11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Quais cuidados ter no pós-cirúrgico da mastopexia?

Mastopexia: o que se atentar depois da cirurgia

Recomendações no pós-operatório da mastopexia permitem recuperação em menos tempo e com chances reduzidas de complicações. Confira os principais cuidados!

A mastopexia consiste na cirurgia plástica para correção da flacidez mamária, sendo indicada em decorrência do excesso de pele após perda de peso, múltiplas gestações, amamentação ou envelhecimento.

A indicação da mastopexia deve ocorrer após a avaliação de um cirurgião plástico que identifica se essa cirurgia plástica é a mais apropriada ao caso e também se precisará ser associada à colocação da prótese de silicone.

8 cuidados no pós-cirúrgico da mastopexia

Um fator essencial antes de decidir pela mastopexia é conhecer quais são as recomendações pós-operatórias, pois apenas seguindo esses cuidados será possível ter o resultado estético almejado. Confira abaixo!

1. Movimentação dos braços

A movimentação dos braços é limitada no pós-operatório, pois pode alcançar a musculatura da mama e prejudicar a cicatrização. Dessa forma, recomenda-se não levantar os braços acima da altura dos ombros por duas semanas.

2. Posição para dormir

A indicação é dormir de barriga para cima, preferencialmente com dois travesseiros para que o tórax fique levemente elevado.

Por cerca de um mês e meio a três meses a paciente deverá atentar-se à posição de dormir, evitando ficar de bruços ou de lado.

3. Sutiã cirúrgico

O sutiã cirúrgico é fundamental no pós-operatório da mastopexia, pois ajuda a sustentar o peso, o que reduz o inchaço, as chances de complicações na cicatrização e contribui na remodelação das mamas.

Ele deve ser usado continuamente por cerca de 30 dias, conforme orientação médica, retirando-o apenas durante o banho.

Após esse período poderá ser usado o sutiã normal, desde que não tenha arame de sustentação, pois ele comprime a região da cicatriz, podendo comprometer a plena recuperação.

4. Higienização e curativo

Após a mastopexia é feito um curativo impermeável que deve ser trocado apenas no consultório pelo especialista. 

Também se utiliza um curativo simples com gaze que pode ser trocado em casa após a higienização da cicatriz com água e sabonete neutro e secagem, pois o local não pode ficar úmido.

Caso haja sensibilidade no mamilo nos primeiros dias também se recomenda usar uma gaze no local, evitando atrito com as roupas que podem gerar desconforto.

5. Medicação necessária

É importante que a paciente faça uso da medicação prescrita pelo médico, como analgésicos em caso de dor, anti-inflamatórios e antibióticos.

Algumas medicações precisam ser interrompidas para realização da cirurgia plástica, sendo importante que o médico autorize a reinserção delas na rotina.

Além disso, alguns especialistas podem recomendar pomadas específicas para melhorar a cicatrização, como a base de silicone.

6. Repouso

Apesar de ser tranquilo, o pós-cirúrgico da mastopexia inclui algumas restrições para aumentar a segurança da paciente, como:

  • 15 dias de repouso, evitando atividades como trabalho, inclusive domésticos;
  • 15 dias sem relações sexuais;
  • 21 dias sem dirigir;
  • um mês para retomada de exercícios físicos leves, como caminhada;
  • três meses para retomada de atividades mais intensas, como musculação.

Esses prazos são fundamentais para evitar complicações, como hematomas pós-cirúrgicos, edemas, inchaço e, até mesmo, abertura dos pontos cirúrgicos.

7. Hábitos

A mastopexia não exige mudanças profundas nos hábitos das pacientes, no entanto, recomenda-se uma alimentação saudável e balanceada para fortalecimento do sistema imunológico que estará sobrecarregado com a recuperação da cirurgia.

Além disso, recomenda-se interromper hábitos prejudiciais à saúde, como tabaco e consumo de bebidas alcoólicas.

O tabaco é particularmente prejudicial após a cirurgia plástica, pois afeta a microcirculação sanguínea que é uma das responsáveis pela boa cicatrização.

8. Cicatrizes

As cicatrizes da mastopexia são visíveis, mas em geral, bastante discretas por seguir dobras naturais do corpo. Pode-se optar pela incisão periareolar, no sulco mamário ou em T invertido. A tendência é que a cicatriz fique mais clara e discreta com o tempo.

Com tais cuidados no pós-cirúrgico da mastopexia é possível obter os resultados com essa cirurgia plástica que incluem mamas mais firmes e esteticamente agradáveis. Agende sua consulta aqui!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Carolina disse:

    Boa tarde,cheguei até aqui por indicação de uma amiga,tenho muito interesse em fazer esta cirurgia e gostaria de mais informações,por favor.
    Moro no interior de SP,aguardo informações.
    Obrigada
    Carolina

    • Dra. Luciana Pepino disse:

      Olá, Carolina! Você pode encontrar mais informações acessando: https://www.lucianapepino.com.br/?s=mastopexia&post_type=post . Nossa clínica fica localizada em São Paulo capital, na Rua Inhambu, 1304 – Moema, São Paulo/SP. Se desejar, será um prazer lhe atender numa consulta médica. Informe-se sobre o agendamento nos telefones (11) 3285-6412 / (11) 3285-3514 / (11) 3284-4216 / (11) 3284-5851.
      Atenciosamente,
      Concierge Dra. Luciana Pepino