11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como funciona o lifting facial?

Lifting facial ajuda a amenizar sinais de envelhecimento e contribui na autoestima das pacientes

 O lifting facial é uma cirurgia plástica recomendada para amenizar os sinais intensos do envelhecimento facial, auxiliando no rejuvenescimento e aumentando a autoestima das pacientes.

Como qualquer cirurgia plástica, a opção pelo lifting facial deve ocorrer após uma consulta com o cirurgião plástico que vai avaliar a saúde da paciente, as demandas e insatisfações estéticas e as expectativas com a intervenção cirúrgica.

Após alinhar todos esses aspectos é que o cirurgião plástico fará a indicação do lifting facial ou outro procedimento estético mais adequado ao caso.

Quando o procedimento é indicado?

O lifting facial promove o rejuvenescimento da face, auxiliando na eliminação de sinais mais avançados da idade, como:

  • rugas profundas na face;
  • excesso de flacidez e de pele;
  • falta de harmonia no contorno facial;
  • sulcos profundos, como o bigode chinês;
  • acúmulo de gordura e flacidez no pescoço.

Esses problemas são mais intensos após os 40 anos, idade a partir da qual o procedimento costuma ser mais recomendado.

A indicação pelo lifting facial costuma ser feita quando tratamentos menos invasivos, como aplicação de toxina botulínica, fios de sustentação ou preenchimento de ácido hialurônico já não entregam os resultados esperados.

Para que seja uma boa candidata à cirurgia plástica, é importante que a paciente esteja bem de saúde, sem problemas como diabetes e hipertensão sem controle, obesidade ou em tratamentos médicos.

Como é realizado o lifting facial?

Após a decisão pelo lifting facial e exames médicos que comprovem que a paciente está apta a ser submetida à técnica é agendada a cirurgia plástica.

O cirurgião plástico pode optar pelo uso da anestesia geral ou local com sedação de acordo com as particularidades do caso. Em seguida, no lifting facial tradicional é feita uma incisão cirúrgica de uma orelha a outra, seguindo a linha do couro cabeludo.

Com essa incisão o cirurgião plástico poderá fazer a remoção do excesso de pele e gordura, redistribuir e reposicionar tecidos para obter o resultado final almejado.

Após as alterações desejadas, o cirurgião plástico fecha a incisão cirúrgica, que apesar de extensa, é muito discreta, pois fica rente ao couro cabeludo e segue os contornos naturais do rosto.

Existem outras opções de lifting facial que podem ser focadas nas diferentes regiões do rosto com o objetivo de amenizar sinais da idade mais característicos de uma parte ou outra da face, como área dos olhos, terço médio ou boca e mento.

A definição de qual procedimento é o mais apropriado depende da avaliação especializada.

A paciente submetida ao lifting facial costuma receber alta hospitalar no mesmo dia de acordo com a resposta do organismo à anestesia. Com isso é preciso iniciar os cuidados em casa, que incluem:

  • ter uma alimentação macia e não muito quente nos primeiros dias, cortando açucares, gorduras, processados e sódio em excesso e inserindo mais opções naturais;
  • fazer o repouso indicado pelo médico, preferencialmente mantendo a cabeça mais elevada que o tronco para minimizar sangramentos;
  • usar uma bandagem no local da incisão e, caso a face fique inchada, fazer compressas frias sem incidir peso sobre a face;
  • tomar apenas a medicação prescrita pelo especialista, que pode incluir analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios.

Com os cuidados apropriados a recuperação acontece em menos tempo e com mais segurança, sendo importante retornar ao médico periodicamente para que ele monitore a cicatrização e possa, aos poucos, liberar a retomada das atividades.

Os resultados do lifting facial costumam ficar aparentes após alguns meses quando o inchaço e edemas da face estiverem melhores. Em geral, as pacientes ficam felizes, sendo que a cirurgia contribui na autoestima e satisfação pessoal.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).