11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

O que é a harmonização facial?

harmonização facial

Harmonização facial consiste em um conjunto de tratamentos personalizados que garante uma aparência equilibrada entre as diversas partes do rosto.

A harmonização facial ganha cada vez mais adeptos devido aos bons resultados que apresenta para amenizar sinais de envelhecimento e reduzir aspectos indesejados na aparência. O principal objetivo desse procedimento é tornar a face mais harmônica, com proporções mais equilibradas.

Isso é conseguido a partir de mudanças sutis em diferentes áreas do rosto, com alterações nos traços, como a correção do queixo e da testa, por exemplo. Os procedimentos ainda incluem tratamentos de diversos problemas relacionados às rugas e perda da elasticidade da pele, entre outros.

Neste artigo, vamos esclarecer as principais dúvidas sobre a harmonização facial, explicando quando ela pode ser feita, a importância de escolher uma boa clínica e os procedimentos que fazem parte desse tratamento. Continue a leitura para saber mais!

Quem pode se submeter a esse tratamento?

Um dos principais diferenciais da harmonização facial é que o tipo de tratamento é realizado de acordo com as necessidades individuais, com base em avaliação prévia do cirurgião plástico.

A análise feita pelo médico especialista permite identificar as insatisfações do paciente e as condutas mais apropriadas para cada caso, com base nos resultados de exames físicos e laboratoriais. Dessa forma, a harmonia facial é realizada de maneira personalizada, o que aumenta a probabilidade de resultados mais satisfatórios.

Quando fazer a harmonização facial?

A harmonização pode ser feita a qualquer momento, quando a pessoa desejar uma aparência rejuvenescida, realçada e proporcional. Mas isso independe da idade, pois pacientes jovens também podem obter benefícios. Nesse sentido, ela é indicada para:

  • diminuir a papada;
  • reduzir olheiras;
  • atenuar marcas de expressão;
  • definir a mandíbula;
  • fazer alterações na testa, queixo e nariz.

Independentemente do tipo de alteração deseja, é fundamental que ela seja feita em clínica especializada, com profissional habilitado.

Como escolher uma boa clínica para fazer a harmonização?

Antes de optar por uma clínica para fazer a harmonização é importante considerar que qualquer tipo de procedimento envolve risco. Por isso, a escolha deve ser feita com muito critério, tanto em relação ao local quanto ao profissional que irá realizá-lo.

O ambiente deve apresentar higienização impecável, assim como o atendimento, que deve ser atencioso e profissional. O cirurgião plástico precisa ser especializado na área, com experiência comprovada.

Quais procedimentos fazem parte da harmonização facial?

Há vários tratamentos que podem contribuir para a harmonização facial, como aplicação de toxina botulínica ou ácido hialurônico, carboxiterapia, peeling químico, microagulhamento, entre outros, conforme comentamos a seguir.

Aplicação de toxina botulínica

A toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox, é um dos principais procedimentos utilizados na harmonização facial, especialmente quando se trata de rugas dinâmicas e linhas de expressão, motivadas pelo envelhecimento.

Ele é realizado por meio da aplicação de uma substância no tecido subcutâneo, que promove uma paralisia temporária e controla a musculatura facial, amenizando os sinais relacionados aos movimentos do rosto.

Aplicação de ácido hialurônico

O ácido hialurônico é um dos preenchedores mais usados em tratamentos faciais. Ele é recomendado, por exemplo, para amenizar o bigode chinês, melhorar o contorno corporal, remodelar o nariz (rinomodelação) e preencher os lábios.

Carboxiterapia

A carboxiterapia é um tratamento que consiste na aplicação subcutânea de gás carbônico, cuja ação contribui para a melhoria da microcirculação sanguínea e oxigenação das células. Nesse sentido, ela é indicada para diversos tratamentos que envolvem a harmonização facial, como:

  • amenizar olheiras e cicatrizes;
  • diminuir a flacidez das pálpebras;
  • estimular o crescimento capilar;
  • promover o rejuvenescimento da face.

Peeling Químico

O peeling químico também é um aliado em tratamentos faciais, pois dependendo da profundidade do procedimento e das substâncias usadas, ele consegue melhorar o aspecto de diferentes sinais. Em geral, essa abordagem é adotada para:

amenizar manchas e melasmas na face;

  • reduzir a flacidez;
  • diminuir cicatrizes de acne;
  • melhorar a oleosidade do rosto;
  • suavizar rugas.

Microagulhamento

O microagulhamento é um dos tratamentos indicados para estimular a produção de colágeno e elastina pelo organismo. Ele promove o processo de cicatrização por meio agulhas finas que causam uma abrasão controlada, sendo utilizado, principalmente, para amenizar a flacidez da pele e o excesso de rugas.

Fios de sustentação

Conhecido por seu efeito lifting, sem cirurgia, o uso de fios de sustentação inclui a aplicação subcutânea de fios de ácido polilático, com cones que fazem a tração da pele. Essa substância estimula a produção de colágeno, devolvendo a firmeza e reestruturando os tecidos do rosto e do corpo.

Com isso, há uma melhora da flacidez e recuperação do contorno na área aplicada, proporcionando uma pele mais firme, saudável e de aspecto mais jovem.

Por ter uma absorção lenta, o ácido permanece por cerca de um ano e meio na pele, contribuindo para formação do colágeno. Por isso, a manutenção deve ser feita anualmente.

Preenchimento do rosto

A substância mais utilizada para esse procedimento é o ácido hialurônico, por oferecer ótimos resultados. O preenchimento facial é feito com injeção que leva a substância para o interior da pele, ou logo abaixo dela, elevando-a. Com isso, há uma redução da profundidade e aumento de volume, corrigindo depressões.

Esse tratamento é indicado para solucionar diversos problemas que causam uma aparência envelhecida, como:

  • bigode chinês;
  • imperfeições de nariz;
  • perda de volume nos lábios;
  • olheiras;
  • rugas profundas;
  • sulcos faciais.

A aplicação do preenchimento é simples e rápida, com recuperação imediata. A grande vantagem desse procedimento é que ele não impacta com mudanças drásticas na fisionomia, apenas disfarça o que está em excesso. Dessa forma, ele não tira a identidade da pessoa, conferindo um resultado natural com a atenuação dos sinais do tempo.

Lifting facial

Lifting facial é uma cirurgia plástica da face com o objetivo de rejuvenescer, por meio da eliminação de rugas, flacidez e remoção de excesso de pele. Essa técnica levanta o rosto, reduz os vincos, bem como recupera e melhora os contornos faciais. Os efeitos são obtidos com o reposicionamento dos tecidos e da musculatura localizados no terço médio da face.

Bichectomia

A bichectomia consiste em um procedimento cirúrgico que remove pequenas bolsas de gordura das bochechas. O resultado é de um rosto mais afinado, o que pode ser percebido após 30 dias da intervenção.

Normalmente, esse tratamento não gera nenhuma cicatriz visível. Isso é possível porque a cirurgia é realizada por pequenos cortes no interior da boca, com menos de 5 mm.

Além dos procedimentos que apresentamos, a radiofrequência, aplicação de laser, placa dentária, entre outros, são tratamentos que podem contribuir para a melhoria da aparência do rosto, deixando-o mais jovem e bonito.

Como vimos, a harmonização facial conta com um conjunto de procedimentos que pode contribuir para um rosto de proporções mais equilibradas e uma aparência rejuvenescida. Entretanto, é preciso que cada caso seja avaliado por um cirurgião plástico de confiança, profissional habilitado para compreender as insatisfações individuais dos pacientes e definir qual conjunto de técnicas é mais apropriado.

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam as diversas possibilidades que existem para fazer a harmonização facial!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).