11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

A H1N1 e a Cirurgia Plástica

influenza a

Saiba como se prevenir contra o vírus H1N1.

H1N1 é o nome dado à uma gripe causada pelo vírus da influenza do tipo A. Essa gripe – assim como a H3N2 ou a influenza B – tem como sintomas febre alta, tosse, dor de cabeça ou dores na garganta, corpo ou articulações. No caso do vírus H1N1, dois dos sintomas que mais chamam a atenção são o cansaço em excesso e a falta de ar. É importante saber diferenciar a gripe do vírus da gripe comum, que é mais leve e com sintomas menos graves – coriza, dor de cabeça e febre baixa. Este ano o Brasil – SP, SC, BA, CE, MG, MS, RJ e RS – já registrou mais de 70 casos de morte até o fim do mês de março, segundo o Ministério da Saúde.

H1N1 e a Cirurgia Plástica

Assim como o vírus da influenza sazonal, o vírus da gripe suína H1N1 Tipo A pode ser transmitido através de espirros e tosses de pessoas infectadas. E em caso de qualquer cirurgia o cuidado deve ser redobrado. Todo o processo cirúrgico causa muito estresse ao sistema imunológico do paciente, o que pode resultar em brechas na saúde, deixando o paciente suscetível a processos infecciosos.

Caso o paciente adoeça, será necessário o cancelamento da cirurgia, o que pode ser um verdadeiro transtorno, uma vez que existe toda uma programação baseada em tempo de repouso, férias, e até mesmo, organização com os amigos e parentes.

Existe vacinação?

Primeiramente, temos que alertar sobre a vacinação, feita nas redes públicas de saúde. No dia 30 de abril, começou a campanha nacional da vacinação contra a gripe, que está prevista para terminar no final do mês de maio. Alguns estados, contudo, já anteciparam o período de vacinação pelo SUS justamente por conta do aumento de casos de infecção. A vacinação é destinada a grupos prioritários: idosos, povos indígenas, crianças de até 5 anos, gestantes, profissionais da área da saúde e portadores de doenças crônicas.

Como tratar a H1N1?

O tratamento da gripe H1N1 envolve repouso, hidratação e uso de antivirais específicos prescritos por um profissional para ajudar a prevenir o agravamento das complicações da gripe. Em geral, é importante que o paciente tome a medicação nos primeiros dois dias (48h) do início dos sintomas para que a cura se dê de forma mais eficaz. O uso de analgésicos também pode ser necessário para alívio dos sintomas.

De modo geral, como posso evitar o contágio por H1N1?

– Evite ficar em locais fechados/abafados;
– Evite tocar em superfícies como chaves, torneiras e canetas, entre outras;
– Evite compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e toalhas;
– Evite circular dentro de hospitais e compartilhar equipamentos;
– Evite passar as mãos no rosto – nariz, boca ex olhos;
– Fique, ao menos, um metro distante de pessoas gripadas;
– Lave as mãos várias vezes ao longo do dia;
– Ao chegar em casa, faça gargarejos com água morna e sal de cozinha; neste caso, o gargarejo é feito para evitar a proliferação do vírus, caso já tenha havido contaminação.
– Ao chegar em casa, higienize suas narinas com água morna e sal.
– Evite bebedouros públicos;
– Mantenha uma alimentação rica em vitamina C para ajudar a fortalecer o organismo;
– Use o álcool em gel para limpar as mãos;

Previna-se sempre!

Tente prevenir-se contra o vírus H1N1 atendo-se aos pontos mencionados acima. É importante não arriscar-se e, se você já tiver marcado qualquer cirurgia plástica, não deixe de alertar seu cirurgião com antecedência sobre os riscos de contágio. Caso você já tenha sido diagnosticado com o vírus, o ideal é suspender as cirurgias, procurar ajuda médica e recuperar-se da gripe antes.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).