11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Mitos e verdades sobre lipoaspiração

dieta da batata-doce

Conheça os principais mitos e verdades que giram em torno da lipoaspiração.

Quem quer emagrecer sabe que pode recorrer aos exercícios físicos e à uma dieta equilibrada para poder alcançar a boa forma e se sentir bem com seu corpo. De fato, essas alternativas são ótimas para melhorar a saúde e conseguir manter o peso ideal. Porém, elas nem sempre dão jeito, uma vez que a gordura localizada é difícil de eliminar mesmo quando se perde peso.

A genética pode ser uma barreira porque existem certas regiões do corpo que são predispostas a acumularem mais gordurinhas e, portanto, os exercícios e a alimentação não vão resolver. E quando a mulher passa dos 30, isso se torna ainda mais complicado.

A lipoaspiração é uma excelente opção para esses casos. O problema é que muitas deixam de fazer essa cirurgia por medo, que é fruto do desconhecimento ou das inverdades que giram em torno da cirurgia de lipoaspiração. Veja a seguir os principais mitos e verdades da cirurgia.

A lipoaspiração é uma cirurgia perigosa

Mito. Os riscos da lipoaspiração são os mesmos de qualquer outra cirurgia plástica de mesmo porte. O que acontece é que algumas vezes elas são realizadas em pacientes sem condições ideais, isto é, extremamente fora do peso, com problemas de saúde, em locais sem preparo ou feita por profissionais em habilitação para tal procedimento. A busca por esses profissionais acontece devido aos menores preços, que acabam atraindo as mulheres.

A maioria das complicações muitas vezes nem se devem ao ato cirúrgico em si, mas intercorrências anestésicas ou mesmo decorrentes de problemas inerentes a qualquer procedimento cirúrgico, como a trombose, por exemplo. O ideal é que essa cirurgia seja feita em um centro cirúrgico, com ambiente bem equipado, anestesistas e profissionais experientes e preparados tanto para prevenir como pra atender estas intercorrências.

Lipoaspiração não é lipoescultura

Verdade. Apesar do nome ser parecido, esses dois procedimentos são diferentes. Na lipoaspiração, aspira-se a gordura localizada e, na lipoescultura, essa gordura além de ser aspirada é aproveitada e enxertada em outras regiões com o intuito de corrigir depressões, melhorar as curvas e aumentar o tamanho do bumbum, por exemplo.

A lipoaspiração é indicada para quem deseja emagrecer

Mito. Muito pelo contrário. Essa cirurgia não é indicada para quem pretende perder peso com ela. O ideal é que seja realizada por mulheres e homens que desejam melhorar algum aspecto do seu corpo. A permissão é dada pelo médico após a análise dos exames pré-operatórios e se o paciente apresentar o peso ideal e boas condições de saúde.

Os exames vão analisar a saúde global dos pacientes e verificar se há possíveis riscos. É importante salientar que muita gente chega ao consultório com expectativas irreais sobre os resultados. Nesse caso, cabe ao profissional explicar as reais condições e resultados ou desencorajar o paciente. A lipoaspiração pode favorecer a sensação de emagrecimento porque retira-se a gordura localizada, mas trata-se de um procedimento artístico que visa melhorar os contornos.

O pós-operatório é tranquilo

Verdade, mas que depende do paciente. A lipoaspiração é uma cirurgia como outra qualquer e requer todos os cuidados durante o processo pós-operatório. Nos primeiros dias após o procedimento cirúrgico é normal sentir incômodo ou mesmo dor na região operada.

Isso vai ser gradualmente minimizado com as drenagens linfáticas, o uso da cinta modeladora e os medicamentos que serão prescritos pelo médico. Porém, os hábitos do paciente é que vão ajudar a acelerar ou prolongar o processo de recuperação no pós-operatório. Siga sempre as orientações dadas pelo seu médico.

O resultado é permanente

Esse é um outro mito. Depois de ter passado pela cirurgia e ter eliminado a gordura localizada, é importante manter os resultados. Deve-se haver um controle nutricional para evitar o ganho de peso e, consequentemente, a perda do corpo conquistado. O paciente receberá do médico todas as orientações para manter os resultados. O resultado inicial é certo, mas a sua manutenção vai depender da força de vontade de cada paciente.

O custo da cirurgia varia bastante

Verdade. É importante ressaltar que esse tipo de procedimento cirúrgico deve ser realizado por um cirurgião plástico e em um ambiente hospitalar que apresente boas condições para a cirurgia. O preço médio da lipoaspiração pode variar dependendo das acomodações hospitalares, do médico, da área do corpo a ser lipoaspirada, além da equipe médica de anestesistas e auxiliares.

O orçamento é feito sempre após a consulta médica. Ao encontrar preços muito fora do padrão, desconfie e certifique-se de que o local é bem equipado e possui todas as condições ideais para a realização da lipoaspiração. Verifique sempre se seu cirurgião é mesmo cirurgião plástico e principalmente membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br).

Conheça mais em: Lipoaspiração e Lipoescultura

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).