Mamoplastia Redutora, Cuidados Após a Cirurgia

mamoplastia-redutora

Saiba mais sobre o período de recuperação e os cuidados que você deve adotar depois da cirurgia de mamoplastia redutora

Há alguns anos, entre as décadas de 1980 e 1990, a parte do corpo feminino mais valorizada era um bumbum avantajado.

Você se lembra dessa época? Com o passar dos anos, uma nova tendência surgiu: em vez do bumbum avantajado, passamos a valorizar também os seios volumosos.

Como consequência, houve uma popularização das próteses de silicone para satisfazer o desejo das mulheres que sonhavam em ter seios maiores.

Porém, por mais que pareça que todas as mulheres gostariam de ter seios volumosos, essa não é uma regra que se aplica a todo mundo.

Na verdade, mamas muito avantajadas, desproporcionais em relação às outras medidas do corpo, podem trazer uma série de problema, desde uma insatisfação com o visual até sérias dores na coluna.

Além das dores nas costas e nos ombros causadas pelo peso excessivo das mamas, as alças do sutiã acabam pressionando demais a pele, podendo causar irritação no local comprimido.

Ainda, mamas muito volumosas podem representar dificuldades para a prática de exercícios físicos, dificultando alguns movimentos e causando dores na região.

Outros problemas causados pelo excesso de volume nos seios é o prejuízo do sono e uma chance maior do surgimento de infecções cutâneas (como a cândida) nas dobras da pele que ficam abaixo das mamas.

Com todos esses problemas de saúde somados ao desejo de ter mamas menores e mais proporcionais ao restante do corpo, pode ser indicado que a paciente faça uma cirurgia de redução de mama, chamada mamoplastia redutora.

Essa é uma boa solução para o problema, porém, como qualquer cirurgia, ela exige alguns cuidados no pós-operatório para que o resultado seja o melhor possível.

Cuidados nas primeiras horas depois da cirurgia de redução de mamas

O pós-operatório da mamoplastia redutora não costuma ser muito dolorido, mas é recomendado que a paciente evite fazer esforço físico e não movimente demais os braços para não machucar a região.

Recomenda-se especialmente evitar erguer os braços acima da altura do ombro.

Ao sair da cirurgia, a paciente estará usando curativos que serão retirados após 24 horas. Ainda, a paciente estará com uma microporagem no local da incisão, onde será formada a cicatriz. Essa microporagem será utilizada por mais tempo, pois ela ajuda na cicatrização.

mamoplastia-redutora-resultados

Além disso, desde o término da cirurgia, será necessário utilizar um sutiã pós-operatório, e seu uso deverá ser mantido por pelo menos 30 dias. Esse sutiã ajuda a manter os tecidos em seu novo local, favorecendo uma boa cicatrização.

Dependendo do volume retirado das mamas, o cirurgião plástico poderá optar pela utilização de drenos para evitar hematomas e o acúmulo de sangue e líquidos (conhecido como seroma) na região operada.

Os pontos são dados internamente e são feitos com um material que será absorvido pelo organismo com o passar dos dias, por isso não é necessário retirá-los.

Cuidados para o período de recuperação da mamoplastia redutora

Passadas as primeiras horas da cirurgia, depois que o curativo e o dreno são retirados, começamos a ficar mais confiantes com a nossa recuperação, mas é importante seguir todas as recomendações médicas para assegurar um bom resultado.

Um dos cuidados aconselhados é fazer sessões de drenagens linfáticas desde a primeira semana depois da mamoplastia redutora.

Os objetivos dessa massagem são reduzir o inchaço no local e remodelar as cicatrizes, ajudando a acomodar os tecidos. Importante: a drenagem linfática deve ser realizada de acordo com a recomendação do cirurgião plástico.

A recomendação para evitar fazer esforços e atividades físicas continua, principalmente nos 15 primeiros dias depois da cirurgia.

No mês seguinte ao procedimento, também deve ser evitado fazer movimentos bruscos com os braços, carregar peso, deitar de lado ou de bruços e elevar os braços acima da linha dos ombros.

Além disso, a paciente não deve se expor ao sol até a liberação médica, principalmente se houver hematomas na região – isso é importante para evitar manchas permanentes na pele.

O que devemos ter em mente sobre o resultado da mamoplastia

Como em qualquer cirurgia plástica, as mamas ainda não estarão com o formato definitivo logo depois da sua mamoplastia redutora.

Nas primeiras semanas depois da cirurgia, é normal apresentar inchaços, manchas arroxeadas e possíveis assimetrias entre as mamas.

Por isso, você não precisa se desesperar. Tenha em mente que é necessário aguardar pelo menos 3 meses para ter uma ideia real de como será o resultado da sua redução de mamas.

Para ficar mais tranquila, sempre converse com o seu cirurgião plástico para saber como será a evolução do resultado.

Essa dica também vale para as cicatrizes. Como em outras cirurgias, a cicatriz será mais discreta durante o primeiro mês após a mamoplastia, ficando mais espessa e mais escura conforme no decorrer do primeiro ano.

Com o passar do tempo, a cicatriz vai ficando mais clara e menos consistente, e ela atinge o resultado definitivo entre um ano e um ano meio após a cirurgia.

Caso você apresente cicatrizes hipertróficas, inestéticas ou queloides, seu cirurgião plástico poderá realizar o tratamento no período adequado.

***

A mamoplastia de redução é uma cirurgia plástica capaz de corrigir não apenas problemas estéticos, que são sim muito relevantes na vida das pacientes, mas também problemas de saúde.

Se você se sente incomodada com o volume das suas mamas, procure um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para avaliar o seu caso e descobrir as melhores opções de tratamento.

Simule Agora sua Prótese Mamária

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp