11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como prevenir a tendinite!

Veja dicas de como prevenir ou tratar a tendinite.

A tendinite se tornou algo muito comum nos dias de hoje e a cada ano centenas de novos profissionais são diagnosticados com o problema. Ela se define como uma inflamação que ocorre devido a sobrecargas nos tendões, estruturas que unem os ossos aos músculos. A tendinite está associada ao trabalho repetitivo e pode acometer todas as partes de nosso corpo, sendo, porém, mais comum nos punhos, ombros, cotovelo, joelho e tornozelo. Para determinadas profissões os riscos são grandes, principalmente para aquelas com movimentos muito repetitivos que, se forem frequentes ou muito intensos, podem acabar sobrecarregando os tendões. Quem atua na área da tecnologia, por exemplo, deve ficar atento, já que a digitação pode ocasionar o surgimento da tendinite em médio ou longo prazo.
Dores nos braços, ombros ou punhos são sinais típicos da doença e são vistos como banais por muitos. Uma vez instalada, a doença torna-se complicada de ser tratada e, em muitos dos casos, reincidente. Vale lembrar, porém, que a tendinite tem cura! Veja abaixo algumas dicas de como prevenir a tendinite.

Como prevenir a tendinite?

No escritório:
– Não passe muito tempo na mesma posição;
– Realize mobilizações articulares e alongamentos musculares nos punhos, braços, antebraços, pescoço e ombros;
– Sente-se em cadeiras que lhe ofereçam apoio para os braços;
– Evite apoiar o telefone ou celular nos ombros enquanto fala;
– Sente-se em cadeiras com apoio apropriado para o tronco;
– Tente sempre levantar-se para descansar a coluna;
– Movimente as pernas de vez em quando.

No cotidiano:

– Quando for sentar-se, deixe seus pés apoiados no chão;
– Os joelhos devem estar em ângulo de 90 graus;
– O quadril bem confortável e apoiado na cadeira;
– As costas devem estar apoiadas na cadeira e à altura do indivíduo;
– Faça exercícios físicos regularmente para maximizar a resistência do corpo e evitar lesões.

Já está com tendinite? Como tratar?

Cada pessoa apresenta uma necessidade diferente quanto ao tratamento da doença, o que irá depender de fatores como o biótipo da pessoa e sua profissão. Com essas e outras informações, adapta-se o tendão para que ele possa suportar o ritmo de trabalho do indivíduo enquanto se recupera da lesão.

Se você acha que está com tendinite, marque uma consulta com um especialista o mais rápido possível para que o problema possa ser sanado antes de deixar rastros mais sérios no corpo.

Se você quer prevenir ou já foi diagnosticado com tendinite, veja como tratar:

– Adote adaptações ergonômicas: adaptações feitas dentro do ambiente de trabalho; pequenos ajustes no escritório, em casa ou no esporte que podem fazer toda a diferença, pois visam otimizar as condições de trabalho do ser humano através de métodos de tecnologia e indústria;
– A cada 30 minutos de trabalho, faça um intervalo de 5. Em sua fase aguda, é exigido um pouco mais de repouso para não sobrecarregar o corpo;
– Os alongamentos ajudam a organizar o colágeno e melhorar toda a parte de circulação sanguínea;
– As técnicas de massagem ajudam o corpo como um todo. No caso de quem tem tendinites, técnicas como a pompagem miofascial, a crochetagem mioaponeurótica e a fricção transversal profunda são ótimas e trazem resultados bastante satisfatórios a médio prazo.
– A alimentação também pode prevenir ou ajudar no tratamento da tendinite. Alimentos como as vitaminas B6, C e E, ou o zinco e o manganês, por exemplo, são importantes para a saúde do tendão.
– Órteses: em muitos casos o uso de órteses, imobilizadores ou bandagens, pode ajudar e muito no processo de recuperação.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).