(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
saiba mais sobre o encapsulamento da prótese de silicone

Encapsulamento da prótese de silicone e como evitar

Encapsulamento da prótese de silicone pode se manifestar em diferentes graus e seu médico deve avaliar o tratamento mais indicado. Saiba o que é e como evitar a seguir!

Décadas de estudos já comprovaram que a prótese de silicone é segura para as mulheres e apenas uma minoria dos procedimentos resulta em rejeição ou outras complicações pós-operatórias.

Apesar de raros, os riscos da mamoplastia de aumento devem ser apresentados à paciente antes do tratamento, garantindo uma decisão mais consciente e informada.

Uma das principais dúvidas nesse aspecto é quanto ao encapsulamento da prótese de silicone. Saiba mais sobre o tema a seguir!

O que é encapsulamento da prótese de silicone?

Após a mamoplastia de aumento, mesmo quando o procedimento é bem-sucedido, o organismo identifica que há um corpo estranho e inicia um processo natural para isolá-lo.

Com isso, forma-se uma fina membrana em torno da prótese visando separá-la dos tecidos naturais. Esse processo é chamado de encapsulamento.

No entanto, em algumas pacientes, essa membrana torna-se mais espessa e começa a pressionar a prótese de silicone, sendo esse quadro chamado de contratura capsular.

Portanto, o encapsulamento da prótese de silicone é um processo natural de defesa do organismo e não implica em uma rejeição do implante.

Por sua vez, a contratura capsular, a depender do grau, pode representar um problema estético e de saúde à paciente, demandando tratamento especializado.

Quais os sintomas da contratura capsular?

pessoa segurando prótese de silicone

Os sintomas da contratura capsular podem surgir no pós-operatório, meses ou mesmo anos após a mamoplastia.

No início a ocorrência é assintomática, retardando o diagnóstico para quando o grau está mais avançado. São 4 graus de contratura capsular:

  • grau 1: ainda no início não apresenta sintomas ou alterações estéticas perceptíveis à paciente;
  • grau 2: o principal sintoma nessa etapa é a possibilidade de sentir a prótese ao apalpar as mamas, mas não causa dores;
  • grau 3: torna-se possível sentir a prótese de silicone e podem surgir assimetrias entre os seios, como ondulações;
  • grau 4: além de alterações estéticas que comprometem os resultados estéticos da mamoplastia, a paciente pode sentir dores frequentes no local.

Em geral, contratura capsular de graus 1 e 2 podem ser tratadas por meios não invasivos, como medicações e massagens.

No entanto, casos mais graves, com nos graus 3 e 4, pode ser necessária a intervenção cirúrgica para remoção da prótese de silicone e colocação de outra, se for do desejo da paciente e recomendado pelo cirurgião plástico responsável. 

Como evitar a contratura capsular?

Não é possível saber de antemão quais pacientes vão desenvolver a contratura capsular, no entanto, alguns cuidados contribuem na menor incidência do problema.

Escolha da prótese de silicone

A escolha da prótese de silicone é o primeiro aspecto relevante, pois o encapsulamento ocorre mais frequentemente quando é utilizada a prótese lisa.

Com isso, a escolha de uma prótese com superfície texturizada, de poliuretano e de boa qualidade é a primeira recomendação. Nesses casos, a rejeição ocorre em menos de 1% dos procedimentos.

Pós-operatório

Outro aspecto importante é seguir corretamente as recomendações pós-operatórias da equipe médica, especialmente o uso do sutiã pós-cirúrgico para reduzir a movimentação dos tecidos, o que melhora a evolução do quadro.

As demais orientações, incluindo repouso, afastamento de atividades extenuantes, medicação e outras também são fundamentais.

Caso sinta qualquer alteração na prótese de silicone ou identifique inconsistências em exames de rotina é fundamental buscar auxílio médico especializado com urgência. Agende sua consulta aqui!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.