Mommy makeover: tudo o que você precisa saber sobre a cirurgia pós-gravidez

Mãe e bebê após o mommy makeover

Cirurgias plásticas ajudam mulheres a retomar o corpo de antes da gestação e contribuem na autoestima

A gestação é um período de muitas mudanças físicas e emocionais às pacientes como o ganho de peso, aumento da circunferência abdominal e crescimento das mamas. Dessa forma, após a gravidez as mulheres podem se cuidar e renovar a autoestima com o mommy makeover.

Não são poucas as mamães que colocam os cuidados pessoais de lado após a gestação para dedicarem-se integralmente aos filhos. No entanto, a satisfação pessoal, autoestima e autocuidados são fundamentais nessa fase.

A seguir saiba o que é o mommy makeover e o que esse tratamento estético pode fazer pela mulher no pós-gravidez!

O que é o mommy makeover?

O mommy makeover é um tratamento que visa corrigir algumas das insatisfações estéticas geradas após o fim da gestação com o objetivo de que a mulher tenha novamente o corpo de antes da gravidez – ou mais próximo dele.

As mudanças do corpo durante a gestação são consideradas bonitas e naturais, mas após o parto, muitas mulheres desejam ter o mesmo corpo de antes ou, ao menos, eliminar as mudanças mais acentuadas, como o ganho de gordura localizada, excesso de pele, flacidez, estrias e caimento das mamas.

O mommy makeover concentra em um único tratamento todas essas demandas, propondo a associação de cirurgias plásticas como a lipoaspiração, abdominoplastia e mamoplastia para atender aos anseios estéticos das pacientes.

A cirurgia plástica pós-gravidez é uma forma de aumentar a satisfação pessoal e autoestima das mulheres ao auxiliar na reversão de mudanças físicas e estéticas indesejadas.

Quais procedimentos estão inclusos no tratamento?

Os procedimentos que fazem parte do mommy makeover são aqueles que atendem às principais demandas das mulheres após a gravidez. Conheça mais sobre cada um deles a seguir!

Lipoaspiração

A lipoaspiração é a técnica que visa a remoção de gordura localizada em depósitos que aumentam ou comprometem a silhueta ou definição corporal.

No caso das mulheres após a gestação, a técnica é benéfica por remover a gordura localizada de regiões como as costas e cintura, mas também pode ser usada nos flancos, pernas e glúteos.

A formação de depósitos de gordura é muito comum na gestação devido ao ganho de peso e menor possibilidade das gestantes e lactantes realizarem exercícios físicos que ajudam na queima de gordura desses depósitos.

Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica que promove a remoção do excesso de pele, muito comum principalmente em gestantes que ganharem mais peso durante a gravidez.

O procedimento visa a remoção desse excesso, incluindo a retirada de estrias em alguns casos. Ele inclui o fechamento da diástase com a sutura da musculatura abdominal que auxilia na preservação de uma barriga mais reta e definida.

O procedimento pode envolver uma retirada maior de pele envolvendo desde a região acima do umbigo que é o método tradicional, como também promover uma remoção menor concentrada na área suprapúbica com a miniabdominoplastia.

Em geral, a cirurgia pode ser realizada aproveitando o local da incisão de cesarianas, o que garante que a paciente não ficará com uma cicatriz adicional.

Mamoplastia

No tratamento de mommy makeover a mamoplastia pode ser de diferentes formas para atender aos desejos estéticos da paciente, como:

  • mamoplastia de aumento com colocação de prótese para aumentar o volume e deixar os seios mais firmes;
  • mastopexia para remoção do excesso de pele e flacidez e levantamento dos seios;
  • mamoplastia redutora para retirada do excesso de pele e também pode envolver tecidos mamários, como glândulas, para alcançar um volume mais proporcional e confortável à paciente;
  • associação da mastopexia com mamoplastia de aumento ou mesmo da remoção de tecido com colocação de prótese para dar mais firmeza aos seios.

Portanto, a mamoplastia atende diferentes demandas das pacientes de acordo com as características e preferências individuais.

Mãe e bebe após mommy makeover

O que considerar antes de optar pelo tratamento?

O mommy makeover é um tratamento muito completo e que atende diversas demandas estéticas, no entanto, devido à associação de técnicas deve ser realizado considerando alguns fatores. As contraindicações da técnica incluem:

  • mulheres com doenças como diabetes, hipertensão ou cardíacas;
  • ser fumante;
  • obesidade ou peso corporal acima do recomendado;
  • ter doenças autoimunes.

Além das questões de saúde, a paciente deve considerar se está planejando outra gestação em breve, pois nesses casos o tratamento não é indicado visto que os resultados serão perdidos.

Estar realista quanto aos resultados possíveis com o tratamento também é importante, pois mesmo com extensas alterações estéticas, nem sempre a paciente resgata exatamente o mesmo corpo de antes da gestação.

Por se tratar de procedimentos associados é essencial que o cirurgião plástico avalie individualmente questões como sangramento, tempo de anestesia e duração da cirurgia.

A recomendação é que o procedimento só seja realizado quando o parto tiver sido realizado há, pelo menos, 6 meses, e a mulher ter parado de amamentar há, pelo menos, 3 meses.

Como é o pós-operatório do mommy makeover?

No mommy makeover, a mulher pode optar por um procedimento, associar duas ou até as três técnicas apresentadas. No entanto, é preciso ter consciência de que quanto mais procedimentos realizar, maior será o trauma cirúrgico e maior o tempo para recuperação.

Em geral, a recuperação leva de uma a três semanas, sendo que nesse período, principalmente se realizar a mamoplastia, não será possível pegar a criança no colo.

Por essa razão não é incomum que as mulheres aguardem entre um e dois anos para realizar cirurgias plásticas pós-gravidez visando que o filho já seja menos dependente.

Portanto, para planejar o mommy makeover é fundamental que mulher tenha auxílio, pois deverá permanecer, ao menos, uma semana em repouso. Além disso, outros cuidados incluem:

  • usar cintas compressoras nas regiões operadas;
  • não realizar atividades físicas por, pelo menos, um mês;
  • não levantar pelo por, em média, um mês;
  • não dirigir por, pelo menos, 15 dias;
  • tomar apenas as medicações prescritas pelo médico que podem incluir analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos;
  • dormir de barriga para cima por cerca de dois meses;
  • fazer sessões de drenagem linfática no pós-cirúrgico.

Com os cuidados adequados, a mulher terá uma recuperação mais tranquila e adequada e também terá melhores resultados no pós-operatório.

Destaca-se que para realização do mommy makeover é fundamental que a paciente consulte um cirurgião plástico de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp