Melhores maneiras de resolver problemas de retenção de líquido

Problemas com retenção de líquidos

Mudança de hábitos ajuda a diminuir a retenção de líquido. Conheça 7 dicas a seguir!

A retenção de líquido é um problema comum entre as mulheres e gera diversos desconfortos, como a sensação de inchaço, fadiga e até mesmo dores de cabeça.

O problema é causado quando fluidos dos vasos sanguíneos e linfáticos — principalmente os mais finos, chamados de capilares — extravasam e se acumulam entre as células dos tecidos logo abaixo da pele.

Esse problema leva à formação dos edemas que também são responsáveis pelo surgimento ou intensificação das celulites. A ocorrência é mais comum nas pernas, mãos, barriga e a região do tornozelo.

A seguir saiba como enfrentar a retenção de líquido diminuindo o desconforto físico e estético causado pelo problema.

7 dicas para combater a retenção de líquido

Apesar de incômoda, a retenção de líquido pode ser reduzida com dicas acessíveis relacionadas principalmente a manutenção de bons hábitos que se refletem tanto no bem-estar quanto na saúde.

Destaca-se que o problema é mais comum no período menstrual e durante a gravidez, de forma que é ainda mais importante seguir as dicas nesses casos.

1. Beber mais água

Muitas pessoas duvidam que a solução para retenção de líquido seja beber mais água, mas o problema é causado justamente pela ingestão insuficiente desse líquido “milagroso”.

Com o consumo adequado de água é possível manter a hidratação do organismo e também irrigar mais as células, evitando o acúmulo de sódio ou toxinas entre os tecidos.

A recomendação é de 2 litros de água por dia, mas também é possível calcular o consumo de água a partir do peso, sendo indicados 35 ml de água para cada quilo corporal. Assim, uma pessoa com 70 kg, por exemplo, deve consumir 2,5 litros de água ao dia.

2. Realizar atividades físicas

Os exercícios aeróbicos são grandes aliados na eliminação do excesso de líquido acumulado, pois a contração muscular intensa promovida, força a eliminação do excesso de líquido por meio da urina.

Dessa forma, ter uma rotina de exercícios vai ajudar no controle do peso corporal, a combater a retenção de líquido e a melhorar a saúde cardiovascular.

3. Diminuir o consumo de sódio

Um dos principais responsáveis pela intensificação de quadros de inchaço é o consumo excessivo de sódio, que favorece o acúmulo de líquidos entre as células.

A recomendação, portanto, é diminuir como possível o consumo de sal. Uma dica é usar temperos naturais como ervas e limão para temperar os alimentos.

Além disso, lembre-se que produtos processados, enlatados e condimentados costumam ter sódio em excesso, devendo ser cortados ou reduzidos na dieta.

4. Tomar chás diuréticos

Todo o chá é diurético uma vez que o maior consumo de líquidos levará a pessoa a urinar mais e reduzir o acúmulo de líquido no organismo, portanto, insira essa opção na dieta.

No entanto, alguns chás, devido aos seus ativos, têm maior potencial para favorecer esse processo como ocorre com o chá verde, cavalinha, hibisco, gengibre e salsa.

Retenção de liquido dicas

5. Investir em uma alimentação balanceada

Uma alimentação saudável, com menos sódio e processados, é essencial para combater a retenção de líquido, mas não é a única mudança necessária na alimentação.

Uma opção é incorporar mais alimentos probióticos, como os iogurtes, na dieta. Eles ajudam a flora intestinal, melhorando a absorção de nutrientes e reduzindo o inchaço.

Em geral, verduras, legumes e frutas também colaboram para uma dieta mais nutritiva e saudável. As frutas como melancia, melão, abacaxi e pêra, por exemplo, têm efeito diurético e nutrientes como potássio, magnésio, vitaminas do complexo B e água, que aumentam o volume urinário.

6. Manter a qualidade de vida

A manutenção de bons hábitos influencia a qualidade de vida, ajuda na saúde e combate a retenção de líquido.

Entre os motivos desse benefício está que o estresse é um dos responsáveis pelo aumento de diversos problemas de saúde, de forma que ao ter um estilo de vida mais saudável é possível reduzir os danos e, consequentemente, seus efeitos prejudiciais.

O estresse também pode ser responsável por diversas outras alterações que vão gerar prejuízos físicos e estéticos, como mudanças no sono, problemas intestinais, queda de cabelo, fadiga, alterações na alimentação, entre outras.

7. Fazer sessões de drenagem linfática

A drenagem linfática é a técnica mais diretamente voltada ao combate da retenção de líquido e inchaço. Isso porque o objetivo dela é estimular o sistema linfático que faz a filtragem e eliminação da linfa, líquido que fica acumulado entre as células.

Com a drenagem é realizado um estímulo manual e mecânico desse sistema, auxiliando na eliminação dos líquidos acumulados, mas também dos edemas que resultam na sensação de inchaço e também nas celulites.

A drenagem linfática pode ser realizada por qualquer paciente que tenha problemas com retenção de líquido, mas é recomendada principalmente após cirurgias plásticas, no pós-parto e até mesmo a drenagem em gestantes.

A soma desses cuidados viabiliza um combate eficaz contra a retenção de líquidos, aumentando o bem-estar, disposição e autoestima da paciente.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp