11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Saúde mental e cirurgia plástica: por que essa relação é importante?

saúde mental e cirurgia plástica

Sentir-se bem e bonita com o próprio corpo vai muito além do físico. A beleza não é só aparência, é muito mais que isso, é saúde, inclusive, mental. Como diz o ditado popular, ter uma mente sã reflete diretamente em um corpo são.

A busca para se encaixar em um padrão de beleza, por exemplo, pode criar sentimentos negativos que causam danos intensos às pessoas. Logo, cuidar da saúde mental é essencial para manter o equilíbrio antes, durante e após os procedimentos estéticos cirúrgicos, respeitando suas peculiaridades e aceitando seus resultados.

A seguir, compartilhamos algumas dicas e informações para você entender a importância da relação entre a saúde mental e a cirurgia plástica. Ainda, mostramos dicas práticas para garantir saúde e bem-estar a todo o seu corpo e mente. Acompanhe!

Entenda a relação entre saúde mental e cirurgia plástica

A maioria das pessoas associa as cirurgias plásticas a uma mudança na estética e no visual. Esse conceito, em parte, não está errado. Contudo, ele não abrange um fator fundamental, que é a importância das plásticas para a saúde e autoestima das pessoas.

A cirurgia plástica é uma ramificação da medicina. Ou seja, desde sua origem, trata-se de uma área necessária para harmonizar e aperfeiçoar características de pacientes, oferecendo os cuidados integrais, inclusive, priorizando oferecer bem-estar físico e emocional.

No entanto, paralelo a isso, vivemos hoje uma banalização. Variados padrões de beleza dominam o nosso meio e lançam o “culto ao corpo perfeito” e as expectativas exageradas aos procedimentos estéticos cirúrgicos. Isso afeta consideravelmente a mentalidade das pessoas, principalmente aqueles que estão fora desses padrões ou, ainda, os que têm insatisfações com o próprio corpo.

Por essas frustrações mentais se tornarem cada vez mais difíceis de lidar, as alternativas estéticas e cirúrgicas podem e devem ser consideradas para ajudar. Contudo, é necessário saúde mental e equilíbrio para a realização eficaz desses procedimentos. As cirurgias plásticas são ferramentas que mudam a realidade dos pacientes, trazem qualidade de vida, cura e aceitação. Por isso, precisam ser realizadas em pessoas que prezam pela saúde do corpo e da mente.

Conheça algumas práticas para cuidar do corpo e da mente

Saiba como você pode melhorar a sua aparência mantendo uma boa saúde psicológica. Confira!

 Valorize a sua beleza

O segredo para começar a desenvolver bons hábitos para cuidar da mente e, consequentemente, do corpo começa com o esquecimento de padrões. A sua beleza é a que mais importa e isso deve ser tratado como algo primordial.

Não existe problema em buscar procedimentos estéticos e cirúrgicos para aprimorar a sua aparência, realçando o que você tem de melhor ou corrigindo aquilo que incomoda. Entretanto, inicialmente, aceitar as suas características e limitações, para depois aperfeiçoá-las, é importante não só para a sua saúde mental, mas também para melhor recuperação e aceitação dos resultados dos procedimentos.

Treine a sua mente

A meditação, assim como as cirurgias plásticas, pode ser uma grande aliada rumo à qualidade de vida, pois é um exercício que idealiza bons sentimentos e treina a mente para ficar longe das inseguranças e descontentamentos. Sua prática inclui concentração para olhar dentro de si em reflexão naquilo que se acredita, busca e realiza. Que tal?

Para começar, busque entender as suas necessidades e desejos com aquele procedimento. Os efeitos da cirurgia plástica precisam estar relacionados à satisfação externa e íntima de se sentir bem em todos os aspectos da vida. Ao entender essa necessidade será notório o aumento de sua autoconfiança.

Reduza os sentimentos negativos

Sentimentos negativos, como estresse, insegurança e angústia, podem ter causas diversas e colaboram para a intensificação do desgaste mental, prejudicando seus resultados, inclusive, cirúrgicos.

Por isso, busque ajuda antes, durante e depois dos procedimentos. O ideal é contar com profissionais médicos altamente capacitados, para que aconteça a orientação e o acompanhamento correto. Além de auxílio na resolução de todos os impasses, inclusive, fomentando a sua melhor aceitação e amor-próprio.

Pronto! Agora você conhece a importância da relação existente entre saúde mental e cirurgia plástica. Logo, cuidar da saúde mental é mais que importante, é um diferencial para entender suas necessidades e limitações, oferecendo saúde a todo o corpo e bons resultados às cirurgias plásticas.

Quer receber mais conteúdos como este? Basta assinar a nossa newsletter. Esperamos por você!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).