido poliláctico, uma substância sintética, biocompatível e biodegradável, que recupera o volume facial perdido com o tempo, estimulando a produção de colágeno e restaurando os contornos da área aplicada.

Os resultados são graduais e é necessário fazer mais de uma sessão de aplicação. O processo é demorado mas O resultado final faz valer a pena.

Essas são as tendências em cirurgias plásticas para 2017. Se quiser conhecer mais sobre esses procedimentos e descobrir outros tipos, venha conhecer as cirurgias realizadas pela Dra. Luciana Pepino!

 

Com a tendência das próteses mamárias menores, confira qual a ideal para você!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).