(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
descubra e trate queda de cabelos na menopausa

Saiba o que fazer com a queda de cabelo na menopausa

A menopausa causa queda de cabelo e muitas mulheres não sabem disso. o estrogênio é associado ao aumento da fase anágena, de crescimento do cabelo, de forma que a redução desse hormônio acelera a entrada dos fios na fase telógena, de queda. A diminuição do estrogênio também reduz os níveis de colágeno, proteína fundamental na constituição do cabelo.

Quais as causas da queda de cabelo na menopausa?

Em geral, a queda de cabelo na menopausa pode ter relação com as mudanças hormonais, sendo que após interrompida a ovulação, diminuem os níveis de estrogênio no organismo da mulher.

Outro motivo relacionado à queda de cabelo na menopausa é o aumento dos hormônios masculinos no corpo da mulher, especialmente a testosterona.

A queda de cabelo de padrão feminino, que é a alopecia androgenética que acomete as mulheres, é diretamente influenciada pelos níveis de testosterona no organismo.

Esse hormônio é metabolizado pela enzima 5-alfa-redutase resultando em dihidrotestosterona (DHT) que ataca os folículos pilosos.

Dessa forma, há uma tendência à miniaturização dos fios, que consiste no afinamento da espessura do cabelo, e atrofia dos folículos pilosos, que param de produzir novos fios.

Diferente dos homens nos quais a calvície manifesta-se no topo da cabeça, nas mulheres essa queda é mais lenta e difusa, causando principalmente o rareamento capilar.

Além disso, mulheres na menopausa também são suscetíveis à queda de cabelo do tipo eflúvio telógeno que pode ser causada por estresse, medicamentos, hábitos de vida, déficit de nutrientes e outros fatores.

Como amenizar a queda de cabelo?

mulher preocupada comqueda de cabelo na menopausa

A queda de cabelo na menopausa deve ser investigada para verificar quais são as reais causas do problema, como se por fatores hormonais, alopecia androgenética ou eflúvio telógeno.

As causas da queda de cabelo na menopausa influenciam diretamente a abordagem, mas algumas opções incluem:

  • hábitos de vida: revisão dos hábitos relacionados ao uso de tabaco, consumo excessivo de bebidas alcóolicas, medicamentos, sedentarismo e qualidade do sono; 
  • alimentação: uma dieta pobre em nutrientes pode ser a responsável pela queda de cabelo, sendo importante incluir fontes suficientes de proteínas, ferro, biotina, selênio e zinco;
  • suplementação: quando a queda de cabelo deve-se à falta de nutrientes a reeducação alimentar pode ser acompanhada da suplementação. Nesses casos, a orientação especializada é fundamental, pois nutrientes em excesso também são responsáveis pela queda de cabelo;
  • estresse: o estresse está diretamente associado à queda de cabelo devido às mudanças hormonais que causa no organismo, sendo importante um estilo de vida que reduza as situações de estresse do dia a dia, como a prática esportiva, momentos de lazer e descanso;
  • medicamentos: alguns remédios tópicos ou de via oral contribuem diretamente para amenizar a perda capilar e estimular o crescimento do cabelo;
  • tratamentos especializados: a queda de cabelo na menopausa também pode ser tratada por meio de técnicas específicas, como laser e transplante capilar, dependendo da gravidade do caso.

Portanto, a queda de cabelo na menopausa acomete muitas mulheres, mas apenas com a investigação especializada é possível identificar as causas e recomendar o tratamento mais apropriado. Agende uma consulta e saiba mais!

Tem interesse em saber mais? Acesse aqui e entraremos em contato com você.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.