11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Com que frequência devo retocar meus procedimentos estéticos?

Entenda o período de seu procedimento estético

Descubra com quanto tempo é necessário retocar os procedimentos estéticos

De maneira geral, os procedimentos estéticos são realizados para melhorar, modificar ou suavizar aspectos físicos e estéticos do corpo e do rosto. 

Estas intervenções podem ser classificadas como invasivas ou não invasivas. No primeiro caso, são aqueles procedimentos que, apesar de realizar as modificações estéticas, não necessitam de cortes, pontos ou anestesia geral ou internação do paciente. 

Os procedimentos estéticos invasivos, por outro lado, têm por definição a ultrapassagem da das barreiras naturais da pele, fazendo modificações internas e necessitando de maiores cuidados, preparos pré e pós-cirúrgicos. Além de alterar de maneira significativa partes do corpo do paciente. 

É comum que os dois tipos de intervenções cirúrgicas necessitem de retoques eventuais conforme o tempo passa. Sendo esta uma dúvida frequente de pacientes que recorrem às cirurgias plásticas. 

Você sabia que a toxina botulínica, as próteses de silicone, a rinoplastia e a lipoaspiração são os procedimentos mais procurados dos últimos anos? 

Acompanhe a seguir como funciona o retoque de intervenções estéticas e quanto tempo é preciso esperar para fazê-lo.

4 procedimentos estéticos e seus intervalos de retoque

1. Toxina Botulínica

A Toxina Botulínica é mais conhecida como Botox e suas aplicações podem variar bastante. Contudo, em geral, a duração deste procedimento estético é de 3 a 6 meses, dependendo de variantes como o poder de absorção da toxina de cada organismo, os hábitos de vida do paciente e os cuidados realizados no pós-operatório. 

É recomendável que o primeiro retoque aconteça, caso seja necessário, nos primeiros 15 dias após o procedimento.

2. Rinomodelação

Retoque da rinomodelação como procedimento estético

 

A rinomodelação é uma intervenção estética não invasiva, que faz uso de ácido hialurônico para alterar o contorno do nariz de pacientes em todo o mundo. 

Este ácido é produzido naturalmente pelo organismo e, por isso, também pode ser absorvido por ele com o tempo. 

A média para a necessidade de fazer um retoque na rinomodelação é de no mínimo 1 ano e no máximo 2 anos após a sua realização.

3. Carboxiterapia

Mais uma para a lista de procedimentos estéticos. Este procedimento é amplamente utilizado como um tratamento para a eliminação das celulites, estrias, flacidez da pele e gordura localizada. 

A carboxiterapia é realizada a partir da aplicação de gás carbônico na pele, estimulando a circulação celular e a oxidação dos tecidos da pele. 

Normalmente o retoque poderá ser feito de 6 a 8 meses após a realização do procedimento.

4. Lipoaspiração

Considerado um procedimento estético invasivo, a lipoaspiração é uma cirurgia que retira gorduras indesejáveis do corpo do paciente, seja na região da barriga, das costas, das coxas ou dos braços, por exemplo.

O retoque realizado neste tipo de cirurgia pode acontecer de 4 a 6 meses após os processos, já que só após este período é possível identificar de forma mais próxima da realidade os resultados da lipoaspiração.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).