Estria e celulite: entenda esses males e saiba como se livrar deles

como tratar estria e celulite

O verão se aproxima e a preocupação é a mesma: estrias e celulites. Saiba como esses problemas são causados e veja como você pode se ver livre deles.

Se existe algo que é muito difícil de encontrar é uma mulher que esteja 100% satisfeita com o aspecto da sua pele e que não gostaria de dar sumiço nas estrias e celulites. Com a chegada do verão e da temporada de praias e piscinas, esse incômodo fica ainda mais forte. Prejudicando a autoestima e fazendo com que as mulheres – e alguns homens também – se sintam envergonhados do seu próprio corpo.

Embora as estrias e celulites ocorram em praticamente todas as mulheres e não sejam condições médicas graves. Elas podem causar um grande desconforto em relação à estética. A boa notícia é que existem tratamentos capazes de amenizar ou acabar com esses problemas.

tratamento para celulite

Da onde vêm a estria e a celulite?

As estrias aparecem quando as fibras elásticas, que sustentam a camada intermediária da pele, sofrem um rompimento. A consequência disso é o surgimento de lesões na pele, em formato alongado, que se assemelham a cicatrizes.

Esse rompimento das fibras acontece geralmente associado ao estiramento da pele: apesar de esse grande órgão ser capaz de esticar e encolher, existe um limite para essa elasticidade, que pode ser ultrapassado pelo aumento do volume corporal. Estas são algumas situações típicas para o surgimento das estrias:

  • Crescimento acelerado: o rápido ganho de altura e peso na puberdade costuma ocasionar estrias nos quadris e coxas. No caso das meninas, também podem surgir estrias nas mamas;
  • Excesso de exercícios: quando há um ganho muito rápido de massa muscular, podem surgir estrias principalmente nos ombros;
  • Ganho de peso em curto espaço de tempo: geralmente causa o surgimento de estrias no abdômen e no quadril;
  • Gravidez: o estiramento da pele e as mudanças hormonais costumam favorecer o aparecimento de estrias no abdômen e mamas;
  • Colocação de prótese de silicone: a distensão da pele das mamas pode causas estrias na região.
  • Uso de substâncias como estrógeno, hormônios adrenocorticais e corticoides.

A celulite, por sua vez, são bolsas de gordura que se acumulam embaixo da pele de regiões como abdômen, flancos, coxas e nádegas e dão o famoso aspecto de “casca de laranja”. Essas bolsas surgem quando as células acumulam gordura, água e toxinas devido a alterações no tecido gorduroso e na microcirculação, tendo também o aumento do tecido fibroso como resultado.

As principais causas dessas alterações que causam a celulite são o sedentarismo, má circulação sanguínea e linfática, tabagismo, obesidade, alimentação rica em gorduras e carboidratos e disfunções hormonais. A celulite não é exclusiva de mulheres obesas, podendo também aparecer nas magras.

Alimentação Saudável

Como evitar a estria e a celulite

No caso das estrias, a principal medida a ser tomada é investir na hidratação da pele. Principalmente se você estiver grávida. Existe uma série de cremes especiais para essa função, e você também pode optar pelo óleo de amêndoas, semente de uva, macadâmia e rosa-mosqueta. Dica: aproveite para hidratar a pele logo após o banho. Quando os poros estão mais abertos, e procure aplicar o creme enquanto faz uma massagem, o que ajuda a ativar a circulação.

Além disso, outros cuidados devem ser tomados para evitar tanto as estrias quanto a celulite:

  • Praticar exercícios físicos: ajuda no controle do peso, contribui para o emagrecimento e diminui a flacidez da pele, dificultando o surgimento de estrias e celulite. É preciso ter cuidado com o excesso de exercícios, que pode levar à hipertrofia e ao surgimento de estrias principalmente nos ombros;
  • Manter uma alimentação adequada: tenha uma dieta rica em verduras, legumes e frutas, evite ingerir gorduras e carboidratos em excesso e restrinja o consumo de alimentos industrializados e defumados (eles são ricos em sódio, que causam retenção de líquido). Consuma alimentos ricos em fibras;
  • Dar preferência às frutas mais benéficas: abacaxi e melancia, por exemplo, têm efeito diurético, evitando a retenção de líquidos e o surgimento de celulite. As frutas vermelhas, por são vez, são excelentes antioxidantes e favorecem a renovação das células. Laranja, acerola e kiwi são boas fontes de vitamina C, que participa da produção do colágeno;
  • Consumir alimentos ricos em zinco: presente nos frutos do mar, na castanha-do-pará e no gérmen de trigo, esse elemento tem ação cicatrizante e previne o rompimento da pele;
  • Ingerir alimentos que contenham vitamina E: participante da formação do colágeno, a vitamina E está presente nas avelãs, amêndoas, gérmen de trigo e óleos vegetais;
  • Beber muita água: a pele é o primeiro órgão a sofrer com a desidratação, pois está exposta a agressões como o sol. Para evitar estrias e celulite, a pele precisa estar hidratada;
  • Evitar consumir bebidas alcóolicas e tabaco.

Como Eliminar Celulite

Como tratar estrias e celulite

Por mais que você tome todos os cuidados. É quase impossível passar a vida toda sem ser acometida por estrias e celulites. Mas existem tratamentos que podem melhorar muito o aspecto da pele.

Tratamento de estrias

A dica é procurar tratamento assim que as estrias surgirem. Quando elas ainda estão com coloração vermelho-arroxeada. Com o passar do tempo, elas ficam mais claras e se transformam em cicatrizes. Que são bem mais difíceis de tratar. Alguns tratamentos disponíveis são:

  • Laser: apesar de ter mais efeito em estrias recentes, apresenta alguns bons resultados em estrias mais antigas. O método estimula a produção de colágeno e elastina, responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele;
  • Ácido retinoico: diminui a visibilidade das estrias por meio da reconstrução do colágeno da região. Não deve ser utilizado por gestantes e não se pode tomar sol durante seu uso.
  • Peeling: também promove a reconstrução do colágeno, mas age de forma mais intensa do que o ácido retinoico.
  • Microdermoabrasão: é um tratamento que pode dar resultados melhores em estrias antigas. Nessa técnica, a pele é lixada por cristais, promovendo a remoção das células da camada mais externa da pele e estimulando a formação de uma pele nova e mais elástica.

carboxiterapia

Tratamento de celulite

  • Drenagem linfática: promove uma melhora na circulação local e alivia a retenção de líquidos. Pode ser utilizada em todos os graus de celulite, sendo mais eficaz no início;
  • Endermologia: consiste no uso de um aparelho com um duto de sucção e dois rolos, o qual estimula a circulação;
  • Radiofrequência: por meio de radiação eletromagnética de alta frequência. Ocorre uma agitação nas moléculas de água e um aumento da temperatura. O resultado é a estimulação da produção do colágeno;
  • Criolipólise: o aparelho aplica baixas temperaturas na pele e congela as células de gordura. Isso causa o rompimento das células e sua consequente eliminação pelo organismo;
  • Corrente russa: consiste em uma estimulação elétrica que causa uma contração muscular no local da aplicação, resultando em aumento do tônus muscular e diminuição da flacidez;
  • Lipocavitação: por meio do ultrassom, são geradas pequenas bolhas dentro das células de gordura que acabam por causar o seu rompimento.

 

Você também pode gostar de: O poder dos sucos. Além de serem saborosos, eles podem contribuir à saúde

Conheça alguns procedimentos: Lipoescultura, Mini-Abdominoplastia, Correção de Cicatrizes.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp