Energético natural: como o guaraná em pó pode te ajudar nas rotinas

Colher com pó de guaraná, em cima de uma xícara

Você sabia que o guaraná em pó tem 4 vezes mais cafeína do que o café? Veja como incluir essa substância no seu dia a dia e dê aquele gás a mais para o seu corpo!

Sabe aqueles períodos em que você tem muita dificuldade para sair da cama, anda se arrastando e mal consegue se concentrar nas suas tarefas? Dificilmente podemos nos dar ao luxo de sucumbir ao cansaço, então pode ser uma pode boa ideia usar um energético natural.

É claro que, se a situação persistir por vários dias, é preciso investigar a origem de toda essa falta de disposição, pois ela pode estar relacionada a alguma alteração no organismo, como a anemia ferropriva ou distúrbios do sono que impedem você de descansar durante a noite.

Porém, caso se trate de um período em que você está sendo mais exigida no trabalho, em casa ou em alguma outra situação, essas substâncias que dão um gás para o nosso corpo podem ser úteis para ajudar você a dar conta da sua rotina.

Guaraná em pó, o energético natural mais famoso

Fruta guaraná, em meio as plantas

Com origem na Amazônia, o guaraná é uma frutinha muito famosa quando o assunto é oferecer uma dose extra de energia ao organismo. Para isso, as sementes do guaraná passam por um processo de secagem e torra, sendo então trituradas até virar pó.

De sabor levemente amargo e aroma quase imperceptível, esse energético natural funciona como um estimulante para o corpo e a mente devido à presença de duas substâncias em especial: a cafeína, também presente no café, e a teobromina, que é encontrada no cacau.

Para você ter uma ideia, o guaraná em pó contém até 8% de cafeína, o que representa quase quatro vezes a quantidade dessa substância presente no café. Ou seja, esse estimulante é power mesmo.

Tanto a cafeína quanto a teobromina estimulam a produção de dopamina e adrenalina, os neurotransmissores que nos fazem ficar mais despertas e ativas. Por isso, o guaraná é bastante utilizado por estudantes em época de provas e profissionais com alta carga de trabalho.

Além disso, as sementes do guaraná contêm vitamina A, cálcio, ferro, fósforo e fibras, contribuindo para suprir as necessidades do corpo em relação a esses nutrientes.

Outros benefícios do guaraná em pó

Devido à presença das substâncias estimulantes e seus demais componentes, o pó extraído do guaraná oferece diversos benefícios para o nosso organismo que vão além da energia extra. Conheça os principais:

  • Aumento da capacidade de concentração e raciocínio por estimular as regiões cerebrais envolvidas com o estado de alerta e o foco;
  • Melhora do rendimento nos treinos por aumentar a percepção da capacidade física e postergar a sensação de fadiga;
  • Alívio das dores de cabeça ao reduzir o calibre dos vasos sanguíneos do cérebro, combatendo a vasodilatação (que está associada à enxaqueca);
  • Controle dos níveis de colesterol devido à presença de fibras, flavonoides e saponinas, aumento as taxas de colesterol bom (HDL) e reduzindo as de colesterol ruim (LDL);
  • Regulação da taxa de glicose no sangue devido à presença da pectina, um tipo de fibra que forma um gel ao chegar no estômago e reduz a velocidade da absorção do açúcar;
  • Contribuição na perda de peso por ser termogênico, acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, desde que associado a uma dieta saudável e à prática de exercícios físicos.

Como tomar o guaraná em pó

Não existem estudos que determinem uma única dose ótima desse energético natural, mas, na prática, para adultos saudáveis recomenda-se o consumo de 1 a 4 colheres de café ao longo do dia, o equivalente a 0,5 a 2 gramas de pó de guaraná.

Pela manhã, você pode misturar uma colherzinha do pó em um copo de água para mandar embora aquele sono que impede você de executar suas tarefas – e essa dica também vale para quando bate aquela preguiça logo depois do almoço.

Porém, como essa substância é amarga, você pode optar por misturá-la a outras bebidas, como sucos, smoothies, iogurtes e vitaminas, o que ajuda a mascarar o sabor.

Já se o seu objetivo é ter mais energia para fazer exercícios físicos, a dica é consumir o guaraná em pó cerca de uma hora antes do treino, permitindo que ele atinja seu efeito máximo até você iniciar sua atividade.

Como evitar os efeitos colaterais do pó de guaraná

Mesmo sendo um energético natural, o pó de guaraná oferece alguns riscos. Pelo fato de ser um estimulante do sistema nervoso central, seus efeitos colaterais são os mesmos do café, como taquicardia, tremores, irritabilidade, ansiedade e insônia, entre outros.

Conheça os principais cuidados ao fazer uso do guaraná em pó:

  • Não consuma esse estimulante à noite ou próximo da hora de dormir, pois ele pode causar insônia ou diminuir a qualidade do sono;
  • Pessoas com risco aumentado de osteoporose (principalmente mulheres depois da menopausa) não podem abusar dessa substância, pois ele estimula a eliminação de cálcio pela urina;
  • Evite consumir o pó de guaraná junto com outros estimulantes, como café, chá preto, chá mate e refrigerantes à base de cola, pois os efeitos colaterais podem ser acentuados;
  • O guaraná em pó não é indicado para gestantes, lactantes e pessoas com hipertensão, epilepsia, mal de Parkinson e mal de Alzheimer.

Além disso, é importante saber que, se o guaraná em pó for consumido por longos períodos o organismo pode se “acostumar” com a dose habitual, necessitando de quantidades maiores para oferecer os mesmos efeitos.

Lembre-se de que nenhum suplemento pode substituir um estilo de vida saudável, portanto você deve continuar cuidado da sua alimentação, praticando atividade física e dormindo o suficiente para ter a energia necessária no seu dia a dia.

Caso os sintomas de cansaço, dificuldade de concentração e falta de disposição permaneçam, não deixe de consultar um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Genia disse:

    Muito maravilhoso