Tênis de Quadra e de Mesa: Benefícios para a saúde

As Olimpíadas acabaram, mas nunca é tarde para se inspirar e praticar exercícios físicos. Dentre tantas modalidades esportivas vistas nos Jogos Olímpicos, escolher uma para ser aquela que o manterá em forma é meio difícil. Mas é possível sair desse dilema e da mesmice ao optar por algo diferente. Escolher o tênis de mesa ou o tênis de quadra fará você arregaçar as mangas, manter os músculos em constante movimento, além de desafiar os limites do seu corpo.

O tênis de quadra é uma ótima escolha para aqueles que querem aliviar o estresse. Além de mandar o inimigo da rotina embora, a prática colabora com a diminuição da ansiedade e da depressão. Esse esporte exige muito esforço físico do praticante, o que é um ponto positivo para quem almeja ganhar massa muscular nas pernas e nos braços. Ao correr de um lado para o outro, você adquire força, equilíbrio e melhora a coordenação motora e os reflexos.

Em média, o gasto de energia com a prática do tênis de quadra beira entre 200 a 500 calorias, dependendo do metabolismo do esportista. Dessa forma, quem quer perder uns quilinhos extras pode investir no esporte e tonificar o corpo sem ao menos perceber. Com o tempo, se você achar necessário, emende outra atividade física à prática do esporte, como a corrida, para garantir que os músculos fiquem firmes.

O tênis de mesa ou ping-pong nem parece uma atividade física, pois aparenta trazer poucos benefícios ao corpo. Pensar na modalidade como um esporte gera receio. Lembre-se que ele foi parar nas Olimpíadas e que não está ligado apenas aos momentos de recreação com a família ou com os amigos. Embora não exija tanto esforço físico quanto o tênis de quadra, ele é uma das práticas que mais beneficia o raciocínio, pois exercita os nervos do cérebro.

Sem contar que o exercício do tênis de mesa exige menos esforço do corpo se comparado ao tênis de quadra. Porém, a modalidade esportiva melhora a circulação sanguínea e os benefícios são praticamente os mesmos que o tênis de quadra, como a melhora na coordenação motora e os reflexos de quem o pratica. O gasto de energia não é tão alto também, pois gira em torno de 300 calorias.

Ambas as atividades garantem condicionamento físico e é recomendável que a prática aconteça três vezes por semana. Com o passar do tempo, você sentirá melhoras no sistema cardiovascular e respiratório e prevenirá até mesmo a osteoporose. Qualquer pessoa pode praticar os dois esportes, desde que faça um prévio exame médico. Busque novas alternativas esportivas para obter o bem-estar físico e mental. Você pode se surpreender!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).