Como usar: Calça Flare

Ela é um dos modelos mais elegantes, mas também pode fazer looks mais despojados. Veja como aproveitar toda a versatilidade da calça flare.

Antigamente elas se chamavam “boca de sino” e eram quase uma marca registrada do pessoal “paz e amor”. Ficaram anos desaparecidas, até há cerca de 4 anos retornaram ao cenário da moda levemente repaginadas ecléticas, ganhando as ruas em todos os estilos. A calça flare é hoje uma das que mais denotam elegância, modelando o corpo com muito charme e a descontração na medida certa. Dependendo dos acessórios e da composição, você pode conseguir um look bastante sofisticado ou chique despojado, rompendo barreiras entre o formal e o informal. Como a calça flare pode aparecer em vários tecidos e estampas, vale a pena dar uma conferida nas melhores dicas de como aproveitar ao máximo toda a sua versatilidade.

A calça flare tem a cintura um pouco mais alta e são bem justas até os joelhos, onde começam a se abrir para forma uma barra larga que praticamente encobre os sapatos. Justamente por ter a barra bem ampla ela é ideal para quem tem quadris avantajados, já que ela empresta um equilíbrio estético ao corpo. A maioria das composições são feitas com sapatos de salto – botas, anabelas, scarpins, sandálias – mas elas também caem muito bem com rasteirinhas, como sandálias ou sapatilhas, principalmente em ocasiões informais. No entanto, as baixinhas e as gordinhas que quiserem devem procurar optar pelo salto e/ou pelos tons semelhantes de todas as peças, porque, apesar de a calça flare cair bem em qualquer tipo de corpo, a boca larga tende a achatar a silhueta.

Sim, a calça flare confere um grau a mais de elegância, mas você pode conseguir looks bem informais usando-as com camisetas, por exemplo. As t-shirts são fáceis de combinar e emprestam um ar moderno que fica muito bacana com o modelo. Aí capriche nos acessórios, como colares, brincos e pulseiras. Bolsas grandes e a tiracolo também deixam o ar mais despojado. Já para quem quer um look mais sofisticado a dica é usá-la com camisas – e aí valem tanto as jeans, de algodão, linho ou de seda, dependendo do efeito que você deseja. Usea-as para dentro da calça com as mangas dobradas, ligeira e naturalmente soltas na cintura e uma bolsa média. Quem quiser dar um toque ainda mais especial ao dia pode apostar em um chapéu de aba no tom da blusa ou da calça.

Nesse friozinho que se aproxima com a chegada do inverno, separe alguns blazers para usar com a sua flare. Prefira os curtos ou de comprimento máximo no quadril, os compridos podem deixar o visual muito pesado. Escolha os modelos acinturados que deixam o conjunto ainda mais harmonioso. Complete com echarpe ou cachecol e pronto, você tem um visual mais formal perfeito para os dias de inverno ou para o trabalho. Por fim, as flare jeans são as mais versáteis, principalmente as de tons escuros, que ajudam a emagrecer, alongar a silhueta e disfarçar imperfeições. Mas elas podem ser de qualquer tecido e estampa, apenas evite as de estampas muito chamativas se você estiver acima do peso ideal, porque ela chamará muita atenção para a região do quadril. E fica então a última dica pra quem gosta do estilo gipsy: use uma túnica reta e lisa por cima da flare estampada, um sapato de salto alto anabela, complete com muitos colares e pulseiras e arrase no visual.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).