11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

O que é a lobuloplastia?

Entenda quando aderir à lobuloplastia

A cirurgia plástica para correção do lóbulo rasgado é rápida e pouco invasiva, mas demanda acompanhamento especializado do cirurgião plástico. Saiba mais aqui!

O lóbulo rasgado consiste em um problema decorrente do uso de alargadores, brincos pesados e também devido puxões ou acidentes que causam o aumento da abertura, podendo demandar a lobuloplastia.

A lobuloplastia consiste na cirurgia plástica para correção dos lóbulos, independentemente da causa da condição e seja pelo alargamento demasiado do furo ou mesmo quando o lóbulo rasga.

Apesar de não apresentar problemas funcionais, o lóbulo rasgado geralmente gera insatisfação estética e as pacientes buscam revertê-lo cirurgicamente. Saiba mais a seguir! 

Quando optar pela lobuloplastia?

A principal motivação das pacientes que buscam pela lobuloplastia é melhorar a aparência estética das orelhas, inclusive porque o problema pode inviabilizar o uso de brincos, um acessório muito requerido entre as mulheres.

Além disso, em alguns casos a cirurgia é indicada para minimizar a ocorrência de inflamações no lóbulo.

Pacientes que usam alargadores por muito tempo ou em tamanhos grandes também são candidatos à cirurgia plástica.

Na terceira idade, a cirurgia é indicada para pacientes que tiveram o furo da orelha alargado em decorrência da passagem do tempo somada ao uso de acessórios.

Em alguns casos, acidentes com brincos também motivam a lobuloplastia, como a abertura do lóbulo devido ao brinco enroscar em algum local e puxar.

Como é realizada a cirurgia plástica para correção do lóbulo?

Preparação para lobuloplastia

 

Esta é uma cirurgia simples, podendo ser realizada no consultório do cirurgião plástico, com anestesia local e sem uso de sedação.

O procedimento tem duração de 30 minutos a uma hora, dependendo se for necessário corrigir as duas orelhas ou apenas uma. O especialista avalia a necessidade de remoção do excesso de pele. As incisões são suturadas para fechar qualquer abertura, seja de um furo alargado ou do caso de lóbulo rasgado.

A paciente recebe alta médica na hora seguinte e já poderá retomar as atividades normalmente, incluindo trabalho ou estudo.

Como é a recuperação do procedimento?

A recuperação da cirurgia na orelha é muito simples, sendo que a paciente não precisa de afastamento ou repouso após o procedimento. Os cuidados mais importantes incluem:

  • manter os curativos por 2 dias após o procedimento;
  • tomar analgésicos e anti-inflamatório se prescritos pelo médico para evitar infecções;
  • evitar a exposição solar, pois pode prejudicar a cicatrização;
  • ter cuidado com a posição de dormir, evitando pressionar a orelha e abrir os pontos;
  • evitar atividades físicas de contato que possam resultar em impacto na região operada.

Os resultados estéticos são mais satisfatórios cerca de 30 dias após o procedimento. A cicatriz corresponde à sutura para fechamento da abertura e normalmente é discreta, sendo mais vermelha no início e clareando posteriormente.

Durante a lobuloplastia, a abertura da orelha é completamente fechada. Dessa forma, se for desejo da paciente, um novo furo na orelha para uso de brinco deve ser feito depois de 30 dias da cirurgia.

Recomenda-se a orientação do cirurgião plástico, pois o novo furo deve ficar em outra região do lóbulo.

É uma cirurgia rápida e pouco invasiva, mas é essencial que seja conduzida por um cirurgião plástico de confiança para resultados estéticos mais satisfatórios e segurança do tratamento.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).