11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

O que você precisa saber antes de colocar silicone?

Dicas para ver antes de colocar silicone

Veja como funciona o pré-operatório do silicone e tire suas dúvidas

Recorrer ao silicone para aumentar ou reestruturar o aspecto físico dos seios é uma das cirurgias plásticas mais comuns e conhecidas internacionalmente. Seja por estética ou por condições relacionadas à saúde, o silicone pode ser utilizado em inúmeras partes do corpo, dos seios e glúteos à panturrilha, queixo e pernas. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) a Mamoplastia com prótese de silicone é o procedimento cirúrgico com objetivo estético mais realizado no Brasil. O país também não decepciona quando o assunto é cirurgia plástica no geral, sendo o segundo lugar no ranking de cirurgias plásticas mundialmente. Separamos as principais informações sobre o pré-operatório e o que você precisa saber para recorrer ao procedimento.

Cuidados no pré-operatório

A interferência profissional do médico ou médica escolhido para a realização do procedimento deve ser levada em consideração. Algumas decisões precisam ser tomadas em conjunto como, por exemplo, o volume do silicone, o tipo da prótese, a técnica utilizada e o posicionamento dos implantes. 

O pré-operatório do procedimento inclui alguns cuidados específicos no dia anterior à cirurgia: utilização de sabonete antisséptico; depilação da região das axilas; alimentação leve e equilibrada; jejum de alimentos e líquidos nas 8 horas que antecedem o procedimento. Também não é recomendado que a paciente tome nenhum remédio para dores, anti-inflamatório ou anticoncepcional, por exemplo, antes da cirurgia, ok? 

O que é importante saber antes de colocar silicone?

O que mais você precisa saber antes de colocar silicone?

  1. Exames de check up são comuns e necessários para garantir que a mulher esteja em perfeitas condições de saúde. Exames de sangue, urina, cardíaco e de imagem das mamas são os mais solicitados.
  2. Os resultados variam muito conforme o corpo de cada pessoa. É natural que as mulheres cheguem ao consultório utilizando referências de seios de modelos, atrizes ou cantoras, mas cada mulher e organismo é diferente.
  3. O silicone não irá dificultar o rastreamento de doenças de mama nem a amamentação, no caso de gravidez posteriores ao procedimento.
  4. O acompanhamento e a troca de prótese com o tempo é profundamente recomendada. A cada 2 anos é indicado que exames de checagem sejam realizados. A prótese em si precisa ser trocada a cada 10 ou 15 anos, dependendo do caso.
  5. O pós-operatório é complexo e com diversas recomendações. Esforços só são liberados depois de 20 dias e algumas atividades específicas só podem ser realizadas após 3 meses de cirurgia, além da indicação de sessões de drenagem linfática. 
  6. As cicatrizes deixadas ao colocar silicone podem ser abaixo da mama, em volta da auréola ou na axila, tudo dependerá da técnica escolhida e do tipo de procedimento indicado pelo cirurgião.
Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. yaradasilva disse:

    queloide