Menu

Enxerto de Gordura – Saiba Tudo Sobre o Procedimento!

Enxerto de Gordura e outras informações relevantes sobre o procedimento

Suavizar rugas e moldar a silhueta: entenda sobre o enxerto de gordura e por que ele tem feito tanto sucesso no mundo das cirurgias plásticas

Esculpir o corpo não é mais só um sonho: a medicina já nos permite escolher quais curvas vamos ter ou não, e o enxerto de gordura é uma das soluções que estão mais em alta para quem está atrás do corpo perfeito por meio de intervenções cirúrgicas.

A tentativa de modelar o corpo com os exercícios físicos nem sempre é satisfatória ou não chega a atingir os resultados desejados, por isso muitas pessoas optam por aperfeiçoar suas silhuetas com as cirurgias.

O enxerto de gordura promete ser um grande aliado na correção de desproporções corporais. Conheça tudo sobre o procedimento:

O que é o enxerto de gordura?

Também chamada de lipoenxertia, esta cirurgia consiste em retirar gordura de locais em seu próprio corpo, que a tenham em abundância, e reinserir nos locais que precisam de mais volume e dificilmente vão crescer naturalmente da forma desejada.

Para a retirada de gordura, as regiões mais escolhidas são as costas, as coxas e o abdômen. Já para receber o enxerto são os glúteos que se destacam, mas rosto, mãos, mamas e cicatrizes mais brandas não ficam atrás nos pedidos.

O enxerto de gordura é indicado para pessoas que tenham alguma deformidade natural no corpo, áreas em que desejam ter mais volume ou flacidez por efeito da idade ou ainda pessoas que se acidentaram e perderam massa. Entenda como funciona a cirurgia:

Glúteos

Também chamada de lipoenxertia, esta cirurgia consiste em retirar gordura de locais em seu próprio corpo, que a tenham em abundância, e reinserir nos locais que precisam de mais volume e dificilmente vão crescer naturalmente da forma desejada.

Essa é a região mais comum para a aplicação do enxerto e é uma alternativa às próteses de silicone. A diferença é que com a prótese os resultados são mais previsíves, já que ela não será absorvida como ocorre com parte da gordura injetada.

Por outro lado, o silicone é desvantajoso no que tange à adaptação do organismo, possibilidade de abertura de pontos e uso de drenos após a cirurgia, se tornando um processo um pouco mais desconfortável. A anestesia para ambas é peridural ou geral.

A aplicação da gordura se dá através de cânulas que são inseridas na camada de tecido adiposo, acima do músculo, para que a fixação seja maior. Em torno de 40% a 60% da injeção permanecerá no local aplicado, enquanto o resto será absorvido.

Mamas

Também como uma alternativa ao implante de silicone, a técnica permite o aumento do volume dos seios, mantendo seu formato natural. Além disso, por ser apenas gordura, é possível fazer o procedimento mais de uma vez para alcançar seu objetivo.

Neste caso, a anestesia é local e há sedação do paciente para a reinserção da gordura, que ocorre via cânulas finas como nos glúteos. Tire suas dúvidas sobre as proteses de glúteo! Ao receber novas células, a região é estimulada a se renovar e cria aspecto natural e revigorado.

Enxerto de gordura na parte do rosto

Rosto

O enxerto no rosto é feito após anestesia local e preenche as depressões da face, sejam elas acidentais ou causadas pelo envelhecimento, como rugas profundas e olheiras. O procedimento traz aspecto mais uniforme e rejuvenescedor. Veja também algumas cirurgias plásticas no rosto para rejuvenescer.

A gordura é injetada para preencher ou moldar a região. No rosto, de 30% a 50% da quantidade enxertada é reabsorvida pelo organismo, enquanto o restante é o resultado que vai perdurar. A técnica incentiva o desenvolvimento de novas células.

Como funciona no resto do corpo?

Cada região tem suas características próprias que devem ser levadas em consideração na cirurgia, mas todas partem dos mesmos problemas e são resolvidas de forma sempre muito parecida com os processos já citados aqui.

Uma vantagem é que esta intervenção pode ser feita em qualquer idade, mas na maioria das vezes é realizada em idade adulta ou avançada, na qual o corpo começa a apresentar algumas deformidades, tanto naturais quanto acidentais.

Como funciona no restante do corpo com o enxerto de gordura

E o pós-operatório?

É essencial que a pessoa pós-operada fique em repouso nos primeiros 8 dias, mas sem se deitar sobre a região operada. Além disso, no primeiro mês é preciso suspender os exercícios físicos e qualquer tipo de esforço.

Esse descanso evita a movimentação da gordura que foi injetada e a absorção incorreta pelo corpo. E, felizmente, com o fator de a gordura injetada ser do próprio paciente, raramente há rejeição do organismo.

A área operada deve ficar sob pressão a maior parte do tempo, para que a recuperação seja mais fácil e efetiva. Dessa forma, o uso da cinta compressora ou do sutiã pós-cirúrgico é indispensável para atingir os resultados esperados.

É válido notar que qualquer cirurgia deixa cicatrizes e que elas se formam de maneiras diferentes em cada corpo, mas os cirurgiões plásticos sempre prezam por deixá-las em locais escondidos e com a maior discrição possível.

Quais são as contraindicações?

Infelizmente não são todas as pessoas que estão aptas para realizar o enxerto de gordura. Veja as situações de contraindicação para saber se você pode ou não operar:

  • Estar mais do que 30% acima do peso ideal;
  • Estar com a saúde comprometida em qualquer nível;
  • Apresentar instabilidade emocional e psicológica;
  • Ter expectativas milagrosas que vão além da capacidade médica.

Estas são recomendaçõe gerais, mas é importante que você converse com seu médico sobre suas condições, garantindo uma preparação tranquila, uma sessão cirúrgica sem problemas e uma recuperação confortável.

Vamos esculpir o seu corpo?

Se você se empolgou ao descobrir tudo sobre o enxerto de gordura, procure clínicas reconhecidas pela sua alta qualidade e, se possível, entre em contato com algum paciente para ouvir a experiência e ter certeza de que sairá sorrindo de lá.

Não tenha medo! Inclusive, veja diversos motivos para não ter medo de mudar. Apenas lembre-se de se certificar de que o cirurgião e sua equipe estão regularmente inscritos na Sociedade Brasileira de Cirugia Plástica. Se tudo estiver regulamentado, você já pode realizar seu enxerto de gordura e arrasar por aí.

  • 139
    Shares