Menu

Limpeza de pele: você sabe quais são todos os processos essenciais?

mulher fazendo limpeza de pele

Saiba como acontece uma limpeza de pele profissional, com todas as etapas desse procedimento

Você provavelmente já fez uma limpeza de pele na sua casa, ou pelo menos já realizou alguma de suas etapas. Nessas ocasiões, usamos produtos adequados para o uso doméstico, ou seja, são produtos mais suaves e com chance menor de causar danos à pele, mas, ao mesmo tempo, seus efeitos também são mais superficiais do que aqueles obtidos em uma limpeza de pele profissional.

Fazer a limpeza de pele em casa é importante para remover células mortas, hidratar e tonificar a cútis, mantendo uma aparência jovem por mais tempo. Entretanto, a limpeza de pele feita em uma clínica profissional é capaz de, além de proporcionar esses benefícios, remover cravos abertos ou fechados, remover miliuns e suavizar sinais de acne.

A limpeza de pele profissional é indicada para todos os tipos de pele, ajudando a controlar a oleosidade e a hidratação. Vale lembrar que esse procedimento também pode ser feito em outras partes do corpo além do rosto, como o colo e as costas.

A limpeza de pele não deve ser feita quando existem espinhas inflamadas, pois o procedimento pode piorar a situação. Nesse caso, o melhor a se fazer é consultar um médico dermatologista antes de fazer a limpeza.

mulher fazendo limpeza de pele

Passo a passo da limpeza de pele

Ao chegar à clínica ou consultório, a cliente será encaminhada a uma maca e terá seus olhos cobertos com uma proteção. Todo o procedimento leva cerca de uma hora e é dividido em etapas.

A limpeza de pele deve ser feita a cada dois meses para quem tem pele normal ou seca e uma vez por mês para quem tem pele mista ou oleosa ou apresenta uma grande quantidade de cravos.

Veja como a limpeza de pele acontece:

Passo 1: Assepsia

A assepsia é a “limpeza” propriamente dita, ou seja, é quando é feita a higienização da pele com produtos específicos para remover maquiagem, cosméticos, resíduos de poluição e oleosidade.

Algumas opções de produtos para esta etapa são à base de aloe vera e chá verde, que promover uma desintoxicação da pele.

Passo 2: Abertura dos poros

A abertura dos poros é um procedimento com a finalidade de facilitar a remoção de cravos e impurezas. Essa etapa pode ser feita com a aplicação de uma máscara que ajuda a relaxar a camada mais superficial da pele ou, então, com vapor de ozônio e vapor-d’água.

Sem abrir os poros, a retirada dos cravos pode ser muito dolorida e acabar causando lesões à pele. Vale lembrar que espremer a pele em casa para remover os cravos é um hábito bastante desaconselhável, pois você pode acabar com uma mancha de difícil remoção.

Passo 3: Esfoliação

Outro passo importante para facilitar a retirada dos cravos e das impurezas é a esfoliação da pele, que consiste em remover as células mortas da camada mais superficial da pele. Em geral, a esfoliação é feita com produtos contendo pequenos grânulos que agem mecanicamente para a remoção das impurezas.

O creme esfoliante é aplicado em movimentos circulares por todo o rosto. Ao final, o produto é removido antes do próximo passo.

Passo 4: Extração

A extração é a etapa dedicada à remoção dos cravos abertos (pontos pretos), cravos fechados (pontos brancos) e miliuns (pequenos cistos de cor branco-amarelada que ficam salientes na pele). Esse é o passo mais demorado da limpeza de pele, podendo levar até meia hora dependendo da quantidade de impurezas a serem removidas.

Para remover os cravos, o profissional os espreme com os dedos, com auxílio de uma gaze – que diminui o desconforto do procedimento e evita causar lesões à pele. Já para a remoção dos miliuns, é necessário utilizar uma microagulha para romper a pele ao redor do cisto e fazer a extração do sebo acumulado.

Vale lembrar que a extração deve ser feita com muito cuidado e delicadeza, de forma a não causar dor e não machucar a pele do paciente.

Outra técnica utilizada nesta etapa é a extração com um equipamento de ultrassom, capaz de atingir as camadas mais profundas da pele.

Passo 5: Alta Frequência

Finalizada a extração, o próximo passo consiste em utilizar o aparelho de alta frequência para ajudar na cicatrização de microlesões que podem acontecer durante a limpeza da pele.

Além disso, essa técnica tem propriedades anti-inflamatórias, ajudando a acalmar a pele, e também é capaz de combater a ação e a proliferação de determinados fungos e bactérias.

Passo 6: Aplicação da Máscara Calmante

Agora, já estamos no final da limpeza de pele. Nesta etapa, é aplicada uma máscara com efeito calmante apropriada para o tipo de pele da cliente, de forma a diminuir a vermelhidão do rosto. Os produtos podem ser à base de azuleno ou mentol.

Passo 7: Filtro Solar

Para encerrar os cuidados com a pele, vem a etapa de aplicação do filtro solar. O produto escolhido costuma ser um gel ou loção, para não entupir os poros, com FPS superior a 30. O uso do protetor solar é indispensável todos os dias, porém, logo depois da limpeza de pele, ele é ainda mais importante para evitar a formação de manchas e queimaduras na pele, que estará mais sensível do que o normal.

Cuidados depois da limpeza de pele

Depois de todas essas etapas, sua pele vai precisar de cuidados como evitar a exposição solar e não utilizar produtos à base de ácidos, que podem prejudicar a pele sensibilizada. Utilize apenas produtos recomendados pelo profissional para evitar alergias e irritações na pele.

Como você pôde ver, a limpeza de pele em uma clínica é bem mais complexa do que a limpeza caseira. Cada uma tem sua finalidade e sua importância e deve ser feita de forma apropriada. Sempre procure produtos de boa qualidade e profissionais sérios para ter um resultado satisfatório.

Mulher em frente ao espelho fazendo Limpeza da pele

Você também pode gostar de: Tratamento de Pele: Saiba qual é o ideal para peles brancas

  • 81
    Shares

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).