Menu

Desvendando: Low Poo

Saiba mais sobre essa técnica de domar cachos e reduzir a quantidade de química nos cabelos

Tem gente que o chama de “o encantador de cachinhos”, tamanha a paixão que o método desperta em quem faz questão de cultivar seu belo cabelo cacheado. Desde que a “Curly Girl” Lorraine Massey lançou a ideia fazendo de seu livro um best seller, No Poo e Low Poo não têm saído das cabeças cacheadas mais antenadas do mundo. A diferença entre ambos é fácil de entender: enquanto o No Poo, do qual já falamos em outro post, é a técnica de lavar a cabeça sem qualquer tipo de xampu cortando completamente o uso do sulfato, o Low Poo admite seu uso leve esporadicamente, a cada 15 dias, por exemplo, como forma de retirar algum tipo de resíduo não solúvel que tenha ficado nos fios. A técnica é especialmente indicada para quem tem cabelos ressecados, cacheados ou afro que fazem uso de coloração, kits reconstrutores ou máscaras que utilizam algum tipo de petrolato, mesmo que seja leve.

Técnica admite o uso de xampu a cada 15 dias

Aí você, que já leu o outro post sobre No Poo, vai pensar que lá já falamos no uso do xampu a cada 15 dias. Sim, mas apenas em alguns casos como um período de adaptação. Explica-se: após anos e anos de uso de xampus convencionais, os fios ficam lotados de química e resíduos não solúveis, então se você tira o xampu de uma hora para outra pode ser que ele fique estranho, com aparência mais ressecada – quando o que se deseja é justamente o contrário. O uso inicial de xampu a cada duas semanas pode fazer essa transição ficar mais suave, para então ele ser abandonado de vez. Na rotina Low Poo, no entanto, esse uso a cada 15 dias é contínuo e nos demais dias os cabelos devem ser lavados apenas com condicionadores, que, sozinhos, são capazes de limpar perfeitamente os cabelos.

Atenção para os produtos que devem ser usados

Mas atenção, porque pelo Low Poo, mesmo os produtos permitidos têm suas restrições, afinal a ideia é livrar o cabelo o máximo possível de química e resíduos insolúveis. O ideal é evitar xampus que contenham Laurilsulfato de sódio, Lauril éter sulfato de amônia e Lauril sulfato de sódio. No lugar deles, recomenta-se que seja feito uso de produtos que contenham substâncias como EDTA dissódico, ácido cítrico, extratos de plantas, Cocamidopropil betaína ou Dodecilpoliglicosídeo. Já em relação aos condicionadores, o ideal é evitar aqueles que tenham silicones insolúveis.

Cachos domados e bem tratados com facilidade e sem grandes gastos

Dê preferência aos que tenham emolientes, umectantes, hidratantes e proteínas como manteiga de karité, óleo de oliva, óleos vegetais e óleos de castanhas (emolientes); Aloe vera ou babosa e aminoácidos (hidratantes); proteínas de trigo e de soja; e D-Pantenol ou Pró-Vitamina B5, glicerina e Sorbitol (umectantes). Há uma lista imensa de produtos assim disponíveis no mercado. Além deles, você encontra ainda máscaras para hidratação, nutrição e reconstrução, além de vários outros produtos, como leave-in, que seguem a mesma filosofia. O interessante no Low Poo é que você vai ver seus cachos perfeitamente domados e definidos, de forma bastante simples e saudável, inclusive sem a necessidade de lavá-los diariamente. Afinal, cabelo bom não é cabelo liso, é cabelo tratado.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).