Conheça os tipos de nariz e descubra qual é o seu

Principais tipos de nariz

Avaliação da rinoplastia considera tipos de nariz e estrutura facial visando harmonia no resultado

Os tipos de nariz mais comuns no Brasil incentivam que a rinoplastia esteja entre as cirurgias plásticas mais procuradas pelos brasileiros.

O procedimento visa corrigir diferentes insatisfações relacionadas com a estética do nariz, seja pelo tamanho, tipo, formato, angulação ou proporção com a face.

O tipo de nariz é um dos critérios avaliados pelo cirurgião plástico para definir a técnica usada em uma rinoplastia e também quais alterações serão promovidas para proporcionar maior harmonia facial.

Quais os tipos de nariz mais comuns no Brasil?

Um primeiro aspecto a ser considerado quando se fala em tipos de nariz e rinoplastia é que a estrutura facial influencia o formato mais harmônico, de forma que a definição do “nariz ideal” considera diferentes elementos da face.

Também deve ser destacado que o Brasil é um país miscigenado, sendo difícil afirmar qual o tipo é predominante. Ainda assim existem alguns tipos mais recorrentes na população. Inicialmente, conheça 15 tipos de nariz:

  • nariz grande;
  • nariz pequeno;
  • nariz longo;
  • nariz curto ou asiático;
  • nariz reto;
  • nariz curvo para cima;
  • nariz adunco;
  • nariz romano;
  • nariz negroide;
  • nariz ondulado;
  • nariz arrebitado;
  • nariz pontudo;
  • nariz arredondado;
  • nariz achatado e largo;
  • nariz núbio.

Essas classificações são amplas e não se referem a uma característica específica do nariz, podendo ter relação com o tamanho, formato, angulação ou proeminência.

Dentre esses tipos de nariz, 5 deles se destacam por estarem mais presentes na população brasileira: adunco, fino e arrebitado, curto ou asiático, negroide e romano. Conheça melhor eles a seguir!

  • nariz adunco: caracterizado pela curvatura proeminente para baixo, sendo apelidado de “bico de falcão”;
  • nariz fino e arrebitado: muitas pessoas almejam um nariz com essas características, mas é preciso avaliar se essa estética é harmônica com o restante da face;
  • nariz curto ou asiático: tem como principal característica a ausência de elevação no dorso e pode ter um modelo achatado. Nesses casos, a rinoplastia pode levantar o dorso por meio de um enxerto e reduzir as asas, se necessário;
  • nariz negroide: característico de pessoas com ascendência africana é um nariz com asas mais largas, ponta arredondada e dorso menor. A intervenção estética nesses casos pode ser direcionada à redução das asas ou elevação do dorso ou associação das técnicas;
  • nariz romano: oriundo da descendência italiana, esse nariz é caracterizado pela elevação da giba nasal, sendo essa a alteração estética geralmente almejada por pessoas com esse tipo de nariz.

Como visto anteriormente, a rinoplastia é uma cirurgia plástica comprometida com a harmonia da face, de forma que as alterações desejadas pelo paciente são avaliadas quanto à conformidade com as demais estruturas faciais.

Uma alteração invasiva pode resultar em uma estética nasal desproporcional à face, o que não pode ser considerado um resultado satisfatório.

Portanto, a avaliação das características individuais está sempre presente quando o objetivo é uma rinoplastia exitosa.

Principais tipos de nariz das mulheres

Quais aspectos do nariz são considerados na avaliação da rinoplastia?

Para avaliação da rinoplastia, o especialista considera diversos aspectos individuais, incluindo o tipo de nariz. Entre os elementos que também entram na análise estão:

  • espessura da pele: esse fator influencia a maleabilidade das estruturas nasais, determinando o quanto poderá ser alterado no procedimento. A pele mais grossa limita as modificações estéticas e torna a cicatrização mais complexa;
  • estrutura nasal: aspectos funcionais são tão importantes na avaliação da rinoplastia quanto os estéticos. Caso a estrutura seja mais fina e frágil podem ser necessários mais enxertos para tornar as alterações seguras, limitando a atuação do profissional.

Em geral, o cirurgião plástico também considera fatores pessoais, como o gênero. A aparência masculina e feminina é diferente uma da outra, de forma que a harmonia das faces também.

Um aspecto essencial em relação aos tipos de nariz é avaliar se ele é natural ou resultado de uma rinoplastia primária.

Caso já tenha sido realizada uma cirurgia plástica no nariz previamente, o cirurgião plástico deverá considerar que terá menos tecidos disponíveis para sustentar o novo formato e também que lidará com tecido cicatricial durante a cirurgia.

Esses fatores alteram as possibilidades de alteração da estética nasal, mas não impedem que o cirurgião plástico faça mudanças que tornarão a aparência do nariz mais agradável à paciente.

É indicado, nesses casos, mostrar ao especialista como era o formato do nariz antes da primeira cirurgia, viabilizando uma avaliação detalhada de quais alterações estéticas podem ser mais satisfatórias na rinoplastia secundária.

Independentemente dos tipos de nariz é essencial contar com um cirurgião plástico de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp