11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Mitos e verdades sobre cutículas

Afinal as cutículas podem ou não ser retiradas? Veja aqui o que é verdade e o que é mito nesse assunto tão polêmico!

O mundo da beleza feminina é cheio de sussurros, boatos e lendas que na maioria das vezes não se sabe em que são baseados nem como surgiram – mas mesmo assim muita gente simplesmente ouve e reproduz ajudando a consolidar noções às vezes muito erradas sobre determinado assunto. As cutículas são um bom exemplo disso, afinal, elas devem ou não ser tiradas? Servem para proteger o organismo ou sua função é meramente estética? São parte da pele, são cartilagens, de que são feitas? A manicure é um assunto polêmico em vários países, como nos Estados Unidos que chegam a considerar o procedimento um risco para a saúde por causa da possibilidade de contaminação nos salões de beleza por peças mal esterilizadas, o que só faz aumentar a discussão. Afinal, o que é mito ou verdade sobre as cutículas?

As cutículas não devem ser retiradas – Depende. Esse é o ponto central de toda essa discussão e aí a opinião dos dermatologistas se divide. Alguns acham que ela não deve ser retirada porque é uma proteção da unha contra contaminações, outros afirmam que ela pode ser tirada desde que não machuque a pele, abrindo uma porta de entrada para micro-organismos.

Quanto mais é retirada, mais a cutícula cresce – Mito. Ela cresce o quanto tem que crescer normalmente, ser ou não retirada não influencia em nada. Aquela impressão de que elas crescem mais rápido quando se faz as unhas toda semana é só isso mesmo, impressão.

As unhas crescem mais depressa quanto as cutículas são retiradas – Mito. Uma coisa não tem absolutamente nenhuma relação com a outra. A função da cutícula é apenas proteger o aparelho ungueal (matriz e unhas) evitando a entrada de patógenos e não influencia em nada no crescimento da unha.

Produtos de limpeza podem prejudicar a cutícula – Verdade. Aliás não só a cutícula, usar produtos de limpeza sem proteção prejudica toda a mão, pele, cutículas e unhas, que ficam mais ressecadas e com aspecto áspero por causa dos agentes nocivos dos produtos químicos. É importante hidratar bem as mãos para criar uma película protetora – ou, melhor ainda, usar luvas que que tiver contato com eles.

É possível retardar o crescimento da cutícula ou parar seu crescimento – Mito. Há vários produtos no mercado que prometem fazer isso, mas ainda não há qualquer comprovação científica de que isso é possível. Eles dão apenas um aspecto mais bonito para as mãos.

Apenas empurrar a cutícula faz mal – Mito. Não faz mal algum desde que seja feito com cuidado para não machucar a pele.

As cutículas também precisam ser hidratadas – Verdade. Da mesma forma que qualquer outra parte do corpo, a hidratação é essencial. Como elas fazem parte das mãos, elas devem estar sempre bem hidratadas com cremes próprios.

Instrumentos precisam ser esterilizados – Verdade. Os instrumentos devem estar sempre muito bem esterilizados, porque podem passar doenças graves de uma para outra pessoa. Lixas e pauzinhos de laranjeira devem ser descartados após o uso. O ideal é ter seu próprio kit de manicure.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).