Cuidados com atividades físicas ao ar livre

Siga nossas dicas e pratique exercícios com mais segurança durante a temporada de calor

Algumas pessoas não curtem ir para a academia e preferem fazer atividades físicas ao ar livre. No verão, essa preferência é ainda maior. Nada mais justo que dar uma corrida no parque e aproveitar o solzinho para espantar o estresse e dar espaço ao bem-estar e ao bom humor. Todo mundo quer ficar em forma nessa época do ano, mas cada um tem afinidade com exercícios diferentes. De fato, há quem não goste de ficar preso e competir para poder fazer uma série de musculação, tendo as ruas como melhor point para manter a boa forma.

É preciso tomar certos cuidados ao decidir praticar atividades físicas ao ar livre no verão. Não basta apenas colocar a roupa de academia e pendurar uma garrafa de água na cintura que está tudo certo. Independente do horário é preciso ter uma atenção redobrada com aquilo que se come, com o condicionamento físico e, claro, com a proteção da pele. A hidratação é outro detalhe muito importante que não deve ser esquecido, pois a transpiração ao ar livre gera o aumento de temperatura e o organismo precisa de muito líquido para se recompor.

Geralmente nas férias, as pessoas excedem demais o limite de tempo na prática de exercícios, especialmente se estiverem um pouco fora do peso. Por mais que você não esteja na academia, isso não quer dizer que atividades físicas ao ar livre evitam lesões como torções, distensões musculares e rompimentos de tendões, pois a propensão é a mesma. Sem contar que o excesso pode atrapalhar o bom funcionamento do sistema cardiovascular. Dessa forma, procure um médico antes de ingressar na corrida matinal para saber dos próprios limites.

Atividades físicas ao ar livre: como se proteger?

No caso de caminhada e da corrida, use tênis confortáveis e com amortecedores. Se você gosta de jogar futebol e vôlei de praia, saiba que repetir o uso do protetor solar e beber água toda hora é primordial para não se desidratar e não ter queimaduras mais graves. Se você gosta de andar de bicicleta, dê atenção ao alongamento das coxas e das panturrilhas, pois são as partes mais exigidas para a prática da modalidade. Independe da preferência, o aquecimento e o alongamento são partes que não devem ser esquecidas.

Acima de tudo, é preciso ter bom senso na hora de praticar atividades físicas ao ar livre. Respeite o tempo máximo de 1 hora de exercícios. Ao se sentir mal por causa da temperatura, não insista, pois isso pode gerar sensações de mal-estar. Por mais que você esteja de dieta, é importante balancear carboidratos, proteínas e fibras para dar energia ao corpo e um estímulo para que ele tenha o pique exigido ao longo dos exercícios.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).