11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Evitando cicatrizes indesejadas

Em alguns procedimentos cirúrgicos as cicatrizes são inevitáveis, mas é possível minimizar a sua incidência.

As cirurgias precisam de pontos que facilitam na cicatrização, entretanto podem ser responsáveis por cicatrizes que incomodam as pacientes mesmo depois de algum tempo após o procedimento. Elas são perceptíveis após a retirada dos pontos e podem ocasionar constrangimento principalmente se o local for muito exposto, como braços ou rosto. Alguns procedimentos ajudam no disfarce, entretanto a melhor forma ainda é evitando que elas apareçam.

Antes de tudo é preciso respeitar o tempo de cicatrização e a recomendação do seu médico quanto aos cuidados que devem ser seguidos. Este tempo pode variar de acordo com o procedimento, pois as camadas da pele precisam de diferentes períodos para se cicatrizar, como a cama mais profunda, cujo tempo pode chegar aos seis meses até que se cicatrizem de vez. Isso ocorre porque os fibroblastos produzem colágeno de forma demorada. O local da cicatriz deve estar sempre seco ou coberto com curativo, se for prescrito pelo profissional. Na hora do banho, o ideal é que ela não fique exposta a água e a paciente pode cobrir com filme plástico durante. Caso ela se molhe acidentalmente, é indicado usar uma toalha limpa para secar.

Os pontos devem ser limpos com água quente e pano macio para a retirada de detritos que podem ser acumulados ao redor dos pontos. A limpeza correta evita a formação daquela crosta ao redor dos pontos, que podem se tornar uma cicatriz grande, dependendo do tamanho. Por isso é importante manter sempre bem seco e livre da umidade. Antibióticos só devem ser usados na forma de pomadas e aplicados com algodão ou cotonete de forma delicada, para evitar aberturas dos pontos ou seu afrouxamento. Deixe-o ser absorvido sem que eles fiquem cobertos, pois pode aumentar a umidade e até causar uma infecção.

Se você tem facilidade em desenvolver quelóides ou já teve cicatriz hipertrófica, é importante avisar ao médico antes do procedimento cirúrgico para que ele possa indicar o tratamento correto. O corpo pode afirmar se há algo errado, por meio de coceira, dor, elevação da temperatura ou vermelhidão nos primeiros dias. Se isso ocorrer o médico deverá ser consultado de imediato. Alimentos ricos em vitamina E ajudam no processo de cicatrização e evitam que as cicatrizes apareçam com o tempo.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Kassiana disse:

    Vcs falaram de como evitar cicatriz. Eu gostaria de saber como tira cicatriz? Como uma de redução de mama? Obrigada