Menu

5 coisas que estão quebrando o seu cabelo

5 coisas que estão quebrando seu cabelo

Muitas mulheres sofrem com a quebra de seus fios capilares no mundo inteiro, e isso se deve geralmente a diversos fatores que devem ser considerados todos os dias, se a mulher quer ter um cabelo vivo e saudável. Mas como isso é possível? Neste artigo, separamos para vocês mulheres dicas essenciais que vão ajudar na manutenção e zelo pelos seus fios e cachos.

Queda x Quebra

Se você, assim como um grande número de pessoas, acha que quebra de cabelo está diretamente a uma queda de cabelo, está estritamente enganada. A queda do cabelo é quando ele completou seu ciclo de crescimento e, por alguma razão, caiu da raiz. Quando você vir fios de cabelos inteiros e uma espécie de bolinha branca em suas pontas, significa que ocorreu a queda. Quando você encontra uma quantidade muito grande de fios, é preciso procurar por um especialista para ajudá-la no tratamento mais adequado para seu corpo. A queda de cabelo é proveniente de vários fatores como má alimentação, falta de exercício físico, baixa imunidade, caspas, entre outras causas.

Já a quebra dos cabelos geralmente acontece em qualquer parte do cabelo. Por exemplo, quando você encontra pedaços de fios nos ombros ou no chão. Para as mulheres que tem cabelos compridos, a quebra é um vilão, pois os fios quebram com muita facilidade e isso acaba dando um aspecto não muito agradável para quem quer ter cabelos longos e saudáveis.

5 causas que podem estar promovendo a queda de seus cabelos

Chapinha e afins
Toda mulher que tem o mínimo de preocupação com seus cabelos sabe das agressões que a chapinha traz ao cabelo, se não bem cuidado. Atenção! Não é apenas a chapinha que provoca isso, e sim todos os seus parceiros: secadores, baby liss, modeladores e itens utilizados em períodos de mais calor. A chapinha, por exemplo, tiram toda aquela hidratação saudável dos fios e os tornam ressecados e sem muita defesa, deixando-os vulneráveis.

Jeito inapropriado de pentear
A maioria das mulheres utiliza prendedores ao pentear seu cabelo, mas mal sabem que esses produtos podem pressionar o cabelo, proporcionando o aumento das quedas. Outra dica é, sempre que puder, evitar puxá-lo demais e prendê-lo muito firme.

Sorvete de produto químico
Quando a mulher possui um cabelo que já é tratado quimicamente, precisa ter em mente que os cuidados com seus fios são redobrados, e por isso é importante prestar sempre atenção em que tipo de produto você está passando nos cabelos, ou se preferir repintá-lo, estude bem o impacto antes de fazê-lo, opte por produtos próprios para o seu tipo de cabeleira e de preferência vá a algum salão especializado no assunto. Algumas mulheres fazem um verdadeiro sorvete de suas cabeças, passando tudo o que sai vendo pela frente. Isso não só é ruim para sua saúde capilar, como traz consequências irreversíveis que só serão sanadas quando uma nova camada crescer, além de diminuir visivelmente a saúde do cabelo.

Cabelo também gosta de gentileza
Se você é uma daquelas mulheres que fica o dia todo penteando os cabelos, precisa tomar alguns cuidados. Penteie sempre com delicadeza e mostre aos seus fios o quanto você agradece por tê-los. Pentear de maneira agressiva enfraquece tanto os cabelos como a própria raiz, principalmente se ele estiver molhado. O ideal é não pentear o cabelo tantas vezes por dia e usar os dedos para fazê-lo.

Falta de proteína
Este é o papel que uma boa hidratação tem para os nossos cabelos. A hidratação promove a saúde dos cabelos e previne queda e desidratação, ajuda na elasticidade dos fios e os fortalece, diminuindo os efeitos causados por produtos químicos e manipulação diária. O ideal é criar um cronograma de hidratação com proteínas, mas sem exageros.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).