11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Quais são os tipos de mastoplastia?

O que é a Mastoplastia?

Os tipos de mastoplastia permitem diferentes alterações estéticas para mulheres, desde o aumento dos seios, até lifting ou diminuição, de acordo com o caso.

A mastoplastia é a cirurgia plástica para alteração estética nos seios, no entanto, são diferentes possibilidades disponíveis para o público feminino.

Entender quais os tipos de mastoplastia é o primeiro passo para entender se essa cirurgia plástica pode atender às suas expectativas, resultando em uma escolha mais acertada e consciente.

Quais os tipos de mastoplastia?

A mamoplastia é muito conhecida pelos resultados estéticos, no entanto, algumas técnicas também são direcionadas para questões de saúde da mulher. Conheça todos esses tipos a seguir!

Mastoplastia de aumento

A mastoplastia de aumento é a cirurgia das mamas mais conhecida e mais procurada. Ela consiste na colocação de implante de silicone para aumentar o volume dos seios.

Esse tipo de cirurgia plástica tem fins estéticos, de forma que a paciente insatisfeita com o tamanho ou harmonia dos seios em relação ao corpo pode buscar um cirurgião plástico para realização desse procedimento.

A definição do volume, perfil e forma da prótese de silicone depende das características físicas da paciente.

Mastoplastia redutora

A mastoplastia redutora pode ser recomendada por fatores estéticos ou de saúde, consistindo na diminuição dos seios por meio da retirada de tecidos, glândulas e pele.

A diminuição dos seios é necessária para mulheres que desenvolvem problemas na coluna em decorrência do peso ou que têm lesões nos ombros e no sulco mamário pelo tamanho dos seios.

Normalmente, nos casos nos quais a aréola fica abaixo da linha do sulco mamário recomenda-se a cirurgia plástica, mas outros fatores devem ser considerados, como insatisfação da paciente e problemas de saúde relacionados.

A avaliação se a mamoplastia redutora é necessária e quanto de tecido deve ser removido deve ser realizada pelo cirurgião plástico.

Mamoplastia reconstrutiva

A mamoplastia reconstrutiva é indicada para mulheres que, em decorrência do tratamento de câncer de mama, foram submetidas à mastectomia (retirada de uma ou ambas as mamas).

Nessa mastoplastia inclui-se a colocação de prótese de silicone para devolver o volume das mamas. Além disso, alguns casos demandam a reconstrução da aréola.

Existem diferentes técnicas que podem ser usadas nesses casos, como uso de tecido da própria paciente para reconstrução ou técnicas de pigmentação.

Mastopexia ou lifting de mama

A mastopexia, também chamada de lifting de mama, também é um dos tipos de mastoplastia, consistindo na remoção do excesso de pele para pacientes com seios flácidos.

A flacidez mamária pode ocorrer em decorrência de múltiplas gestações, amamentação, grande perda de peso e envelhecimento cutâneo.

Na cirurgia, o cirurgião plástico faz a remoção do excesso de pele, deixando os seios mais firmes. Também pode ser usada a prótese mamária para que os seios fiquem mais volumosos.

Portanto, existem diferentes tipos de mamoplastia, sendo importante que a definição para qualquer desses procedimentos seja avaliada por um especialista que vai considerar as características da paciente, as expectativas com a cirurgia e as possibilidades de acordo com a saúde.

A mastoplastia é uma cirurgia que demanda uma atenção pré e pós-operatória, pois se trata de uma técnica invasiva e precisa de uma recuperação adequada para melhores resultados de saúde e estéticos.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).