Hábitos para adquirir e começar o ano mais feliz

Veja como começar o ano de 2016 mais feliz.

Já pensou em fazer tudo diferente em 2016? Quer viver mais feliz esse ano? A resposta para as duas perguntas com certeza é positiva, não é? A felicidade é algo que todos nós queremos alcançar em algum estágio de nossas vidas e este tema é sempre muito polêmico e cheio de interpretações. O que pode significar para você a frase “viva mais feliz!”? Com a correria dos tempos modernos e todas as centenas de afazeres que nos são impostas dia após dia, muita gente acaba se distanciando desse sentimento de plenitude. Filhos, marido, trabalho, estudos, trânsito, tudo parece cooperar para nos tirar do prumo e nos atirar em direção ao estresse. Mas, e a felicidade? Cientistas defendem que cerca de 59% da nossa felicidade vem de herança genética, sendo que a sociedade e nossas condições psicológicas determinariam apenas 41% dela. O fato é que viver feliz não significa sorrir o tempo inteiro, mas viver com plenitude, o que definiria uma vida com contentamento e satisfação consigo mesmo. Saindo das interpretações acadêmicas e filosóficas, existem técnicas simples que podem nos ajudar a mudar nossa forma de pensar e melhorar o humor. Uma delas e talvez a mais importante é a mudança de alguns maus hábitos que adotamos ao longo da vida e que só nos colocam para baixo. Quais? Conheça-os abaixo.

Manter uma vida saudável

A primeira dica vai para a coisa mais importante de nossas vidas: a saúde. Estar saudável e em dia com o corpo é fundamental para quem quer viver de forma mais feliz. A saúde em si já contribui com 20% da felicidade de uma pessoa e, geralmente, ela é a última coisa a ser considerada. É importante fazer check-ups anuais e ver como anda o funcionamento de seu corpo. Exercícios físicos também são obrigatórios porque ajudam a liberar endorfina no cérebro, substância que melhora o humor. O mais interessante é que quando você começa a praticar exercícios com frequência, o humor é estimulado mesmo em dias em que não há a prática de exercícios. Além disso, quem pratica exercícios tem mais chances de conseguir melhorar a condição física, resistência e estética do corpo, jogando a autoestima lá no alto.

Pensar em algo positivo ao acordar

Se você é um dos poucos que não fazem isso, pode soar engraçado para você, mas a verdade é que a maioria das pessoas acorda ou vai dormir pensando no que fez ontem ou no que vai fazer amanhã e, claro, sempre com tom negativo e pessimista. A cama é um lugar sagrado e isso precisa ser respeitado, pois é o lugar no qual nos desligamos das obrigatoriedades do dia para que possamos recarregar todas as energias da melhor forma, sendo necessário que esqueçamos dos problemas e relaxemos mais. O hábito de pensar positivo é um dos hábitos que mais irá ajudar a “curar” a interpretação pessimista das coisas e, consequentemente, da visão errada que se tem sobre problemas ou pendências. Pensar positivo é uma das formas mais eficazes de espantar o estresse e começar a programar o cérebro para trabalhar nas resoluções, estimulando sentimentos de esperança, otimismo, compaixão e gratidão.

Cumprir as metas

Esse é outro ponto que ajuda a adormecer a felicidade em algumas pessoas. O ato de não cumprir metas deixa brechas para sentimentos de insatisfação e incompetência. Além disso, muita gente com certeza já se sentiu irritado porque não conseguiu chegar até o fim de uma de suas metas e, por isso, não consegue sentir-se feliz ou completo. Isso não é errado, uma vez que cumprir metas é importante em nossas vidas e será fator determinante para nosso progresso, nas mais diversas esferas de nossa vida. Por isso, sente-se e estabeleça metas, cumprindo-as religiosamente. Para quem precisa especializar-se ou tem sede de progresso, ficar com as coisas empacadas e não poder seguir em frente pode causar até uma baita de uma depressão.

Evitar pessoas negativas

Essa dica vai para você que fica ao lado de gente sanguessuga. Tudo bem que devemos estar perto de quem gostamos e isso deve ser apoiado. O que não podemos fazer é achar que devemos carregar o fardo do mau humor alheio. Existem algumas pessoas que simplesmente não conseguem viver felizes e, como se não bastasse, conseguem estragar a vida de quem os cerca. Você já teve a sensação de ficar irritada do nada porque estava ao lado de alguém muito reclamão? Pois é, é dessa pessoa que você precisa de distância. Afastar-se das coisas que nos põe para baixo, direta ou indiretamente, é um bom hábito.

Vale lembrar que evitar não é afastar-se, ignorar ou menosprezar, é simplesmente diminuir a frequência com que nos encontramos com esses indivíduos. Se o convívio for necessário, dê o exemplo. Aproxime-se mais de quem lhe faz sentir-se bem ou lhe considera para dividir suas alegrias, seus momentos bem humorados. Isso deixará a vida muito mais leve e manter o estado de plenitude será bem mais fácil.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).