(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
Dicas para entender a rinomodelação com fios de PDO

Riscos da rinomodelação com fios de PDO

Conheça as indicações e riscos da rinomodelação com fios de PDO, além da importância de um cirurgião plástico qualificado para segurança do tratamento

A rinomodelação com fios de PDO é uma nova opção de tratamento estético facial indicado principalmente para correção da ponta nasal, deixando-a mais empinada.

Apesar dessa recomendação, antes de optar pela técnica é preciso informar-se sobre os riscos da rinomodelação com fios de PDO e conversar com um cirurgião plástico de confiança sobre os prós e contras da opção. Saiba mais a seguir!

O que é a rinomodelação com fios de PDO?

A rinomodelação com fios de PDO é uma técnica recente que une duas abordagens que já vinham se consolidando entre os tratamentos estéticos: a rinomodelação e o lifting facial não cirúrgico.

A rinomodelação é majoritariamente realizada com ácido hialurônico e, em alguns casos, com PMMA. No tratamento, a substância é aplicada com um micro cânula e permite fazer alterações sutis na estética nasal.

O procedimento com ácido hialurônico promove a retenção de moléculas de água no local da aplicação, sendo indicado para corrigir pequenas assimetrias, aumentar o volume nasal ou alterar a proeminência da ponta.

Já o PDO é usado no lifting facial com fios de PDO (polidioxanona). Nesse tratamento de rejuvenescimento facial, a substância em fios é aplicada no tecido subcutâneo com auxílio de uma agulha, criando uma rede abaixo da pele.

A tração dos fios de PDO promove o efeito lifting e enquanto a substância é absorvida pelo organismo ela estimula a produção de colágeno, deixando a pele mais elástica.

Já nesta técnica de rinomodelação, o composto é usado para promover uma tração da ponta do nariz para alterar a angulação, deixando-a mais empinada.

A técnica também pode ser usada para amenizar as narinas dilatadas, reduzindo as asas nasais. 

Quais os riscos da rinomodelação?

A rinomodelação com fios de PDO é uma técnica nova, com poucos estudos que comprovem a segurança e eficácia do método, o que demanda maior atenção da paciente interessada.

Devido à novidade, é fundamental que a técnica seja executada por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o que reduz as chances de erros e problemas na execução do procedimento.

Apesar disso, é importante que a paciente esteja consciente que existem riscos relacionados à técnica, como:

  • desconforto durante o tratamento, pois ele é realizado com anestesia local sem sedação;
  • inchaço e hematomas no período imediato após o tratamento;
  • riscos de formação de fibroses, prejudicando a realização posterior de uma rinoplastia;
  • riscos de infecção;
  • riscos de rejeição do organismo, demandando a retirada dos fios de PDO;
  • riscos de necrose, caso haja obstrução da circulação sanguínea local.

A duração da rinomodelação com fios de PDO é de cerca de um ano, sendo necessário refazer o tratamento após esse período.

Dessa forma, a paciente deve avaliar se os riscos da rinomodelação com fios de PDO compensam a realização do tratamento.

Para pacientes incomodados com a projeção da ponta nasal, a rinoplastia, que é a cirurgia plástica do nariz, pode ser a opção mais adequada, garantindo um resultado definitivo.

Além disso, apenas um cirurgião plástico de confiança poderá verificar se o tratamento com esta técnica é apropriado para o caso. Agende sua consulta e saiba mais!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.