11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Tire todas as suas dúvidas sobre a hidrolipo

Mulher sabendo o que é hidrolipo

Entenda o que é hidrolipo e quando essa técnica é recomendada para melhorar o contorno corporal

O desejo por um corpo mais definido, principalmente com a proximidade com o verão, faz com que muitas mulheres busquem por procedimentos estéticos nesse momento. Com diversas opções disponíveis surge uma dúvida: o que é hidrolipo?

Esse é um dos procedimentos usados para redefinição do desenho corporal e destaca-se pela segurança e qualidade dos resultados. Ficou interessada? Saiba mais sobre a técnica a seguir e como o procedimento é realizado!

O que é hidrolipo?

A técnica de hidrolipo consiste em um tipo de lipoaspiração utilizando solução tumescente na qual a remoção da gordura localizada é facilitada pela aplicação dessa substância anestésica.

Talvez você já saiba o que é hidrolipo, mas conheça o procedimento por outros nomes, como lipoaspiração tumescente, mini lipo ou lipo light.

Apesar das diferentes nomenclaturas, todos os procedimentos consistem no uso da anestesia local na área que será aspirada.

A principal diferença entre a hidrolipo e a técnica de lipoaspiração tradicional é que o procedimento clássico é feito com anestesia geral em centro cirúrgico.

Na hidrolipo é usada apenas a anestesia local. A técnica pode ser feita em uma clínica de cirurgia estética ou hospital e a paciente fica consciente durante o procedimento, quando ele não é realizado em regiões maiores.

Para quem essa técnica é recomendada?

Devido às características da hidrolipo a recomendação do procedimento é principalmente para pacientes que estejam no peso ideal, mas com pequenos acúmulos de gordura localizada que desejam remover.

Essa cirurgia é consideravelmente menor que a lipoaspiração tradicional e, por consequência, a quantidade de gordura removida também é menor.

Ainda assim, é possível fazer a hidrolipo para remover gordura localizada da região abdominal, obtendo um resultado mais sutil do que o observado na lipoaspiração.

Outra indicação da hidrolipo é quando a paciente deseja remover gordura localizada de áreas menores, como é o caso da papada, axilas, joelhos, púbis, costas etc.

Por se tratar de uma técnica menos invasiva, a recuperação também é mais rápida, podendo ser uma opção para pacientes que não conseguem ficar de licença por muitos dias.

Existem contraindicações?

Assim como outras técnicas cirúrgicas, a hidrolipo também apresenta algumas contraindicações que devem ser respeitadas para evitar complicações e riscos à vida da paciente. Entre as situações incluem-se:

  • mulheres grávidas ou lactantes;
  • portadores de doenças crônicas sem controle, como diabetes e hipertensão;
  • pacientes com alergia à anestesia;
  • portadores de doenças cardiovasculares;
  • pessoas com doenças autoimunes ativas.

Destaca-se ainda que se a paciente espera perder peso com a minilipo ela não está apta a realizar a técnica por alimentar uma expectativa que não será atendida pelo procedimento.

Esse alinhamento é fundamental para que os resultados da técnica sejam compatíveis com o que é esperado pela paciente.

Mulher após procedimento de hidrolipo

Como a hidrolipo é feita?

Além de saber o que é hidrolipo, a paciente deve informar-se antecipadamente sobre como a técnica é realizada.

Inicialmente, o cirurgião plástico fará a aplicação de anestesia local, no caso de áreas menores, ou poderá associá-la com a sedação, no caso de áreas maiores.

É aplicada uma infusão de soro com anestésico e adrenalina na área do tratamento que ajuda tanto na remoção da gordura como na redução do trauma cirúrgico. Posteriormente, utilizam-se pequenas cânulas para aspirar a gordura.

Apesar de muitas pacientes ficarem ansiosas quanto à quantidade de gordura que será removida, esse parâmetro não é usado na programação da cirurgia. O cirurgião plástico fará a remoção do depósito responsável pelo volume.

Como é o pós-operatório?

O pós-operatório da hidrolipo é consideravelmente mais tranquilo e rápido do que no caso da lipoaspiração tradicional.

Caso a paciente não realize atividades desgastantes, ela poderá retomar a rotina, incluindo o trabalho, no dia seguinte ao procedimento. Ainda assim, alguns cuidados são indicados para melhorar os resultados, como:

  • uso de cinta modeladora por 30 dias;
  • sessões de drenagem linfática que ajudam na redução do inchaço;
  • sessões de ultrassom para acelerar o processo cicatrizante;
  • não realizar atividades físicas intensas até alta médica.

Quanto à alimentação não há nenhuma restrição e o repouso depende do bem-estar da paciente. Caso ela sinta-se disposta, não é necessário ficar de repouso absoluto.

Os resultados poderão ser observados assim que o inchaço e edemas pós-operatórios diminuírem o que ocorre em cerca de 30 dias após o procedimento.

O procedimento apresenta riscos à paciente?

Não há relatos de óbitos em decorrência da hidrolipo, de forma que a técnica é considerada muito segura, no entanto, o procedimento deve ser realizado por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Destaca-se ainda que, caso o procedimento seja feito em clínica de cirurgia plástica a paciente deverá verificar antecipadamente se o local possui autorização da ANVISA para tal e se tem estrutura suficiente para atender emergências.

Um dos principais riscos da técnica é o surgimento de seromas, líquidos que se acumulam no local da cicatriz. Eles podem ser reabsorvidos pelo organismo ou demandar uma retirada pelo especialista com seringa.

Quando realizada por um cirurgião plástico qualificado, o procedimento é seguro e apresenta resultados satisfatórios.

Portanto, além de saber o que é hidrolipo, converse com o cirurgião plástico de sua confiança previamente e tire todas as suas dúvidas sobre o pré e pós-operatório da técnica.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).