Tire Suas Dúvidas Sobre o Laser Para Estrias

Resolvendo o problema por meio do Laser para estrias

Tire todas as suas dúvidas sobre tratamentos de laser para estrias, pode ser a sua solução

Não é difícil encontrar pessoas, principalmente mulheres, que já se incomodaram com estrias ao olhar no espelho ou usar roupas mais curtas. Felizmente, a medicina evoluiu e o laser para estrias pode ser a chave para tratar e acabar com o seu desconforto.

É comum que muitas pessoas não se sintam satisfeitas com sua estética, seja em aspectos mais aparentes como nariz ou boca em aspectos mais detalhistas como pequenas manchas ou estrias. Não se assuste, pois existem soluções!

A tecnologia já permite que nossa aparência possa ser modificada por meio de diferentes intervenções. Sendo assim, boa parte de sua insegurança pode ir embora com o progresso de alguns tratamentos, inclusive com o laser para estrias.

Da onde vêm as estrias

Antes de tratar, é preciso entender o que são estrias: nossa pele, assim como qualquer outro tecido, tem um limite para esticar sem danificar. Após esse limite, surgem algumas fissuras que variam em forma, tamanho e cor, formando as estrias.

É normal que muitas estrias surjam durante a adolescência, quando nosso corpo se desenvolve rapidamente e a pele acaba estirando em excesso em diversas partes, causando essas marquinhas que geralmente acompanham o corpo das mulheres.

As estrias também podem aparecer com o ganho de peso, durante a gestação ou por fatores hereditários, quando a pele tende a sofrer o mesmo processo de expandir além do que o corpo está preparado para aguentar e acaba se rompendo.

O uso de alguns tipos de medicamentos, como os corticoides, também pode ser elemento decisivo para o surgimento dessas marcas indesejadas. Por isso, é preciso ter atenção aos efeitos colaterais de cada um deles e conversar com seu médico sobre possíveis alternativas.

Como prevenir o surgimento das estrias

Saiba como prevenir as estrias com o Laser para estrias

Mesmo com esses fatores, ainda assim é possível ter algumas atitudes que colaboram na prevenção ou na diminuição de danos à pele, tais como ter uma alimentação balanceada e própria para sua idade, ingerir muita água e manter a pele sempre hidratada.

Laser para estrias: como funciona esse tratamento

Existem alguns tipos de tratamento de laser para estrias, mas o mais comum deles é o laser fracionado. Ele utiliza um laser de alta capacidade na região estriada, provocando pequenas lesões para que, depois, as fibras da pele se recomponham de forma mais organizada. Entenda melhor sobre o Laser Estético.

A vantagem deste tratamento é que ele pode ser indicado para qualquer tipo de estria, seja mais recente ou antiga, mais superficial ou mais profunda. Lembre-se de que para cada tipo de estria é esperado um resultado diferente ao final das sessões.

Para as estrias mais jovens, que são avermelhadas, o laser faz com que a região se regenere de forma a deixar as marcas quase imperceptíveis, além de estimular a produção de colágeno, deixando a pele mais firme no local que recebeu a aplicação.

Já para as estrias maiores ou mais antigas, que são esbranquiçadas, o tratamento promove uma melhoria na aparência, reduzindo o tamanho da estria e deixando sua coloração mais próxima à da pele ao redor. O estímulo à produção de colágeno também ocorre aqui.

Quantas sessões é preciso fazer

Para todos os tipos de estria, costuma ser necessário realizar pelo menos 5 sessões para perceber efeitos satisfatórios, além de seguir à risca todas as indicações feitas durante o procedimento para promover os resultados esperados.

Esse número pode variar de pessoa para pessoa, dependendo da idade das estrias e das características da pele do paciente.

Laser para estrias dói muito?

Outra dúvida que surge em relação ao laser para estrias é se ele causa muita dor durante a aplicação. Fique tranquila quanto a isso: pode haver algum desconforto, mas ele costuma ser bem tolerado. Ainda, é possível aplicar anestésicos para garantir o seu bem-estar.

Entretanto, depois das sessões é possível que haja alguns incômodos como vermelhidão, alguns hematomas, inchaço, um pouco de coceira pela cicatrização da pele ou sensibilidade nos locais atingidos, mas nada que realmente prejudique a sua saúde. Veja outras maneiras de como acabar com estrias.

Cuidados depois das sessões

Após suas sessões, é ideal se manter longe do sol por pelo menos duas semanas, ou enquanto houver hematomas. Além disso, você deve tomar bastante água e aplicar os cremes que foram indicados pelo médico para ajudar sua pele a se recuperar.

Se o resultado atingido ainda não for o esperado, converse na clínica e com seu médico, pois talvez você precise da combinação de alguns outros métodos como peeling ou radiofrequência para finalmente se sentir satisfeita.

Como saber se o tratamento a laser para estrias é o ideal para você

É necessário ter orientação do médico dermatologista ou cirurgião plástico para fazer o tratamento, já que cada pessoa possui características únicas na pele e também alguns limites que devem ser bem conhecidos antes de passar por tais procedimentos. Veja também 07 motivos para fazer depilação a laser.

A conversa com os especialistas antes, durante e depois das sessões de laser para estrias também é muito importante: essa é a única forma de saber o que fazer, se os efeitos estão saindo como o esperado e quais são os próximos passos para atingir os seus resultados.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).