Fios de Sustentação Para o Rosto: Como Funciona Este Procedimento

O combate ao envelhecimento facial conta com um aliado excelente contra a flacidez que promove um efeito de lifting e estimula a produção de colágeno

A perda da firmeza da pele com o passar dos anos traz uma consequência bastante indesejada: a flacidez facial, que nos deixa com um ar mais cansado e que muitas vezes não corresponde à forma como nos sentimentos.

Se esse é o seu caso, uma das soluções mais interessantes são os fios de sustentação para o rosto, também conhecidos como fios de sutura Silhouette, que promovem um efeito de levantamento dos tecidos (lifting) e estimulam a produção de colágeno.

O que são os fios de sustentação para o rosto

Os fios de sustentação são filamentos que possuem pequenos cones ao longo de seu comprimento. Esses fios são produzidos com ácido polilático, um material bem aceito pelo nosso organismo. Com isso, o efeito de rejuvenescimento acontece de duas formas.

A primeira delas é pela inserção dos próprios fios, pois esses pequenos cones fazem a fixação da pele ao tecido subcutâneo, promovendo um efeito de tração. Assim, acontece um efeito imediato de lifting ou levantamento do tecido cutâneo, amenizando a flacidez.

Além disso, o ácido polilático (do qual são feitos os fios de sustentação para o rosto) é uma substância capaz de estimular a atividade dos fibroblastos, que são as células produtoras de colágeno.

Dessa forma, o paciente ainda observará uma melhora progressiva na firmeza e na elasticidade da pele conforme a produção de colágeno aumenta, obtendo resultados mais naturais.

Para quem o procedimento é indicado

Os fios de sustentação para o rosto são um procedimento indicado para pessoas a partir dos 30 anos que apresentam algum grau de flacidez e desejam melhorar sua aparência de forma natural e sem recorrer a uma cirurgia plástica propriamente dita.

Somente uma avaliação presencial poderá determinar se o procedimento é indicado ou não, pois ele não é recomendado para pessoas com grau de flacidez elevado, pele muito fina ou muito grossa ou com a face obesa.

Como se colocam os fios de sustentação

O procedimento é realizado no próprio consultório médico com anestesia local. Para a inserção dos fios, o cirurgião utiliza uma microcânula que faz pequenos furinhos no rosto do paciente, de forma a inserir de 4 a 8 filamentos conforme o grau de flacidez. Aproveite e conheça as anestesias usadas em cirurgias plásticas!

Como as microcânulas são realmente muito finas, as perfurações costumam se fechar imediatamente, não havendo a necessidade de incisões. O procedimento não é doloroso e não requer que o paciente se afaste de suas atividades laborais. 

Cuidados e orientações pós-tratamento

Assim como em qualquer procedimento estético, a colocação dos fios de sustentação para o rosto pode causar um leve inchaço e deixar a pele um pouco avermelhada. Além disso, caso as microcânulas atinjam algum vasinho, podem surgir manchas arroxeadas.

Todos esses efeitos desaparecem dentro de alguns dias, mas é recomendável fazer compressas geladas nas primeiras 24 a 48 horas para ajuda o organismo a reabsorver o inchaço e os hematomas.

Lembre-se também de se proteger do sol enquanto houver manchas e inchaço, pois a radiação poderá marcar a pele de forma permanente se esse cuidado não for observado. Por isso, abuse do protetor com FPS de pelo menos 30 e procure ficar em ambientes fechados.

Para evitar a pressão no rosto, outro cuidado que deve ser observado é que o paciente deve manter a cabeça elevada em cerca de 30 graus nas primeiras três noites, dormindo de barriga para cima nas próximas três semanas.

Do mesmo modo, durante esse período também não se devem fazer massagens faciais, limpeza de pele, cirurgias dentárias e esportes com contato físico, que podem prejudicar os resultados ao deslocar os fios ou machucar o rosto.

Recomenda-se não utilizar canudos e ficar longe do cigarro, pois esses hábitos exigem uma certa movimentação dos músculos da face (além de o tabagismo ser extremamente prejudicial para a beleza e a saúde).

Resultados dos fios de sustentação para o rosto

Como os fios são inseridos na camada de gordura, eles não são visíveis na face nem podem ser sentidos com o toque. A pessoa já pode perceber o efeito de lifting de imediato, mas o levantamento dos tecidos atinge seu máximo em um prazo de 40 a 60 dias.

Além disso, nos próximos seis meses o ácido polilático estimulará os fibroblastos e haverá a produção de colágeno, que vai conferir ainda mais firmeza à pele, de forma a diminuir a velocidade do envelhecimento. 

É normal sentir uma sensação de “repuxamento” nas primeiras semanas – saiba que isso é próprio desse procedimento, pois é o efeito de tração. Além disso, às vezes a pele pode apresentar uma leve dobra ou uma retração, mas esses efeitos são apenas temporários.

Dessa forma, o procedimento apresenta resultados graduais, que melhoram com o tempo e deixam uma aparência mais natural.

Duração dos resultados

Assim como outros procedimentos estéticos, a duração dos efeitos dos fios de sustentação para o rosto depende das características de cada paciente, como sua tendência a apresentar flacidez, sua alimentação e seus cuidados com a pele.

Contudo, como o ácido polilático é absorvido pelo organismo, os fios são degradados em cerca de um ano e meio, sendo necessário repetir o procedimento para manter os efeitos de combate ao envelhecimento.

A boa notícia é que, mesmo que os fios de sustentação sejam absorvidos, o colágeno que foi produzido a partir da sua estimulação continua presente na pele, colaborando para a desaceleração dos efeitos da passagem do tempo.

Vale lembrar que, mesmo sendo aparentemente simples, os fios de sustentação para o rosto só oferecem bons resultados se a técnica for seguida corretamente, por isso você não deve dispensar o atendimento com um cirurgião plástico de confiança.

Você já conhecia esse tratamento? Se você ficou interessada, agende um horário com a Dra. Luciana Pepino para conhecer as melhores indicações e descobrir se esse procedimento é o mais interessante para você!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).