Aprenda como controlar o colesterol e o que isso influencia na sua saúde

O desequilíbrio nas taxas de colesterol aumenta o risco de problemas cardiovasculares como derrame e infarto. Saiba como manter o equilíbrio entre o colesterol bom e ruim.

Apesar da fama de vilão, o colesterol é um componente essencial para o organismo. Contudo, o desequilíbrio em seus valores realmente é muito prejudicial para a saúde, especialmente a do sistema cardiovascular, por isso é fundamental saber como controlar o colesterol.

Com a estrutura química de um álcool policíclico de cadeia longa, o colesterol é um tipo de esteroide que participa da formação da membrana celular, da produção de vitamina D e da síntese dos hormônios sexuais, entre outras funções.

Por que precisamos controlar o colesterol?

Por ser uma gordura, o colesterol não de dissolve na água e, consequentemente, nem no sangue. Por isso, ele precisa ser transportado com o auxílio de proteínas específicas – e são elas que originam as diferenças entre “colesterol bom” e “colesterol ruim”.

Quando o colesterol se une a uma proteína de alta densidade, temos o HDL ou “colesterol bom”. Quando se trata de uma proteína de baixa densidade, temos então o LDL ou “colesterol ruim”. Ou seja, o colesterol em si é sempre o mesmo, o que muda são as proteínas.

A função do LDL é transportar o colesterol a partir do fígado para os tecidos. Contudo, quando há um excesso dessa gordura, ele acaba formando depósitos (placas) dentro das artérias, o que pode bloquear o fluxo sanguíneo – e por isso ele é conhecido como “colesterol ruim”.

A diminuição do calibre dos vasos pela formação das placas é conhecida como aterosclerose. Dependendo da região onde ocorre o bloqueio, aumenta-se o risco de doenças e condições muito graves, algumas das quais têm alta taxa de mortalidade, por exemplo:

  • Derrame ou AVC (acidente vascular cerebral);
  • Aneurisma;
  • Infarto agudo do miocárdio (ataque cardíaco);
  • Insuficiência renal crônica;
  • Embolia pulmonar;
  • Trombose (quando a placa se desprende e circula pelo corpo – saiba mais sobre os fatores de risco para trombose).
representação de colesterol
fonte: pinterest

Enquanto isso, o HDL carrega o colesterol no sentido contrário, ou seja, ele retira essa gordura das artérias para levá-lo até o fígado. Ali, ocorre o metabolismo do colesterol, de modo que ele pode ser eliminado depois de passar pelo intestino.

Por ter esse efeito de “limpar as artérias”, o HDL é conhecido como “colesterol bom”, já que ele exerce um efeito de proteção sobre o sistema cardiovascular, evitando as condições citadas acima.

Assim, quando falamos em aprender como controlar o colesterol, na verdade estamos buscando um equilíbrio entre os níveis de colesterol bom e ruim. Ou seja, a modo a fornecer os lipídios necessários ao organismo sem aumentar o risco cardiovascular.

Dicas de como controlar o colesterol

A principal fonte de colesterol ruim é a gordura animal. Portanto, manter níveis saudáveis desse elemento depende de algumas substituições na dieta. Além disso, esse equilíbrio depende de mais alguns cuidados com o estilo de vida.

Conheça e coloque em prática nossas dicas de como controlar o colesterol e diminua o risco das principais causas de morte no mundo todo de acordo com a OMS:

  1. Pratique exercícios físicos

Ter uma rotina de atividades físicas é essencial para evitar a obesidade, um dos principais fatores associados ao colesterol alto. Além disso, o exercício em si é capaz de reduzir o LDL e elevar o HDL, especialmente nas atividades aeróbicas como caminhada, corrida etc.

Ainda, o trabalho muscular reduz os processos inflamatórios e previne a oxidação do colesterol ruim, evitando que ele se deposite e forme placas nas artérias.

  1. Evite o cigarro e o álcool

Além de todos os malefícios relacionados a diversos tipos de câncer e doenças em órgãos como pulmões, fígado e rins, o cigarro e o álcool contêm substâncias que favorecem a formação de placas de colesterol.

Por isso, tanto o tabagismo quanto o consumo de álcool são hábitos que não devem fazer parte do nosso estilo de vida.

Não deixe de conferir – 13 super dicas para uma alimentação saudável e como você deve mudar seus hábitos

  1. Faça substituições saudáveis na dieta

Uma das formas mais eficientes de como controlar o colesterol é fazer trocas inteligentes na alimentação, substituindo itens ricos em açúcar e gordura animal por versões mais saudáveis que forneçam fibras e gorduras boas para o organismo. Veja como fazer isso:

  • Pão branco: seu alto índice de carboidratos simples eleva a glicose e o colesterol, por isso é melhor optar pelo pão integral;
  • Leite integral e seus derivados: nesse caso, a versão integral é rica em gorduras saturadas, que aumentam o colesterol ruim. Para garantir o aporte de cálcio, prefira as versões desnatadas;
  • Queijos amarelos: queijos gordurosos (provolone, parmesão, mussarela etc.) devem ser substituídos por queijos brancos, como ricota e cottage, que têm um teor menor de gordura;
  • Carnes: cortes gordurosos como cupim, picanha e costela podem ser substituídos por cortes mais magros, como filé mignon e alcatra, ou por opções como frango sem pele, peixes e lombo suíno. Deixe de lado embutidos como salame, salsicha etc.;
  • Manteiga: pode ser substituída por azeite de oliva ou margarinas especiais que contêm fitoesterois, ingredientes que evitam a formação das placas de colesterol por sua ação antioxidante;
  • Camarão: esse é o fruto do mar com o maior nível de colesterol. Portanto, vale a pena substituí-lo por peixes ricos em gorduras saudáveis, como salmão e arenque, que oferecem ômega 3 e ajudam a reduzir o LDL.
pedaço de salmão
  1. Consulte o endocrinologista

Ter o acompanhamento do endocrinologista é muito importante para monitorar as taxas de colesterol bom e ruim e descobrir qual é a melhor forma de tratamento para o seu caso, seja por meio de mudança de hábitos ou o uso de medicamentos.

Entre em contato com a clínica da Dra. Luciana Pepino para agendar sua consulta com o endocrinologista e tenha uma vida muito mais saudável! Ah, e aproveite também para conhecer as opções de cirurgia plástica e procedimentos estéticos! 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).